• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Erica Gomes Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Soares, Cassia Baldini (Presidente)
Chiesa, Anna Maria
Chizzotti, Antonio
Título em português
"A participação da enfermagem no trabalho educativo em saúde coletiva: um estudo dos relatos de experiência produzidos por enfermeiros brasileiros no período 1988-2003"
Palavras-chave em português
Educação em saúde
enfermagem em saúde pública
trabalho
Resumo em português
O presente trabalho constituiu-se como um estudo exploratório, valendo-se dos relatos de experiência educativa, de enfermeiros brasileiros, publicados entre 1988 e 2003. A partir das concepções nucleares do campo da saúde coletiva e da educação equacionou um método de identificação dos elementos constituintes do processo de trabalho educativo em saúde. Utilizou como parâmetros na seleção das publicações: trabalhos escritos por enfermeiros, docentes ou não; a descrição de práticas educativas voltadas para uma dada população, realizadas em unidades básicas de saúde ou em instituições sociais do território adscrito. O material foi identificado a partir dos bancos de dados LILACS e PERIENF. Os resultados mostraram que a produção foi assinada especialmente por docentes, do eixo sul-sudeste, com a identificação do contexto dos sujeitos fragilmente caracterizada. A responsabilidade pelo “saber fazer” ficou a cargo do docente e dos alunos de pós-graduação e na maioria das vezes o “saber operante” foi assumido pelo aluno de graduação, de pós-graduação ou pelos trabalhadores da rede básica de serviços de saúde. Muitas vezes, as publicações explicitaram as concepções de educação e os instrumentos utilizados no trabalho educativo, mas não os articularam à concepção de saúde norteadora de sua prática social. No entanto, os saberes instrumentais que conformam a concepção de educação em saúde estão na dependência do que os múltiplos agentes do processo de trabalho educativo reconhecem como objeto das práticas sociais em saúde. Assim, é imprescindível empreender esforços para o aprimoramento do processo de elaboração dos relatos identificando o contexto instaurador das necessidades educativas e os elementos teórico-metodológicos que fundamentam as práticas educativas em saúde. Para que o processo de trabalho educativo em saúde instrumentalize as classes/grupos sociais no processo de transformação do objeto da saúde coletiva, os perfis epidemiológicos, é necessário mais que clareza e habilidade no uso de recursos pedagógicos. É preciso que a enfermagem como uma das distintas práticas sociais em saúde domine a concepção de saúde e de educação que objetualiza o recorte do objeto do processo de trabalho educativo e a concepção de educação em saúde que aprimora o saber instrumental para a transformação desse mesmo objeto.
Título em espanhol
La participación de la enfermería en el trabajo de la salud colectiva: Un estudio de los relatos de las experiencias producidas por enfermeros brasileros en el período 1988-2003
Palavras-chave em espanhol
Educación en salud
enfermería en salud pública
trabajo
Resumo em espanhol
El presente trabajo se constituye como un estudio exploratorio, valiéndose de los relatos de la experiencia educativa, de los enfermeros brasileros, publicados entre 1988 y 2003. A partir de las concepciones nucleares del campo de la salud colectiva y de la educación se desarrollo un método de identificación de los elementos constituyentes del proceso de trabajo educativo en salud. Se utilizó como parámetros en la selección de las publicaciones: trabajos escritos por enfermeros, docentes o no; la descripción de las prácticas educativas volcadas para una dada población, realizadas en unidades básicas de salud o en instituciones sociales del territorio adscrito. El material fue identificado a partir de los bancos de datos LILACS e PERIENF. Los resultados mostraron que la producción fue firmada especialmente por docentes, del eje sur-sudeste, con la identificación del contexto de los sujetos frágilmente caracterizada. La responsabilidad por el “saber hacer” quedo a cargo del docente y de los alumnos de pos-graduación y en la mayoría de las veces el “saber operante” fue asumido por el alumno de pregrado, de pos-graduación o por los trabajadores de la red básica de servicios de salud. Muchas veces, las publicaciones explicitaron las concepciones de educación y los instrumentos utilizados en el trabajo educativo, pero no los articularon a la concepción de salud que norteaba su práctica social. Aunque, los conocimientos instrumentales que conforman la concepción de educación en salud dependen de lo que los múltiples agentes del proceso de trabajo educativo reconocen como objeto de las prácticas sociales en salud. Así, es imprescindible emprender esfuerzos para el mejoramiento del proceso de elaboración de los relatos identificando el contexto instaurador de las necesidades educativas y de los elementos teórico-metodológicos que fundamentan las prácticas educativas en salud. Para que el proceso de trabajo educativo en salud instrumentalice las clases / grupos sociales en el proceso de transformación del objeto de la salud colectiva y los perfiles epidemiológicos, es necesario mas que claridad y habilidad en el uso de recursos pedagógicos. Es necesario que la enfermería como una de las distintas prácticas sociales en salud domine la concepción de salud y de educación que tiene como objeto el recorte del objeto del proceso de trabajo educativo y la concepción de educación en salud que perfecciona el saber instrumental para la transformación de ese mismo objeto.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Erica_Gomes.pdf (570.91 Kbytes)
Data de Publicação
2005-11-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.