• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2004.tde-25042006-141140
Documento
Autor
Nome completo
Cristiane Giffoni Braga
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Cruz, Dina de Almeida Lopes Monteiro da (Presidente)
Coleta, Marilia Ferreira Dela
Garcia, Telma Ribeiro
Kimura, Miako
Pimenta, Cibele Andrucioli de Matos
Título em português
"Construção e validação de um instrumento para avaliação do sentimento de impotência"
Palavras-chave em português
construção do teste
diagnóstico de enfermagem
locus de controle
psicometria
sentimento de impotência
Resumo em português
Sentimento de impotência é um conceito aceito como um foco clínico da prática de enfermagem. Os objetivos deste estudo foram: desenvolver e testar uma medida de sentimento de impotência para pacientes adultos; verificar se o sentimento de impotência é um construto distinto do de locus de controle e analisar a associação entre sentimento de impotência e locus de controle. Os itens foram desenvolvidos a partir das dimensões do modelo de impotência de White, Roberts (1993) e das características definidoras de impotência, segundo a North American Nursing Diagnosis Association. A validade de conteúdo foi afirmada para 23 itens pelo julgamento de seis juízes, segundo critérios estabelecidos por Pasquali (1998). Teste de inteligibilidade foi realizado com 25 pacientes e 21 itens foram retidos. O instrumento foi testado com 210 pacientes adultos de unidades médico-cirúrgicas para seleção de itens, confiabilidade e validade. Pela análise de itens, nove deles foram descartados. Os 12 itens remanescentes foram testados quanto à confiabilidade e à validade. Três subescalas geradas pela análise fatorial (Capacidade de Realizar Comportamentos, Capacidade de Tomar Decisões e Resposta Emocional ao Controle das Situações) não confirmaram o modelo de White, Roberts e demonstraram consistência interna entre 0,58 e 0,85. O alfa total foi 0,80. Estimativas iniciais de validade de critério e de construto foram obtidas com associações entre o instrumento desenvolvido e uma afirmação geral sobre a percepção de controle (p<0,000) e correlação daquele com escores de internalidade gerados a partir dos escores na Escala de Locus de Controle na Saúde (p=-0,33). Os itens da escala de Locus de Controle na Saúde foram bem discriminados dos itens de sentimento de impotência pela análise fatorial, sugerindo conceitos distintos. Com refinamento o instrumento de Medida do Sentimento de Impotência para pacientes adultos servirá de base para avaliar essa resposta psicossocial, definir e apreciar intervenções clínicas propostas para melhorar o conforto emocional de pacientes adultos.
Título em inglês
Construction and validation of the instrument for assessment powerlessness
Palavras-chave em inglês
locus of control
nursing diagnosis
powerlessness
psychometry
test construct
Resumo em inglês
Powerlessness is a concept accepted as clinical focus of nursing practice. The aims of this study were: to develop and test a measure of powerlessness in adult patients; to verify whether powerlessness is a construct distinct from locus of control and to analyse the association between powerlessness and locus of control. Items were developed from the powerless dimensions of the White, Roberts (1993) model and from the defining characteristics of powerlessness according to the North American Nursing Diagnosis Association (2002, 2003). Content validity was supported for 23 itens through the rating of six experts following criteria established by Pasquali (1998). Intelligibility test was performed in 25 patients and 21 items were retained. The instrument was tested with 210 adult patients of medical-surgical wards for item selection, reliability and validity. Through item analysis nine items were discarded. The remaining 12 items were tested for reliability and validity. Three subscales generated by factor analysis (Ability to Perform Behaviors, Ability to Make Decisions and Emotional Responses to Personal Control) did not confirm the White, Roberts model, and demonstrated internal consistency ranging from .58 to .85. Total scale alpha was .80. Initial estimates of criterion-related and construct validity were documented with associations between the developed measure and a general statement on personal control perception (p<.000), and correlation with internality scores generated from scores on Health Locus of Control Scale (p=-.33).Items of Health Locus of Control were well discriminated from the powerlessness items through factor analysis, suggesting they are distinct concepts. With refinement the Measure of Powerlessness for Adult Patients will provide a basis for assessing this psychosocial response, definition and evaluating clinical interventions designed to enhance the emotional comfort of adult patients.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Cristiane_Giffoni.pdf (1.03 Mbytes)
Data de Publicação
2006-05-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.