• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2006.tde-02102006-153741
Documento
Autor
Nome completo
Vivian Cesar Beteli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Rezende, Magda Andrade (Presidente)
Brêtas, José Roberto da Silva
Verissimo, Maria De La Ó Ramallo
Título em português
Acompanhamento do desenvolvimento infantil em creches.
Palavras-chave em português
Creches
Desenvolvimento infantil
Educação infantil
Enfermagem pediátrica
Teste de Triagem de Desenvolvimento de Denver
Resumo em português
O período da vida em que as crianças freqüentam instituições de educação infantil (creches e pré-escolas) corresponde a uma fase crítica para o desenvolvimento. Dentre as áreas do desenvolvimento, a linguagem é uma das mais vulneráveis uma vez que necessita intensamente da intervenção de outrem. Devido à importância do desenvolvimento acredita-se que acompanhá-lo é uma ação básica de saúde, bem como um importante cuidado de enfermagem. Os objetivos desta pesquisa foram: descrever perfil de desenvolvimento, especialmente no que diz respeito às habilidades de linguagem, de crianças hígidas de 0 a 6 anos de idade incompletos que freqüentam instituição de educação infantil. Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e longitudinal (coorte) com amostra não probabilística. Utilizou-se o Teste de Triagem de Desenvolvimento de Denver II (TTDD II). No período de 2001 a 2004 foram realizadas 150 aplicações do TTDD II em crianças de 4 meses e 23 dias até 5 anos 7 meses e 11 dias. Tais crianças freqüentavam instituições de educação infantil consideradas de boa qualidade localizadas na cidade de São Paulo. Os critérios de inclusão foram: idade gestacional conhecida (para menores de 2 anos), ausência de mal formação congênita, não ser estrangeira (devido à área de linguagem), e nunca ter freqüentado outra creche. A condição sócio-econômica das famílias era homogênea, sendo a renda média de 7,60 salários mínimos, portanto, superior à renda média per capita na região metropolitana de São Paulo no mesmo período, que era 4,28 salários mínimos. Os resultados foram estatisticamente iguais nas 3 creches, tanto para o resultado global do TTDD II, quanto para a área de habilidades de linguagem isoladamente. Não houve associação estatística dos resultados em relação aos sexos. Em termos de resultado global houve melhora estatisticamente significante ao longo das 5 avaliações (1ª x 3ª p=0,015). O desempenho da linguagem se manteve estatisticamente igual ao longo dos 5 momentos. Assim, é possível ventilar as seguintes possibilidades: as 3 instituições em questão não estão conseguindo otimizar as condições de molde a propiciar às crianças o pleno desenvolvimento de suas habilidades de linguagem, e/ou, o TTDD II não possibilitou a triagem adequada nesta área. A favor da primeira possibilidade há o fato que as habilidades de linguagem parecem declinar quando as crianças alcançam 3 anos de idade, melhorando mais tarde. Exatamente neste período o módulo educadora/crianças está abaixo no nível recomendado. Quanto à segunda possibilidade, tem-se que o TTDD II ainda não está validado para a língua portuguesa empregada no Brasil. Conclui-se que: freqüentar as creches pode ter sido benéfico para o desenvolvimento das crianças no que tange ao desenvolvimento global. No caso da das habilidades de linguagem há necessidade de outras pesquisas.
Título em inglês
Follow-up of the child development in day care centers.
Palavras-chave em inglês
Child Day Care Centers
Child development
Child Rearing
Denver Developmental Screening test
Pediatric Nursing
Resumo em inglês
The period of life in which children are enrolled in institutions of child education (pre-school and day care centers) is a critical phase for the child development. Among the developmental areas, the language is the most susceptible since it strongly needs someone else’s intervention. Due to the development importance child follow-up is a basic health care in nursing. The purpose of this study was to describe the development profile, specially regarding language abilities of healthy children with ages ranging from 0 to 6 incomplete years, who were enrolled in child day care centers. This is a quantitative, descriptive and longitudinal (cohort) study with a non-probabilistic sampling. The Denver II Developmental Screening Test (DDST II) was used. From 2001 to 2004, 150 DDST III were applied in children with ages varying from 4 months and 23 days up to 5 years, 7 months and 11 days. These children were enrolled in good quality Day Care Centers located in the city of São Paulo. The criteria of inclusion were as follows: identified gestational age (for those under the age of 2 years), lack of congenital malformation, born Brazilian (due to the language area) and never been enrolled in a day care center before. The socioeconomic condition of the families was homogeneous, average of 7.60 minimum wage, thus, above the mean income per capita in the metropolitan area of São Paulo, in the same period, which was 4.28 minimum wages. The results were statistically equal in three Day Care Centers, both for the global result of the DDST II and for the language ability areas alone. There was no statistical association of the results regarding gender. In terms of global results, a statistically significant improve was observed in the five evaluations performed (1a x 3a p=0.015). Language performance maintained statistically equal on these five moments. Consequently, it was possible to demonstrate the following likelihood features: the three institutions were not able to optimize the conditions needed to give the child full development of his/her language abilities and/or the DDST II did not allow an adequate screening in this area. In the first option, it seems that language abilities may decrease when the child reaches the age of three years and developing later. At this moment, the educator/child module is below the recommended level. Regarding the second option, the DDSTII is not yet validated for the Portuguese language in Brazil. It was concluded that to enroll children in day care centers seems to be effective for the global child development. Regarding language abilities further studies are still needed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Vivian_Beteli.pdf (12.44 Mbytes)
Data de Publicação
2006-11-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.