• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2007.tde-13072007-100232
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Massumi Okada
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Hoga, Luiza Akiko Komura (Presidente)
Bonadio, Isabel Cristina
Osava, Ruth Hitomi
Título em português
Violência doméstica contra a mulher: estudo com puérperas atendidas em uma maternidade filantrópica
Palavras-chave em português
Gravidez
Homens
Mulheres
Religião
Serviços de saúde da mulher
Violência doméstica
Resumo em português
A problemática da violência doméstica contra a mulher está disseminada ao redor do mundo, inclusive no Brasil, porém suas características variam de acordo com as circunstâncias pessoais, familiares, de relação conjugal, do contexto social e cultural envolvidas. Esta pesquisa teve o objetivo de identificar a ocorrência da violência doméstica contra a mulher e analisar a sua relação com algumas características da estrutura familiar e de vínculo com o parceiro. Trata-se de pesquisa transversal, de base hospitalar. A coleta de dados foi feita por meio de um formulário estruturado, baseado nos itens constantes no “Abuse Assessment Screen-AAS”, junto a 385 (N) mulheres atendidas em uma maternidade social filantrópica localizada na Cidade de São Paulo. Os dados, introduzidos em um banco de dados do Programa R para LINUX versão 2.1.1., foram submetidos à análise multivariada. O Teste Qui-Quadrado de Pearson e o Teste Exato de Fisher foram utilizados para a análise estatística dos dados. A freqüência da violência doméstica em algum momento da vida foi de 36,8% e, dentre estas, foram referidas a violência psicológica (97,2%), a física (28,9%) e a sexual (4,9%). A freqüência da violência doméstica na gravidez foi de 34,5% e, dentre estas, foram referidas a violência psicológica (95,9%), a física (34,7%) e a sexual (6,1%). Houve associação estatisticamente significante (p=0,00223; 0,001767) entre religião e o planejamento da gravidez e entre a violência doméstica e o hábito do etilismo do companheiro (p=0,0002533; 0,0002981). A violência doméstica foi uma problemática enfrentada por quase todas as mulheres desta pesquisa, em algum momento da vida, inclusive na gravidez. Os itens religião, planejamento da gravidez e etilismo devem ser incluídos na anamnese em saúde da mulher. Assim como os já constantes nesta anamnese, os itens mencionados devem ser sobretudo considerados no planejamento e desenvolvimento da assistência e abordados, de forma sistemática, pelos profissionais da área de saúde
Título em inglês
Domestic violence against woman: a study on perinatal mothers assisted in a philantropic maternity
Palavras-chave em inglês
Domestic violence
Men
Pregnancy
Religion
Women
Women´s health service
Resumo em inglês
Domestic violence against woman is spread worldwide. However its characteristics vary according to personal, family, marital, social and cultural aspects involved. This transversal, hospital-based study aimed at determining the occurrence of domestic violence against women and at analyzing its relation with some aspects of familial environment and relationship with the women´s partners. Data collection was carried out using a structured interview form, based on the content of the "Abuse Assessment Screen" (AAS) applied to 385 women assisted at a philanthropic maternity in the city of São Paulo. Study data analysis was performed using the "R" Software version 2.1.1 for Linux, and the statistical multi-variate analysis was performed by Pearson´s Qui-square and Fisher´s Exact tests. As many as 36,8% of the participants reported being subject to domestic violence, whether psychological, physical or sexual, sometime in her lifetime- 97.2%, 28.9% and 4.9%, respectively. As many as 34.5% of women comprising the study group reported being charged psychologically (95.9%), physically (34.7%) and sexually (6.1%) during pregnancy. There was a statistically significant association between religious belief and non-planned pregnancy, and between domestic violence and alcohol drinking on the part of the partner (p=0.00223/0.001767 and p=0.0002533/0.0002981, respectively). Reports on, religious belief, pregnancy planning and alcohol consumption should be included in the records of a woman during pre-natal and delivery care and need to be approached in a systematic way by health professionals
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Marcia_Okada.pdf (937.94 Kbytes)
Data de Publicação
2007-09-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.