• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2007.tde-20122007-100254
Documento
Autor
Nome completo
Tiago Braga do Espírito Santo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Oguisso, Taka (Presidente)
Campos, Paulo Fernando de Souza
Gonzalez, Jose Siles
Título em português
Enfermeiras francesas na capital do Brasil (1890-1895)
Palavras-chave em português
Enfermeiras (1890-1895)
História da enfermagem
Hospitais psiquiátricos (Rio de Janeiro)
Resumo em português
O presente estudo aborda o início da profissionalização da enfermagem brasileira através da vinda de enfermeiras francesas, de 1890 a 1895, para o Hospício Nacional de Alienados (HNA), no Rio de Janeiro, capital do recém instalado governo republicano. O contrato, de 1890 que proporcionou a vinda dessas profissionais foi uma das medidas do governo para sanar a crise institucional acarretada pela saída das Irmãs de Caridade desse hospício, onde elas exerciam cuidados de enfermagem. São objetivos do estudo: identificar as possíveis circunstâncias que culminaram em um contrato, firmado entre os governos do Brasil e da França, que promoveu a vinda de enfermeiras francesas para o Hospício Nacional de Alienados, no Rio de Janeiro, em 1891; Descrever o processo de laicização nos hospitais e da profissionalização da enfermagem francesa definindo o perfil das enfermeiras formadas pela Escola de Salpêtrière; analisar a trajetória da vinda dessas profissionais ao Brasil, no contexto histórico do início da Primeira República; levantar as possíveis atividades que enfermeiras francesas teriam desempenhado no Hospício Nacional de Alienados. A fundamentação teórico-metodológica foi feita com base na proposta da História Nova, tomando como dimensão os conceitos da História Social. No âmbito da abordagem, o tema estudado conduziu para um enfoque direcionado pela Micro-História, com a técnica da Descrição Densa como forma de narrativa. Os dados coletados foram interpretados de acordo com as novas perspectiva da escrita da história, de Burke, vinculados com o objeto através da triangulação de dados. O corpus documental é composto majoritariamente pelos relatórios ministeriais da época e de algumas evidências sobre as enfermeiras francesas disponibilizadas pelo acervo documental do Palácio do Itamaraty. Outro importante recurso utilizado foi a mídia escrita, principalmente os registros noticiosos publicados pelo "Jornal do Commercio", pelo "Diário Oficial" e pela revista "O Brazil-Médico". O estudo nos possibilita perceber o conturbado contexto que deu origem à enfermagem francesa e os diversos modelos existentes na França, tendo então prevalecido o modelo do Dr. Bourneville que, através de sua atuação como médico, político e jornalista, organizou escolas de formação e escreveu manuais de enfermagem que influenciaram diversos países no mundo. O contexto brasileiro encontrava-se muito conturbado com a transição do governo monárquico para o republicano no final do século XIX, motivando transformações sócio-políticas que caracterizavam o país como importador das idéias positivo-evolucionistas européias, concretizando assim a intencionalidade de "civilizar" a nação, trazendo como pano de fundo o desenvolvimento da medicina social e da psiquiatria como forma de higienização/exclusão. Ao relacionar o desenvolvimento da enfermagem na França com o ideário republicano brasileiro percebe-se que a contratação de cerca de 40 enfermeiras francesas para o trabalho no HNA estava diretamente relacionada com a intenção de reafirmar o governo recém instalado e inaugurar, no Brasil, uma profissão para mulheres inspirada no modelo de enfermagem de Bourneville
Título em inglês
French nurses in the Brazil capital (1890-1895)
Palavras-chave em inglês
History of nursing
Hospitals psychiatric (Rio de Janeiro)
Nurses (1890-1895)
Resumo em inglês
The study approaches the beginning of the Brazilian nursing professionalization through the coming of French nurses, from 1890 to 1895, to the Insane National Hospital (HNA), Rio de Janeiro, capital of the recently installed republican government. The contract which facilitated the coming of those professionals was one of the government strategies to solve the institutional crisis caused by the Sisters of Charity who had gone from the hospital, where they exerted nursing care. The objectives of the study are: to identify possible circunstances that had culminated in a contract, signed between the Brazil and France goverments, wich has promoted tha french nurse arrival to the Insane National Hospital, Rio de Janeiro, 1891; to describe the laicization process within hospitais and the French nursing professionalization, definning the profile of nurses educated by the Salpêtrière School; to analyse the trajetory of these professionals comming to Brazil, within the historical context of the beginning of he First Republic; to survey possible activities French nurses had performed at the Insane National Hospital. The theoretical and methodological foundations were done based on the proposal of New History, taking the concepts of Social History as its dimension. Through such an approach the studied theme has conducted to a focus of Micro-history, with dense description technique for narration. Data collected were interpreted according to the new perspective of written history, by Burke, linked to the object through data triangulation. Documental corpus is made up mainly by ministry reports of that time and on some evidences about French nurses disposed by the Itamaraty Palace (Ministry of External Relations) documentary archives. Another important resource was the written media, in particular those news published by the "Jornal do Commercio", the "Diário Oficial" and the journal "O Brazil-Medico". Through this study it is possible to notice the turmoil context which gave origin to the French nursing and the existence of several models in France, among which had prevailed the of Br Bourneville who acting as a physician, politician and journalist established training schools and wrote nursing manuals which have influenced several countries worldwide. The Brazilian context was much disturbed during the transition from monarchy to the republic at the end of the XIX Century, motivating socio-political changes which have characterized the country as a importer of European positive-evolutionist ideas, concretizing the intention of civilizing the nation. This had as scenario the social medicine and psychiatry development as a way of hygienezation/exclusion. Relating nursing development in France with Brazilian republican ideas, it is noticed that bringing approximately 40 French nurses to work at HNA was directly linked to the intention of reaffirming the recently established government intention to create a career for women inspired on Bourneville nursing model
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tiago_Braga.pdf (10.68 Mbytes)
Data de Publicação
2008-01-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.