• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2006.tde-15012007-154700
Documento
Autor
Nome completo
Vivian Aline Mininel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Felli, Vanda Elisa Andres (Presidente)
Kurcgant, Paulina
Rocha, Adelaide De Mattia
Título em português
Promoção da qualidade de vida dos trabalhadores de enfermagem: responsabilidade gerencial do enfermeiro
Palavras-chave em português
Profissionais de enfermagem
Qualidade de vida no trabalho
Saúde ocupacional
Supervisão de enfermagem
Resumo em português
Este estudo objetiva analisar as ações voltadas para a promoção da qualidade de vida dos trabalhadores de enfermagem, desenvolvidas pelos enfermeiros que desempenham funções gerenciais. Para tanto, busca conhecer os processos destrutivos e favoráveis, determinantes dos processos saúde-doença, vivenciados pelos trabalhadores de enfermagem; apreender o significado da qualidade de vida no trabalho para estes trabalhadores; e, a partir daí, buscar propostas de intervenção para esta problemática. O estudo, de abordagem qualitativa, fundamenta-se no referencial do materialismo histórico e dialético e na determinação social do processo saúde-doença. O cenário de estudo foi um hospital universitário, de grande porte, localizado na região centro-oeste do País. A população foi constituída por 22 trabalhadores, de diversas categorias de enfermagem, representantes das unidades e turnos de trabalho do Hospital. Para a coleta de dados foram utilizados formulários para captação dos dados de caracterização da instituição e dos trabalhadores, dos acidentes de trabalho e formulário com questões norteadoras das discussões no grupo focal. Ainda, a enquête coletiva foi utilizada para o registro dos dados discutidos neste grupo. A análise dos dados permitiu evidenciar que: os acidentes de trabalho com trabalhadores de enfermagem representaram, respectivamente, 51% e 25% do total de acidentes ocorridos nos anos de 2004 e 2005, causados principalmente pelos materiais pérfuro-cortantes; que a qualidade de vida e a qualidade de vida no trabalho são indissociáveis, sendo que a motivação para o trabalho e a satisfação advém da interação e reconhecimento dos pacientes, bem como pelas relações de confiança que são estabelecidas com a equipe de trabalho; que os processos favoráveis e destrutivos da saúde permeiam o momento de trabalho; que a exposição às diversas cargas, geradoras de processos de desgaste, evidenciaram um perfil destrutivo da saúde e, conseqüentemente, o comprometimento da qualidade de vida; que não existem programas ou ações institucionalizadas que promovam a qualidade de vida trabalho. A análise ainda possibilita a apreensão do desgaste psíquico sofrido pelos enfermeiros, na gerência, frente às mudanças no contexto de trabalho e seu impacto na qualidade de vida dos trabalhadores de enfermagem; que as mudanças e os desgastes evidenciados comprometem a atuação deste profissional como cuidador da equipe, promovendo um desgaste físico e mental no cumprimento das metas organizacionais. A análise evidencia, ainda, que inexistem iniciativas voltadas à promoção da qualidade de vida dos trabalhadores como uma responsabilidade gerencial e estas são relegadas a segundo plano, na emergência de situações demandadas no dia-a-dia de trabalho. Em síntese, constata-se que inexistem propostas de promoção da qualidade de vida dos trabalhadores de enfermagem ou estas são muito tímidas. Assim, emerge o imperativo da intervenção nas diferentes realidades, por enfermeiros preparados para gerenciar a promoção da qualidade de vida dos trabalhadores de enfermagem
Título em inglês
Prornotion of nursing work´s quality of life: managerial responsibility of nurse
Palavras-chave em inglês
Nursing management
Nursing workers
Occupational health
Work´s quality of life
Resumo em inglês
This study aims to analyze the actions that are directed through the promotion of nursing workers quality of life, developed by the managerial nurses. For this, it searches to know the favorable and destructive processes, as determinants of the health-i process lived by the nursing workers; to apprehend the means of work’s quality of life for them; and, then, it searches proposa of interventions for this problernatic situation. The study is based in the qualitative approach of historical and dialectic rnaterialist and on referential of the social determination of the process health-illness. The setting of study was a big university hospital, which is situated in the center west region of Brazil. The population of study was composed by 22 nursing workers. They carne from many units and shifts of work. Data coilection about institution, workers profiles and occupational accidents was made by forms. Qualitative data was collected by coliective interview in the focus group. Still, the coliective inquiry was used to register the discussion of this group. The analysis of occupational accidents data evidenced that: in the years of 2004 and 2005, the nursing workers suffered a great number of these accidents, respectively, 51% and 25% of the total and that these accidents had as main cause due needlestick materiais; analysis data also showed that the quality of life and work’s quality of life are strongly iinked and that the motivation and the satisfaction for the work corne of the interaction and recognition with of the object of work, as weli as for the reiations that are estabiished with the work tearn; that the favorable and destructive processes of health are determined in the workplace; that the exposition to diverse over workloads configures a destructive profiie of the health and the consequence is the decrease of the quality of life; that it doesn’t have institutional prograrns or institutional actions that promote the work’s quality of life. Stili, the analyze make possibie the apprehension of the psychic strain suffered by the management nurses through the changes in the context from work and the impact from this in the nursing workers quaiity of life; that the changes and the strains cornpromise the performance of these nurses as manager of the team, promoting physical and mental strain in the fulfillment of organizationai goals. The analysis evidences, stiii, that no have initiatives directed to the prornotion of workers’ quality of life as a management responsibiiity and these are relegated as the second piam, in the emergency of situations demanded in day-by-day of work. in synthesis, the study evidences that there haven’t proposais for the promotions of nursing workers’ quality of life or, if exist, these are very shy. Thus, the irnperative of the intervention in the different ones realities ernerges for prepared nurses to rnanagement the promotion of nursing workers´ quality of life
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Vivian_Mininel.pdf (1.37 Mbytes)
Data de Publicação
2007-02-01
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • MININEL, Vivian Aline, e FELLI, Vanda Elisa Andres. Management initiatives aimed to nursing quality of worklife. Ergonomia IJE&HF, 2007, vol. 29, n. -1, p. 273-276.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.