• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.64.2015.tde-19052015-152710
Documento
Autor
Nome completo
Isabela Cristina Gomes Pires
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2015
Orientador
Banca examinadora
Abreu Junior, Cassio Hamilton (Presidente)
Faria, Luiz Carlos de
Siqueira Neto, Marcos
Título em português
Lodo de esgoto em plantio de Eucalyptus grandis: produção de madeira e viabilidade econômica
Palavras-chave em português
Eucalyptus grandis
Lodo de esgoto
Nutrição mineral de plantas
Produção de madeira
Viabilidade econômica
Resumo em português
O lodo de esgoto (LE) aplicado em solos de florestas plantadas, com base no critério do nitrogênio, pode aumentar a produção de madeira sem causar danos ao ambiente florestal. Entretanto, há necessidade de pesquisas para avaliar o aproveitamento dos nutrientes contidos no LE e para recomendar um manejo adequado em relação a sua aplicação no solo complementada pela fertilização mineral, considerando-se os aspectos de produtividade e econômico. Assim, objetivou-se analisar o efeito das combinações de doses de LE e de fertilizante mineral nitrogenado e fosfatado sobre a produção de biomassa seca e de volume de madeira de Eucalyptus grandis após 95 meses do uso do lodo, e avaliar a viabilidade econômica da recomendação de LE e de sua complementação com adubo mineral nitrogenado e fosfatado para o produtor florestal. O experimento foi instalado em área comercial da Suzano, em Angatuba-SP, aplicando-se doses de lodo (0; 7,7; 15,4 e 23,1 Mg ha-1, base seca), e de fertilizante mineral nitrogenado (0; 46,9; 95,1 e 142 kg ha-1), fosfatado (0; 27,7; 55,9 e 84 kg ha-1, P2O5), e potássico (175 kg ha-1 de K2O para todos os tratamentos, devido ao baixo teor deste nutriente no lodo); em delineamento em blocos ao acaso, em esquema fatorial 4x4x4, totalizando 128 parcelas. Para o objetivo específico do presente estudo, efeito das doses de lodo, foram tomadas aleatoriamente combinações de doses de N e P e dentre dessas foram estudadas todas as doses de LE aplicadas, totalizando 52 parcelas. A produção de biomassa seca e de madeira, calculada pela equação de Smalian, foram determinadas a partir de medidas coletadas aos 95 meses após 8 anos do plantio do eucalipto. Os valores de receita e de custos foram levantados no ano de referência de 2013. Para a avaliação da viabilidade econômica, utilizou-se o método do valor presente líquido anualizado (VPLA), considerando-se taxas de juros de 6 e 12% ao ano e que o produtor florestal arcaria com 0 ou 100% do custo do transporte do LE. Houve efeito linear das doses de LE sobre a produção de biomassa seca de lenho, casca, folha e galho e de volume de madeira. O LE na dose de 23,1 Mg ha-1 de LE, equivalente a 150% da dose de LE recomendada pelo critério do nitrogênio, propiciou a maior produção de matéria seca total, 187 Mg ha-1, e de tronco, 173 Mg ha-1 e de volume, 529 m3 ha-1, com incremento médio anual de 66 m3 ha-1 ano-1. Ao considerar o critério para a aplicação de LE, com base em N, e que o produtor florestal arcou com todo o custo de transporte deste resíduo, observou-se que o tratamento com maior retorno econômico foi o que utilizou a dose de 15, 4 Mg ha-1 de LE e 84 kg ha-1 P2O5 a taxas de juros de 6% a.a.; e aquele que aplicou 7,7 Mg ha-1 de LE e 28 kg ha-1 P2O5 a taxas de juros de 12% a.a. Quando o produtor florestal foi isento do custo de transporte do LE, o tratamento mais viável economicamente foi o que usou doses de 15,4 Mg ha-1 de LE e 84 kg ha-1 P2O5 para taxas de juros de 6 e 12% a.a.
Título em inglês
Sewage sludge in planting Eucalyptus grandis: wood production and economic viability
Palavras-chave em inglês
Economic viability
Eucalyptus grandis
Mineral nutrition of plants
Sludge sewage
Wood production
Resumo em inglês
The sewage sludge (SS) applied in planted forest soils, based on the nitrogen criterion, may increase the production of wood without causing damage to the forest environment. However, there is a need for research to evaluate the use of nutrients contained in the SS and to recommend appropriate management regarding for its application on soil using mineral fertilizer supplements by aspects of productivity and economic. The objective were to analyze the effect of combinations of sewage sludge doses and nitrogen and phosphate mineral fertilizer on the production on dry matter content and wood production of Eucalyptus grandis at 95 months after planting, and to evaluate the economic viability of SS recommendation and its complementation with nitrogen and phosphate mineral fertilizer for the forest producer. The experiment was installed in a commercial area of Suzano, in Angatuba-SP, sludge doses are applying (0, 7.7, 15.4 and 23.1 Mg ha-1, dry base), and nitrogen mineral fertilizer (0; 46.9; 95.1 and 142 kg ha-1), phosphate (0, 27.7, 55.9 and 84 kg -1 P2O5), and potassium (175 kg ha-1 K2O for all treatments, due to the low content of this nutrient in SS); in a randomized block design in a factorial 4x4x4. For the specific purpose of this study, combinations were taken in doses of N and P and among all these SS doses were studied. The production of dry matter and wood, calculated by equation Smalian were determined from measurements collected at 95 months post-planting eucalyptus. The revenue and cost values were raised in the reference year 2013. For the evaluation of the economic viability, we used the method of annualized net present value (ANPV), considering 6 and 12% per year discount rates and that the forest producer would bear 0 or 100% of the cost of transport of sewage sludge. There was a linear effect of SS doses on the production of dry biomass of wood, bark, leaf and branches and wood volume. The dose of 23.1 Mg ha-1 SS, equivalent to 150% of SS dose recommended by the criterion nitrogen, provided the highest total dry matter, 187 Mg ha-1, and wood+bark of 173 Mg ha-1 and stem volume of 529 m3 ha-1, with average annual increment of 66 m3 ha-1 yr -1. When considering the criterion to the application of SS, based on N, and the forestry producer has borne all the shipping cost of this waste, it was observed that the highest economic return treatment was that using a dose of 15.4 Mg ha- 1 SS and 84 kg ha-1 P2O5 to 6% per year discount rate; and one that applied 7.7 Mg ha-1 SS and 28 kg ha-1 P2O5 to the interest discount rate to 12% per year rate. When the forest producer was exempted to pay the SS shipping cost, the most economically viable treatment was what used 15.4 Mg ha-1 doses of SS and 84 kg ha-1 P2O5 to 6 and 12% per year discount rates
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.