• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.64.2018.tde-11092018-144844
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Mulero Beloto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2018
Orientador
Banca examinadora
Camargo, Plinio Barbosa de (Presidente)
Abe, Augusto Shinya
Marques, Thiago Simon
Título em português
Taxa de turnover e fator de discriminação isotópico entre o sangue a dieta do lagarto teiú (Salvator merianae)
Palavras-chave em português
Dieta animal
Metabolismo animal
Nutrição animal
Razão isotópica
Resumo em português
O lagarto teiú Salvator merianae pertence à família TEIIDAE, são animais forrageadores ativos e alimentam-se principalmente de insetos quando filhotes, e onívoros quando jovens e adultos. Na região sudeste do Brasil S. merianae apresenta um ciclo anual de atividade durante o verão e inatividade durante o inverno, assim, estudar esse modelo de animal é de extrema importância, pois, se trata de uma espécie que obedece a um ciclo de ajustes fisiológicos distintos que podem influenciar a taxa de turnover e o fator de discriminação isotópico. Foram coletados dados de 26 indivíduos juvenis e 11 adultos. A delta13C das células vermelhas inicial não apresentou diferença entre juvenis e adultos, no entanto para o plasma foram distintos. Essa diferença pode ter ocorrido porque a dieta ao longo de suas vidas não era homogênea. A delta15N das células vermelhas e do plasma foram distintos entre os juvenis e adultos. A diferença encontrada pode ser atribuída a modelos de balanço nitrogenado distintos. Foi apontado a comparação entre os períodos de pré-dormência e despertar da dormência sazonal, a fim de verificar se a utilização das reservas endógenas poderia influenciar os dados iniciais. A delta13C das células vermelhas dos juvenis e dos adultos não foram diferentes entre os períodos. Entretanto, a delta15N dos juvenis foi distinto e similar para os adultos. O plasma se comportou de forma similar as células vermelhas para a delta13C nos juvenis e adultos. Todavia o nitrogênio do plasma se anotou distintos, sendo o período de despertar enriquecido tanto para os juvenis como adultos. Desta forma, a espécie utilizou um misto da reserva lipídica e aminoácidos endógenos na produção de energia diante de uma taxa metabólica muito baixa. As taxas de turnover das células vermelhas para 13C e 15N dos juvenis e dos adultos foram 79,57 e 34,88 dias e 66,84 e 43,38 dias respectivamente, porém o plasma foi mais rápido sendo, 41,64 e 20,83 dias e 38,77 e 22,78 dias respectivamente. Os valores de Delta13C das células vermelhas dos juvenis e dos adultos 1,43? e 1,25 ?, e Delta13C do plasma apresentaram os valores de 2,10? e 1,87? na ordem. O do Delta15N das células vermelhas dos juvenis e dos adultos foram 3,05? e 3,44?, seguido dos valores de Delta15N do plasma 3,93? e 4,34?. Todos os valores não apontaram um padrão entre os táxons da literatura devido influências peculiares que podem ser intrínsecos entre as espécies. Houve uma correlação entre o índice de massa corpórea com o Delta13C do plasma dos juvenis e com os Delta13C das células vermelhas e plasma e Delta15N das células vermelhas dos adultos. Essa correlação parece estar relacionada com uma possível intolerância aos carboidratos provenientes da dieta. No entanto o Delta15N do plasma parece estra relacionado com a entrada de reserva endógena e o controle do catabolismo. Juvenis e adultos, machos e fêmeas mostraram semelhança em todas as comparações. Esse resultado era esperado porque no final do experimento os indivíduos juvenis se enquadravam em sub-adultos e a alocação para reprodução ter sua maior contribuição da fonte endógena.
Título em inglês
Rate of turnover and the isotopic discrimination factor between blood the diet of the tegu lizard (Salvator merianae)
Palavras-chave em inglês
Animal metabolism
Animal nutrition
Diet's animal
Isotopic ratio
Resumo em inglês
The tegu lizard Salvator merianae belongs to the TEIIDAE family. They are active foraging animals that feed mainly on insects when cubs, becoming omnivores when they reach youth and adulthood. In the Southeastern of Brazil, S. merianae presents an annual cycle of activity during the summer and inactivity during the winter. Thereupon, studying this animal is extremely important, since it's a species that obeys a cycle of physiological adjustments which may influence the turnover rate and the isotopic discrimination factor. Data were collected from 26 juveniles and 11 adults. The delta13C of the red cells didn't present difference between juveniles and adults; however these values were different for plasma. This difference may have occurred because the diet throughout their lives was not homogeneous. The delta15N of red cells and plasma were distinct between juveniles and adults. The difference found can be attributed to different nitrogen balance models. It was pointed out the comparison between the periods of pre-dormancy and awakening of the seasonal dormancy, in order to verify if the use of the endogenous reserves could influence the initial data. The delta13C of the red cells of juveniles and adults was not different between periods. However, the delta15N of juveniles was distinct and similar for adults. Plasma behaved similarly to red cells for delta13C in juveniles and adults. Meanwhile, the nitrogen of plasma was distinct and the arousal period was enriched for both juveniles and adults. The species used a mixture of its own lipid reserves and endogenous amino acids for the energy production before a very low metabolic rate. Red cell turnover rates for 13C and 15N of juveniles and adults were 79.57 and 34.88 days and 66.84 and 43.38 days, respectively. Nonetheless, the plasma rate was faster as the values found were 41.64 and 20.83 days and 38.77 and 22.78 days. The Delta13C values of red cells for juveniles and adults were 1.43? and 1.25?, and the Delta13C values of plasma were 2.10? and 1.87? respectively. The Delta15N values of red cells for juveniles and adults were 3.05? and 3.44 ?, followed by Delta15N values of 3.93? and 4.34? for plasma. All values didn't indicate a pattern among the taxa due to peculiar influences that may be intrinsic among the species. There was a correlation between body mass index and Delta13C values for juvenile plasma and Delta13C of red cells and plasma, as well as Delta15N values for red cells in adults. This correlation seems to be related to a possible intolerance to dietary carbohydrates. However, the Delta15N of plasma appears to be related to endogenous reserve inflow and catabolism control. Juveniles and adults, males and females showed similarity in all comparisons. This result was expected because at the end of the experiment juveniles could be classified as sub-adults and the allocation for reproduction had its greatest contribution from the endogenous source
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-11-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.