• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Thaís de Marchi Soares
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2016
Orientador
Banca examinadora
Muraoka, Takashi (Presidente)
Casagrande, Jose Carlos
Otto, Rafael
Título em português
Ciclagem do nitrogênio em florestas restauradas após a mineração de bauxita
Palavras-chave em português
?15N
Cronossequência florestal
Relação N:P
Restauração ecológica
Topsoil
Resumo em português
A mineração causa graves impactos ambientais, sendo o solo um dos componentes do meio físico mais vulnerável durante a exploração das jazidas. O ciclo do N tem sido bastante estudado, entretanto, pouco se sabe sobre a trajetória de recuperação da sua ciclagem em florestas restauradas após a mineração de bauxita. O objetivo foi investigar de que maneira o processo de restauração florestal em área minerada para extração de bauxita interfere na ciclagem do nitrogênio no sistema solo-planta-serapilheira. Para tanto, foram mensurados nesses compartimentos a disponibilidade de N, suas razões N:P e a abundância natural do isótopo estável de N (?15N). As hipóteses propostas foram: "A restauração florestal, conduzida pelo uso de técnicas de engenharia ecológica, plantio de espécies arbóreas nativas e adição de topsoil é suficiente para aumentar a disponibilidade de N no ecossistema", e "Áreas mineradas em processo de restauração florestal, com o avanço da sucessão ecológica, podem desenvolver uma dinâmica na ciclagem de N próxima ao ecossistema de referência, apresentando valores de concentrações desse nutriente nos seus compartimentos (solo-planta-serapilheira) semelhantes a esse ecossistema". O estudo foi conduzido no município de Poços de Caldas/MG, sendo considerados três tratamentos: floresta nativa, área restaurada há aproximadamente 06 anos e área restaurada há 24 anos, com seis repetições para cada. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, no esquema de parcelas subdivididas. O ciclo do N não foi recuperado nas florestas em restauração. Entretanto, há uma tendência de a ciclagem desse elemento assemelhar-se a da floresta nativa, conforme o avanço da sucessão ecológica. Deste modo, ambas as hipóteses propostas foram confirmadas, sendo a utilização de técnicas de engenharia ecológica, plantio adensado de espécies nativas e a adição de topsoil, os principais responsáveis pelos resultados
Título em inglês
Nitrogen cycling in restored forests after bauxite mining
Palavras-chave em inglês
?15N
Ecological restoration
Forest chronosequence
N:P ratio
Topsoil
Resumo em inglês
Mining causes serious environmental impacts and the soil is the most vulnerable component of the physical environment during the exploitation of deposits. The N cycle has been extensively studied, however, little is known about the recovery trend of its cycling in forests restored after bauxite mining. The aim was to investigate how the forest restoration process in bauxite mined area interferes in the nitrogen cycling in the soil-plant-litter system. Therefore, we measured the availability of N, the N:P ratios and the natural abundance of N stable isotope (?15N) in these compartments. The hypotheses proposed were: "Forest restoration, driven by the use of ecological engineering techniques, planting of native tree species and addition of topsoil is sufficient to increase the availability of N in the ecosystem", and "Mined areas in forest restoration process, with the advancement of ecological succession, can develop a dynamics in N cycling resembling to that of the reference ecosystem, presenting values of concentrations of this nutrient in their compartments (soil-plant-litter) similar to this ecosystem. The study was conducted in Poços de Caldas county, Minas Gerais state, Brazil, considering three treatments: native forest, area restored for approximately 06 years and a restored area for 24 years with six repetitions for each. The design was completely randomized in a split plot. The N cycle has not been recovered in forest restoration. However, there is a tendency of N cycling resemble that of the native forest as the advancement of ecological succession. Thus, both hypotheses were confirmed, and the use of ecological engineering techniques, dense planting of native species and the addition of topsoil, were the main responsible for these results
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-01-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.