• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.64.2010.tde-18112010-170343
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Ricardo Brum Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2010
Orientador
Banca examinadora
Cerri, Carlos Clemente (Presidente)
Batista, Eduardo Amaral
Branco, Fresia Soledad Ricardi Torres
Cerri, Carlos Eduardo Pellegrino
Ometto, Jean Pierre Henry Balbaud
Título em português
Distribuição espacial do carbono no solo e avaliação dos fluxos dos gases de efeito estufa (CO2, CH4 e N2O) em áreas de vegetação de Cerrado, Pinus spp e Eucalyptus spp na Estação Experimental de Mogi Mirim (IF/SMA-SP)
Palavras-chave em português
Cerrado
Estoque de carbono no solo
Gases de efeito estufa (GEE)
Variáveis do solo
Vegetação de Eucalyptus
Vegetação de Pinus
Resumo em português
Objetivou-se neste trabalho avaliar a variabilidade espacial e temporal do carbono no solo produzindo um mapa, sobre esse tema para toda a área da Estação Experimental de Mogi Mirim (EE Mogi Mirim), juntamente com a análise dos fluxos dos gases de efeito estufa (CO2, N2O e CH4) e a relação desses dois fenômenos com as variáveis do solo nos diferentes usos da terra. Para se alcançar objetivo proposto com relação aos estoques de carbono e avaliação das variáveis do solo foi feita a coleta e o prepara das amostras nas profundidades de 00 até 30 cm, foi feito o georreferenciamento e determinação dos teores de carbono, densidade do solo, calculo dos estoques de carbono e determinação da cor do solo. Por sua vez para o estudo e entendimento dos fluxos dos gases de efeito estufa (GEE), comparou-se um talhão considerado sem perturbação (Talhão 41) e a partir desse talhão avaliou-se comparativamente em uma seqüência com ambientes com histórico de uso da terra representativo da área com manejos. Os fluxos dos gases CO2, N2O e CH4 foram medidos utilizando-se câmaras estáticas. Nos resultados obtidos foi aplicada a estatística descritiva clássica e geoestatistica para avaliar a freqüência e distribuição dos dados. Resultados relativos as variáveis do solo mostram que praticamente a grande maioria tende a diminuir com a profundidade (Ca, soma das bases, CTC, acidez potencial e carbono). Por sua vez o pH é sempre muito alto nas 3 camadas e a saturação por bases e o magnésio são muito baixos e permanecem inalterados em todas as profundidades. A variabilidade espacial dos estoques de carbono possui características isotrópicas. Especificamente na profundidade 00 - 10 cm, o modelo teórico que melhor se ajustou foi o exponencial, na profundidade 10 - 20 cm foi o esférico e na profundidade 20 - 30 cm foi o exponencial. Os estoque de C na profundidade 00 10 cm, tiveram como média 22.8 ton C/ ha-1, sendo o maior valor de 42.9 ton C/há-1 e o menor valor de 10.3 ton C/há-1. Na profundidade 10 - 20cm, a média do estoque de carbono foi de 14.9 ton C/há-1, sendo o maior valor de 31.5 ton C/há-1 e o menor valor de 6.99 ton C/há-1. Na profundidade 20 -30 cm, a média do estoque de carbono foi de 11.45 ton C/há-1, sendo o maior valor de 25.28 ton C/há-1 e o menor valor de 6.3 ton C/há-1. Os resultados das análises dos fluxos do gás carbônico, como um todo mostra que a respiração do solo variou entre 75.3 e 164.4mgC m-2 h-1. Relativo aos fluxos de N2O os valores médios para as emissões variaram entre 8,85 e 51,94 'mü'gN m-2 h-1, enquanto que a absorção variou, entre -1,32 e - 4,59 'mü'gN m-2 h-1. Os resultados dos fluxos do gás metano médio ficaram entre 4,63 e 31,51 mgC m-2 h-1, enquanto que os valores de oxidação média ficaram entre -5,41 e -22,79 mgC m-2 h-1
Título em inglês
Spacial distribution of carbon in soil and evaluation grennhouse gás emissions (CO2, CH4 and N2O) in areas of cerrado vegetation Pinus spp e Eucalyptus spp at the experimental station of Mogi Mirim (IF/SMA - SP)
Palavras-chave em inglês
Carbon storage in soil
Eucalyptus vegetation
gases from greenhouse effect (GGE)
Pinus vegetation
savannah
soil variables
Resumo em inglês
The aim here is to evaluate the spacial and transient variability of carbon in soil, producing a map about this subject for all the area of the Experimental Station of Mogi Mirim (Estação Experimental de Mogi Mirim EE Mogi Mirim), with the emissions analyzes of greenhouse gases effect (CO2, N2O e CH4), and the relation between these phenomenon with the soil variables in different uses of the land. In order to reach the proposed objective related to the carbon storages, and the variable evaluation of the soil, a sample collect and preparation were made at a depth from 00 to 30cm. It was also made the georeferencial and the carbon levels determination, density of soil, the estimate of carbon storages, and the determination of soil color. The study and understanding of the greenhouse gas emissions (GGF), a área considered without disturbing, and from it a comparative evaluation in a sequence of environments with historical land use representative of the management area. The CO2, N2O and CH4 gas emissions were measured by using static chambers. In the results obtained, it was applied the classic statistic description and geostatistics to evaluate the frequency and the distribution of data. Results related to the soil variables show that the major trend to decrease, according to the depth (Ca, sum of bases, CTC, potential acidity, and carbon). On the contrary, the pH is always very high in 3 layers, and the saturation for bases and the magnesium are very low, maintaining unchangeable in all depths. The variability of the carbon storages have isotropic characteristics. Specifically in depth 00 - 10cm, the theorical model that better adjusted was the exponential; in depth 10 - 20cm, it was the spherical, and in depth 20 - 30cm it was the exponential. The carbon storage in depth 00-10cm had as na average 22.8ton C / ha-1, being the highest value of 42.9 ton C/ha-1, and the lowest value of 10.3 ton C/ha-1. In depth 10 - 20 cm, the average of carbon storage was 14.9 ton C/ha-1, being the highest value of 31.5 ton C/ha-1, and the lower value of 6.99 ton C/ha-1. In depths of 20 - 30cm, the average of carbon storage was of 11.45 ton C/há-1, being the highest value of 25.28 ton C/ha-1, and the lowest of 6.3 ton C/ha-1 The analyze results of carbon gás emissions as a whole, shows that the soil breath varied between 75.3 e 164.4 . mgC m-2 h-1 . Regard to N2O emissions, the average values to emissions varied between 8.85 and 51.94 'mü'gN m-2 h-1, while the absorption varied, between -1.32 e - 4.59 'mü'gN m-2 h-1. The results of average methane gas were between 4.63 e 31.51 mgC m-2 h-1, while the average oxidation values were between -5.41 e -22.79 mgC m-2 h-1
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Doutorado.pdf (3.27 Mbytes)
Errata.pdf (21.24 Kbytes)
Data de Publicação
2010-11-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.