• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.64.2006.tde-04092006-151920
Documento
Autor
Nome completo
Soraya Elaine Marques Gouveia Saia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2006
Orientador
Banca examinadora
Pessenda, Luiz Carlos Ruiz (Presidente)
Assine, Mario Luis
Bendassolli, Jose Albertino
Garcia, Maria Judite
Sifeddine, Abdelfettah
Título em português
"Reconstrução paleoambiental (vegetação e clima) no Quaternário tardio com base em estudo multi/interdisciplinar no Vale do Ribeira (sul do Estado de São Paulo)"
Palavras-chave em português
Carbono-14
Isótopos Estáveis (C e N)
Matéria Orgânica do Solo
Matéria Orgânica Sedimentar
Paleoambiente
Resumo em português
Os locais de estudo estão situados no PETAR – Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira e PEI – Parque Estadual Intervales, na região do sudeste do Brasil. A área é caracterizada pela presença de vegetação nativa de Floresta Atlântica e dois lagos naturais conhecidos por Lagoa Grande E Lagoa Vermelha, onde foram coletados três testemunhos sedimentares. Análises químicas (C, N, mineralogia), isotópicas (12C, 13C e 14C) e biológicas (palinologia) foram usadas nesse estudo para entender a história da paleovegetação da região durante o Pleistoceno tardio e o Holoceno, assim como suas relações com as mudanças climáticas. Amostras de solo foram coletadas a partir de trincheiras e tradagens em dez locais sob vegetação de floresta natural no PETAR e no PEI. Os dados isotópicos (δ13C) da matéria orgânica do solo em dois pontos do PETAR mostraram valores de δ13C mais enriquecidos ( -17,1%0 e -20,1%0) nas camadas mais profundas, indicando a presença de uma vegetação menos densa que a atual, com uma provável mistura de plantas C3, e C4, no período de ~30.000 a 16.000 anos AP, sugerindo a presença de um clima mais seco. De ~16.000 anos AP até o presente um empobrecimento isotópico significativo (até -28,3 %0) foi observado em todos os locais, indicativo de expansão da floresta, provavelmente associada à presença de um clima mais úmido que no período anterior. Os dados isotópicos (δ13C) dos solos de PEI indicam a presença de vegetação de floresta desde ~14.000 anos AP, exceto em um local (SAI) onde valores de δ13C mais enriquecidos (-21,8 %0) foram observados, relacionados provavelmente à mistura de plantas C3 e C4 e/ou à presença de uma vegetação de floresta menos densa em ~14.000 anos AP. A partir dos resultados da matéria orgânica sedimentar do testemunho da Lagoa Grande foi verificado que as condições ambientais foram relativamente estáveis durante os últimos 1000 anos, caracterizados pela presença de plantas C3, e fitoplâncton, sugerindo condições climáticas úmidas e que o lago provavelmente não se apresentou seco durante o último milênio. Condições ambientais para a Lagoa Vermelha também foram relativamente estáveis durante os últimos 4500 anos, caracterizadas pela presença significativa de plantas C3 na matéria orgânica sedimentar indicando condições climáticas úmidas. Mudanças na composição da vegetação foram registradas pela palinologia durante o período de ~1400 a 1100 anos AP, relacionadas a presença de um provável clima frio que o atual.
Título em inglês
Palaeoenvironmental reconstruction (vegetation and climate) in the late Quaternary with multi/interdisciplinary studies in the Vale do Ribeira (south of São Paulo state)
Palavras-chave em inglês
Carbon-14
Palaeoenvironment
Sediment Organic Matter
Soil Organic Matter
Stable Isotopes (C and N)
Resumo em inglês
The study sites are in the PETAR - Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira and PEI - Parque Estadual Intervales, in the southeastern region of Brazil. The area is characterized by the presence of the native vegetation of Atlantic forest and two natural lakes called LAgoa Grande and Lagoa Vermelha, where three sediment cores were collected. Chemical (C, N and mineralogy), isotope (12C, 13C and 14C), and biological (pollen analyses) tools were used in the study to understand the palaeovegetation history of the region during the late Pleistocene and Holocene and its relation to climate changes. Soils samples were collected from trenches and by drilling at five locations under natural forest vegetation in the PETAR and PEI study sites.The isotope data (δ13C)collected in soil at two locations in the PETAR area showed much more enriched δ13C values ( -17,1%0 and -20,1%0)in the deeper horizons, indicating the presence of a less dense vegetation than the present modern day, with a probable mixture of C3 and C4 plants, in the period of ~30.000 to ~16.000 years BP. This pattern suggested the presence of a drier climate. From ~16.000 years BP to the present, a significant isotopic depletion (up to -28,3 %0)was observed in all sites indicating an expansion of the forest, probable associated to the presence of a more humid climate than the previous period. The isotope results (δ13C) collected at the PEI soils indicated the presence of forest vegetation since ~14.000 years BP, except in one location (SAI), where more enriched δ13C values (-21,8 %0) were observed probable related to mixture of C3 e C4 plants, and/or a presence of a less dense forest vegetation around ~14.000 years BP. From the results of the sediment organic matter compositions of LAgoa Grande, it was verified that the environmental conditions were relatively stable during the last 1000 years, characterized by the presence of C3 plants and phytoplankton, suggesting humid climaticconditions and the lake probable wasn't dry during the last millennium. Environmental conditions for the Lagoa Vermelha were also relatively stable during the last 4500 years, characterized by the significant presence of C3 plants in the sediment organic matter indicating humid climatic conditions. The changes in vegetation composition recorded by palynology during the period of ~1400 to 1100 years BP can be related to existence of a probable colder climate than today.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Saia.pdf (11.42 Mbytes)
Data de Publicação
2006-11-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.