• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.61.2007.tde-19112007-162514
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Moura Martins
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2007
Orientador
Banca examinadora
Gomide, Marcia Ribeiro (Presidente)
Carrara, Carlos Eduardo
Costa, Beatriz
Título em português
Alterações de esmalte em incisivos e primeiros molares permanentes em pacientes com fissura de lábio e/ou palato e sem fissura
Palavras-chave em português
defeitos de esmalte
Fenda labial
fissura palatina
incisivo
primeiros molares
Resumo em português
Objetivo: Registrar em incisivos centrais e primeiros molares superiores e inferiores permanentes de pacientes com fissura de lábio e/ou palato e sem fissura a prevalência de defeitos de esmalte e sua relação com a fissura. Modelo: Estudo transversal. Local de execução: Setor de Odontopediatria do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais - Universidade de São Paulo (HRAC-USP), Bauru/SP ? Brasil e na Escola Estadual, Agudos/SP ? Brasil. Participantes: 100 pacientes, regularmente matriculados no HRAC-USP, sendo 50 com fissura de lábio e palato e 50 com fissura isolada de palato e 50 pacientes sem fissura pertencentes à Escola Estadual-Agudos, de ambos os sexos, de 6 a 12 anos. Metodologia: A freqüência, a extensão e a localização das alterações de esmalte na face vestibular dos dentes foram avaliadas clinicamente, segundo o índice DDE modificado, após teste intra-examinador. Resultados: Existiu maior manifestação dos defeitos de esmalte em incisivos e molares superiores nos grupos com fissuras, com significado estatístico, quando comparados ao grupo NF. Os terços médio e cervical dos incisivos superiores nos grupos com fissura envolvendo o alvéolo, principalmente no dente do lado fissurado e os terços incisal e médio nos grupos com FP e NF foram os mais acometidos; nos incisivos inferiores e molares superiores os defeitos ocorreram mais nos três terços dentários avaliados e no molares inferiores nos terços oclusal e médio para os grupos com FP e FLP. A opacidade apresentou a maior ocorrência em todos os grupos estudados. Conclusões: Os resultados mostraram que a ocorrência de defeitos do esmalte foi comum nos incisivos e molares permanentes estudados e sua relação com a fissura é um fator clínico importante que deve ser considerado.
Título em inglês
Enamel alterations on the permanent maxillary and mandibular central incisors and first molars of patients with cleft lip and/or palate and without cleft
Palavras-chave em inglês
Cleft lip
cleft palate
enamel defcts
incisor
molars
Resumo em inglês
Objective: To record the enamel defects on permanent maxillary and mandibular central incisors and first molars of patients with cleft lip and/or palate and without cleft for detect the prevalence of the development of defects and their cleft relation. Design: Cross-sectional. Setting: Pediatric Dentistry sector, HRAC-USP and School-Agudos/SP. Participants: 100 patients registered at HRAC-USP, of which 50 with cleft lip and palate and 50 patients with cleft palate and 50 without cleft student at School-Agudos, of both genders, aged 6 to 12 years. Methods: The frequency, extent and location of enamel alterations on the buccal aspect of teeth were evaluated by the modified DDE index, after evaluation of intra-examiner agreement. Results: There was a higher demonstration of enamel defects in maxillary incisors and molars in group with cleft, with result statistically significant when was compared with group without cleft. The middle and cervical thirds of maxillary incisors on the group with complete cleft mainly of the teeth cleft side and incisal and middle thirds most affected in group cleft palate and group without cleft; the larger prevalence of enamel defects in mandibular incisors and maxillary molars was observed in three thirds of teeth and oclusal and middle thirds for mandibular molars the patients with cleft palate and cleft lip and palate. Enamel opacity was observed with greater prevalence in all studed groups. Conclusions: Results show that the occurrence of enamel defects is common in studed permanents incisor and molars and its association with cleft is an important clinical factor to be considered.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-01-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.