• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.61.2017.tde-19102016-151304
Documento
Autor
Nome completo
Leonardo Vieira Lima Gregorio
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2016
Orientador
Banca examinadora
Carreira, Daniela Gamba Garib (Presidente)
Almeida, Arací Malagodi de
Conti, Ana Claudia de Castro Ferreira
Janson, Guilherme dos Reis Pereira
Título em inglês
Slow and rapid maxillary expansion in patients with bilateral complete cleft lip and palate: a cephalometric evaluation
Palavras-chave em inglês
Cephalometry
Cleft Lip and Palate
Expansion Technique
Resumo em inglês
Introduction: The objective of this study was to compare the dentoskeletal effects of the slow (SME) and rapid maxillary expansion (RME) in patients with bilateral complete cleft lip and palate (BCLP). Methods: The sample comprised 46 patients with BCLP (34 male and 12 female) with a mean age of 9,2 years. They were randomly assigned into two groups: Group RME comprised 23 patients with posterior crossbites treated with Hyrax or Haas appliances. Group SME comprised 23 patients with posterior crossbites treated with quad-helix appliance. Both expansion modalities were performed prior to secondary alveolar bone graft procedure. Conebeam computed tomography (CBCT) was performed before expansion (T1) and after appliance removal at the end of a 6-month retention period (T2). Sagittal and vertical changes were evaluated using the cephalometric reformatted images that were obtained from the CBCT. Cephalometric analysis was performed using Dolphin Imaging Software (Chatsworth, CA, USA). Intraclass correlation coefficient (ICC) was used to calculate intraexaminer agreement. Intragroup changes were evaluated using paired t test. Intergroup comparisons were performed using t test (p<0.05). Results: The intraexaminer agreement was excellent (ICC varied from 0.88 to 0.96). RME group showed a significant increase of lower anterior facial height (p=0.042), mandibular length (p= 0.003) and maxillomandibular difference (p=0.006). SLM group demonstrated an increase of mandibular length (p<0.001) and maxillomandibular difference (p<0.001) and a decrease of the ANB angle (p=0.034). No significant differences between RME and SME were found. Conclusions: Rapid and slow maxillary expansion produced similar sagittal and vertical changes in patients with BCLP
Título em português
Expansão lenta e rápida da maxila em pacientes com fissura labiopalatina completa e bilateral: avaliação cefalométrica
Palavras-chave em português
Cefalometria
Fissura de Lábio e Palato
Técnica da Expansão Palatina
Resumo em português
Introdução: O objetivo desse estudo foi comparar os efeitos dentoesqueléticos da expansão lenta (ELM) e expansão rápida (ERM) da maxila em pacientes com fissuras labiopalatinas completa e bilateral (FLPCB). Métodos: A amostra compreendeu 46 pacientes com FLPCB (34 do sexo masculino e 12 do feminino) com idade média de 9,2 anos. Eles foram aleatoriamente alocados em dois grupos: Grupo ERM compreendeu 23 pacientes com mordida cruzada posterior (MCP) tratados com aparelho Hyrax ou Haas. Grupo ELM compreendeu 23 pacientes com MCP e tratados com aparelho quadrihélice. Ambas as modadlidades de expansão foram realizadas previamente ao enxerto ósseo alveolar secundário. Tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) foi realizada antes da expansão (T1) e após a remoção do aparelho, no fim do período de contenção de 6 meses (T2). Alterações anteroposteriores e verticais foram mensuradas em imagens cefalométricas reformatadas a partir da TCFC. A análise cefalométricas foi realizada usando o Software Dolphin Imaging® (Chatsworth, CA, EUA). O coeficiente de correlação intraclasse (CCI) foi usado para calcular o erro do método. Alterações intragrupo foram calculadas usando teste t pareado. Alterações intergrupo foram calculadas usando teste t (p<0,05). Resultados: A confiabilidade foi considerada excelente (CCI variou entre 0,88 a 0,96). O grupo ERM demonstrou aumento significativo na altura facial anterior inferior (p=0,042), no comprimento mandibular (p<0,003) e na diferença maxilo-mandibular (p=0,006). O grupo ELM mostrou aumento no comprimento mandibular (p<0,001) na diferença maxilomandibular (p<0,001) e uma redução do ângulo ANB (p=0,034). Não foram encontradas diferenças entre ERM e ELM. Conclusões: Expansão rápida e lenta da maxila produziram alterações cefalométricas sagitais e verticais semelhantes em pacientes com FLPCB
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-04-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.