• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Rafael D'Aquino Tavano
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2015
Orientador
Banca examinadora
Pinto, Joao Henrique Nogueira (Presidente)
Azevedo, Regina Magrini Guedes de
Lopes, José Fernando Scarelli
Rached, Filipe de Oliveira Abi
Silva Junior, Walter da
Título em português
Força de mordida em pacientes com fissura labiopalatina reabilitados com próteses parciais fixas sobre dentes naturais e implantes
Palavras-chave em português
Fenda labial
fissura palatina
força de mordida
prótese dentária fixada por implante
prótese parcial fixa
Resumo em português
As fissuras palatinas além de envolvem o osso alveolar podem promover a ausência do dente incisivo lateral ou apresenta-lo severamente comprometido. Nesses casos sua reabilitação poderá ser feita por próteses parciais fixas convencionais ou por prótese sobre implantes, geralmente após uma cirurgia de enxerto ósseo na região. Todavia além da estética, se faz necessário investigar sobre o potencial de força oclusal que essas reabilitações proporcionam. Assim, o propósito desse estudo foi avaliar a força máxima de mordida em indivíduos com fissura labiopalatina unilateral reabilitados com prótese parcial fixa convencional e sobre implantes e comparar esses resultados com o lado contralateral e com indivíduos sem fissura. A amostra foi constituída por 50 indivíduos, 25 pacientes com fissura (15 reabilitados com próteses parciais fixas convencionais e 10 sobre implantes) e 25 indivíduos sem fissura com dentes naturais. A força de mordida máxima foi mensurada por um único examinador utilizando o gnatodinamômetro, registrado nas regiões reabilitadas de incisivo lateral e canino, região de molares e incisivos centrais. Os valores médios obtidos, e a análise estatística com os testes t de Student e t de Student pareado permitiram observar que no mesmo indivíduo, a força de mordida do lado não afetado foi estatisticamente superior quando comparado com o lado da fissura reabilitado com prótese (p=0,005). O grupo reabilitado com prótese fixa convencional apresentou a força máxima de mordida estatisticamente igual ao grupo com prótese fixa sobre implante (p=0,781). Considerando os grupos experimental e controle na região de molares os resultados foram estatisticamente iguais (lado afetado p=0,082 e não afetado p=0,066). Na região de incisivo lateral e canino, o lado correspondente ao afetado no grupo-controle, apresentou força máxima de mordida estatisticamente maior que o grupo-experimental (p=0,004), enquanto no lado correspondente ao não afetado os resultados foram iguais. Na região de incisivos centrais o resultado médio do grupo-controle também foi estatisticamente maior que o experimental (p=0,005)
Título em inglês
BITE FORCE IN PATIENTS WITH REHABILITATED CLEFT LIP AND PALATE WITH PARTIALLY FIXED PROSTHESES ON NATURAL TEETH AND IMPLANTS
Palavras-chave em inglês
bite force
Cleft lip
cleft palate
fixed partial prostheses
implant-supported fixed dental prostheses
Resumo em inglês
The cleft palate involving the alveolar bone may have the lateral incisor tooth missing or severely compromised. In such cases rehabilitation can be done through fixed dental prostheses or implant-supported fixed dental prostheses, generally after a bone graft surgery in the region. However, beyond aesthetics, it is necessary to investigate the potential for occlusal force that these rehabilitations provide. Thus, the purpose of this study was to evaluate the maximum bite force in subjects with unilateral cleft lip and palate rehabilitated with fixed dental prostheses or implantsupported fixed dental prostheses and compare the results with the contralateral side and with individuals without cleft. The sample consisted of 50 subjects, 25 patients with cleft (15 rehabilitated with fixed dental prostheses and 10 with implant-supported fixed dental prostheses) and 25 individuals without cleft and with natural teeth. The maximum bite force was measured by means of gnathodynamometer, registered in the rehabilitated lateral incisor and canine region, molars region and incisors regions by a single examiner. The obtained average values, and the statistical analysis with the Student t test and paired Student t test allowed to be observed that on the same individual the bite force on the side that was not affected was statistically superior when compared to the side of the rehabilitated cleft with prosthesis (p=0,005). The rehabilitated group with conventional prostheses presented maximum bite force statistically equal to the group with the implant-supported fixed dental prostheses (p=0,781). Considering the experimental and control groups on the molar regions, the results were statistically equal (affected side p=0,082 e non-affected p=0,066). The lateral incisor and canine region from the correspondent affected side on the control group presented maximum bite force statistically higher than the experimental group (p=0,004), on the non-affected side the results were the same. In the incisor region, the average result of the control group was also statistically higher than the experimental group (p=0,005)
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-03-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.