• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.60.2007.tde-31052007-104011
Documento
Autor
Nome completo
João Paulo Barreto de Sousa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2007
Orientador
Banca examinadora
Bastos, Jairo Kenupp (Presidente)
Soares, Ademilson Espencer Egea
Spadaro, Augusto Cesar Cropanese
Título em português
Influência da sazonalidade no perfil químico dos óleos essenciais e das substâncias fixas de 'Baccharis dracunculifolia' cultivada, utilizando-se cromatografia em fases gasosa e líquida
Palavras-chave em português
Baccharis dracunculifolia
cromatografia de fase gasosa
cultivo
própolis verde
validação de metodologia analítica CLAE
variação sazonal
Resumo em português
Baccharis dracunculifolia é conhecida por sua interação com insetos, especialmente Apis mellifera L., por possuir ampla diversidade de metabólitos secundários, bem como, por apresentar várias atividades biológicas. Suas folhas são pontuadas por tricomas secretores ricos em metabólitos secundários e também apresentam dutos secretores, estruturas que produzem e armazenam os óleos essenciais. Os metabólitos secundários de B. dracunculifolia são usados pelas abelhas A. mellifera para a produção de própolis ?verde?, que é extremamente valorizada pelas indústrias farmacêuticas, pois apresenta atividades antitumoral, antimicrobiana, antiinflamatória, antiulcerogênica, dentre outras. Considerando estas importantes atividades biológicas, e a necessidade de padronização da própolis, os objetivos do presente trabalho foram: desenvolver metodologia analítica por cromatografia gasosa para quantificar os constituintes majoritários presentes no óleo essencial da planta cultivada; desenvolver e validar metodologia analítica por CLAE capaz de garantir a autenticidade dos extratos hidroalcoólicos de B. dracunculifolia, bem como de própolis verde; determinar o perfil de variabilidade dos componentes voláteis e fixos de 10 diferentes acessos cultivados durante o período de 12 meses. De acordo com os resultados obtidos, o cultivo da espécie foi eficiente, observando-se rápido crescimento, cerca de 1 m de altura a partir do quarto mês de plantio, obtendo-se boa quantidade de biomassa, em média de 400 g por acesso, no período de análise. Com a metodologia desenvolvida para os voláteis foi possível analisar 480 amostras nos 12 meses de amostragem e identificar 14 componentes presentes no óleo das folhas cultivadas. As análises semiquantitativas indicaram que o nerolidol é o volátil majoritário, correspondendo em aproximadamente 50 % do óleo, sendo detectado durante todo ano e, por isso, o mesmo deve ser o maior responsável pelas propriedades odoríferas intensas, as quais são extremamente valorizadas pelas indústrias de fragrâncias e cosméticos. Além disso, com base no perfil de variabilidade dos voláteis, a época de floração foi a menos produtiva em termos de óleo essencial, em média de 0,3 %. Por outro lado, o período de fevereiro a abril foi o mais produtivo, em média de 1 % de óleo a partir das folhas secas. Adicionalmente, dentre os acessos cultivados, somente o 4 não é viável para o cultivo em larga escala. Esta população apresentou diferenças morfológicas em relação às folhas e se destacou pela baixa produtividade de óleo ao longo do ano. A metodologia desenvolvida por CLAE, permitiu distinguir e quantificar simultaneamente 10 padrões cromatográficos (ácido caféico, ácido cumárico, ácido ferúlico, ácido cinâmico, aromadendrina-4?-metil éter, drupanina, isosakuranetina, artepelin C, bacarina e ácido 2,2-dimetilcarboxietenil-2H-1-benzopirânico), os quais podem ser encontrados tanto em amostras hidroetanólicas de alecrim do campo bem como em amostras hidroalcoólicas de própolis verde. Além disso, todas as características de desempenho do método apresentaram resultados aceitáveis, conforme sugeridos pela Anvisa e Inmetro, e podem garantir com segurança e confiabilidade a quantificação dos metabólitos de interesse. Na análise das substâncias fixas, observou-se que o ácido caféico é o componente majoritário, correspondendo em média de 60 % dos fenólicos em análise. O perfil de variabilidade do artepelin C e bacarina foi crescente no decorrer dos meses em estudo, demonstrando teores mais elevados no último trimestre de amostragem, correspondendo em média de 8 e 25 % respectivamente. O flavonóide aromadendrina-4?-metil éter demonstrou concentrações diferenciadas durante o ano. Todavia, este flavonóide juntamente com o ácido caféico podem ser considerados marcadores quimiotaxonômicos da planta cultivada, já que os mesmos foram detectados durante todo ano e em todas as populações. Contudo, considerando a produção, tanto dos voláteis como dos compostos fenólicos, todos os acessos cultivados, com exceção da população 4, podem ser cultivados em larga escala para estes propósitos
Título em inglês
Seasonality role on the chemical profile of essential oil and phenolic compounds from cultivated Bacharis dracunculifolia, by gas and liquid chromatographies
Palavras-chave em inglês
Baccharis dracunculifolia
cultivation
gas and liquid chromatographies
green propolis
seasonal variation
validation of analytical method
Resumo em inglês
Baccharis dracunculifolia is well known for its interaction with insects, mainly Apis mellifera L., for bearing a wide range of secondary metabolites, as well as for displaying many biological activities. Its leaves are punctuated with secretory thricomes rich in secondary metabolites and secretory ducts, which produce and store essential oils. B. dracunculifolia secondary metabolites are used by Apis mellifera to produce ?green? propolis, which is of great importance for pharmaceutical industry, since it displays anticancer, antibacterial, antiinflammatory and antiulcer, among other activities. Considering the displayed biological activities by B. dracunculifolia and the need to standardize the green propolis raw material, the aims of the present work were: a) to develop a gas chromatography analytical methodology to quantify the major volatile constituents in its cultivated populations; b) to develop and validate a HPLC method to quantify the major phenolic compounds present in the aerial parts of B. dracunculifolia, and in the crude green propolis. The developed chromatographic tools were used to study the seasonal influence in the biosynthesis of both volatile oils and phenolic components in 10 different cultivated populations during one year period. All the cultivated populations grew quite well, since it achieved 1 m in height in the fourth month of growth, and it produced an average of 400 g of biomass per individual. Using the developed GC methodology it was possible to analyze 480 samples, and to quantify 14 volatile components of the leaves during one year of its cultivation. The GC analysis indicated that nerolidol was the major compound present in the volatile fraction, about 50 %, which was detected during the entire experiment, and it shall be the most responsible compound for its intense fragrance with importance for cosmetic industry. On one hand, it was observed that during the flowering period the volatile oil production was lower, about 0.3 % w/w, and on the other hand, during the months of February, March and April, its production was higher, about 1 % w/w in dry leaves. Besides, it was observed that population 4 stood out, since it was morphologically different from all others and produced lower yielding of volatile components during the entire year. The HPLC developed methodology allowed to separate and quantify 10 phenolic (caffeic acid, coumaric acid, ferulic acid, cinnamic acid, aromadendrin-4?-methyl ether, drupanin, isosakuranetin, artepillin C, bacharin, 2,2-dimethylcarboxyethenyl-2H-1-benzopyran acid) compounds simultaneously in both B. dracunculifolia and green propolis ethanol extracts. Moreover, all the evaluated validation parameters displayed acceptable results, as established by Brazilian Governmental regulation agencies, Anvisa and Imetro, and it provide very good results for the accurate quantification of phenolic compounds of interest. The analysis indicated that caffeic acid was the major compound present in the analyzed samples, and it corresponded to 60 % of the total quantified phenolic compounds. The contents of artepelin C and bacharin varied greatly during the studied period, displaying higher contents during the last trimester of 8 e 25 %, respectively. The flavonoid aromadendrin-4?-methyl ether has not displayed a coherent pattern during the experiment, since it variable greatly. However, aromadendrin along with caffeic acid could be considered good chemical markers for the analysis of cultivated B. dracunculifolia, considering that both were found in all the samples. Overall, considering the production of both the volatile and phenolic compounds, all the cultivated populations, with exception of the population 4, could be cultivated in large scale for these purposes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-07-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.