• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.60.2007.tde-12112008-110919
Documento
Autor
Nome completo
Paula Carolina Pires Bueno
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2007
Orientador
Banca examinadora
Bastos, Jairo Kenupp (Presidente)
Cavalheiro, Alberto Jose
Gaitani, Cristiane Masetto de
Título em português
Desenvolvimento e validação de metodologia analítica em cromatografia gasosa para o controle de qualidade de 'Eucalyptus globulus' e seus produtos: planta desidratada, extratos, óleo essencial e xarope de eucalipto
Palavras-chave em português
CG
Controle de Qualidade
Eucalyptus globulus
Xarope
Resumo em português
O gênero Eucalyptus, família Myrtaceae, é composto por mais de 400 espécies, das quais a maioria é nativa do continente australiano. Dentre as espécies mais conhecidas, o Eucalyptus globulus tem sido tradicionalmente utilizado pela população no tratamento de doenças respiratórias devido a seus efeitos expectorante, fluidificante e antisséptico. Assim, como para todos fitoterápicos, durante o desenvolvimento de um novo produto é imprescindível que os parâmetros de segurança, eficácia e qualidade sejam devidamente certificados e assegurados. Para tanto, é necessário desenvolver e validar metodologias analíticas para o controle de qualidade e, desta forma, assegurar o efeito terapêutico desejado. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi desenvolver e validar uma metodologia analítica capaz de quantificar com exatidão o teor de 1,8-cineol em óleo essencial, planta desidratada e extratos de E. globulus, bem como em xarope à base de extrato fluido desta espécie. O método analítico foi desenvolvido e validado em cromatógrafo de fase gasosa da marca Hewelett Packard Agilent Tecnologies, Inc, modelo 6890N, equipado com injetor split/splitless e detector de ionização em chama. O injetor operou no modo split (razão 20:1), à temperatura de 250 °C, enquanto o detector operou à temperatura de 270 °C. Como gás de arraste utilizou-se hidrogênio, com fluxo de 2,2 mL/min. Para as análises utilizou-se coluna capilar de sílica fundida HP-5 (5% fenil-metil-siloxano) de dimensões: 30,0 m x 320,0 µm x 0,25 µm. O programa de temperatura do forno iniciou-se em 75 °C e foi concluído a 200 °C, no período de 20 minutos. A identificação dos principais componentes presentes na espécie foi realizada utilizando-se cromatografia gasosa com detecção de massas (CG-EM). Para a análise qualitativa foram obtidos fingerprints de 12 espécies de Eucalyptus, a citar: E. botryoides, E. citriodora, E. elba, E. globulus, E. grandis, E. microcorys, E. paniculata, E. resinifera, E. robusta, E. saligna, E. tereticornis e E. urophylla. O cromatograma do óleo de E. globlulus apresenta um pico majoritário em 5,23 minutos, correspondente ao 1,8-cineol. Já os cromatogramas das outras espécies, possuem diferenças e semelhanças significativas, tanto na presença de metabólitos quanto na quantidade de cada um, o que permite a identificação preliminar de cada espécie por este método. Além da seletividade e linearidade alcançadas, a porcentagem de recuperação ficou situada em 99,8% para as folhas de eucalipto e 100,5% para o xarope. A precisão, determinada pelo desvio padrão relativo de sextuplicatas à concentração do teste para as folhas e xarope foi de 1,86% e 0,92% respectivamente, ou seja, dentro do limite estabelecido ela ANVISA que é de, no máximo 5%. Finalmente, foram determinados os limites de detecção (4,79 g/mL) e quantificação (14,51g/mL) e avaliada a influência dos principais parâmetros modificados deliberadamente na determinação da robustez, através do teste de Yuden. Sendo assim, o método desenvolvido, utilizando padronização interna, se mostrou adequado para a quantificação do marcador 1,8-cineol não só nas folhas, extratos e óleo essencial de E. globulus, mas também em xarope contendo o extrato desta espécie, garantindo a rastreabilidade de todo o processo produtivo.
Título em inglês
Development and validation of analytical methodology by gas chromatography for the quality control of Eucalyptus globulus and products: raw material, extracts, essential oil and eucalyptus syrup
Palavras-chave em inglês
Eucalyptus globulus
GC
Quality control
Syrup
Resumo em inglês
The genus Eucalyptus, family Myrtaceae, is composed of more than 400 species, most of them native to Australia. From the most known species, Eucalyptus globulus has been traditionally used for the treatment of respiratory diseases because of its expectorant, mucolytic and antiseptic effects. As occurs for all phytomedicines, during the development of a new product, it is indispensable to guarantee and to certify the security, efficacy and quality parameters. For this reason, it is necessary to develop and validate analytical methodologies for the quality control system and to assure the desired therapeutic effect. Therefore, the aim of this work was to develop and validate an analytical methodology capable to quantify, with accuracy, the 1.8-cineol content in E. globulus essential oil, dried leaves, extracts and syrup. The analytical procedure was developed and validated using a Hewlett-Packard 6890N gas chromatograph (Agilent Technologies, Inc.) equipped with a split/splitless injector inlet and a flame ionization detector. The injector operated in the split mode (20:1), at 250 °C, while the detector operated at 270 °C. Hydrogen at a flow rate of 2.2 mL/min was employed as carrier gas. An HP-5 capillary column (30 m of length x 0.32 mm of internal diameter x 0.25 µm of film thickness) was used for the analysis and the non linear increasing temperature gradient was: 75 °C to 200 °C, in 20 min. The identification of the main compounds of E. globulus was made using GC-MS. For the qualitative analysis the fingerprints of 12 Eucalyptus species were obtained: E. botryoides, E. citriodora, E. elba, E. globulus, E. grandis, E. microcorys, E. paniculata, E. resinifera, E. robusta, E. saligna, E. tereticornis and E. urophylla. The chromatogram of E. globulus shows the main peak (1.8-cineol) at 5.23 minutes. The chromatograms of the other species have some significant differences and similarities in the presence and quantity of metabolites, a fact that allows a preliminary identification of each specie by this method. Besides the selectivity and linearity achieved, the recovery was at 99.8% for the leaves and 100.5% for the syrup. The repeatability, determined by the relative standard deviation in six replicates at test concentration, was 1.86% and 0.92%, respectively. This result is in agreement with the Brazilian regulamentation (the maximum value established for ANVISA is 5%). The detection limit was 4.79 g/mL while the quantification limit was 14.51g/mL. Finally, the influence of the main modified parameters for the robustness was determined using the Yuden test. The developed method, with internal standardization, proved to be reliable for the quantification of 1.8-cineol, not only in eucalyptus leaves, extracts and essential oils, but also in syrup formulations containing this plant extract, avowing the rastreability of the entire manufacturing process.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
mestrado.pdf (1.32 Mbytes)
Data de Publicação
2009-03-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.