• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.60.2006.tde-16012007-142838
Documento
Autor
Nome completo
Dilson Braz da Silva Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2006
Orientador
Banca examinadora
Pereira, Newton Lindolfo (Presidente)
Forster, Aldaísa Cassanho
Ueta, Julieta Mieko
Título em português
Assistência farmacêutica em um município do estado de São Paulo: diagnóstico e perspectivas
Palavras-chave em português
assistência farmacêutica
política de medicamentos
utilização racional de medicamentos
Resumo em português
Farmacêutico como membro de equipes multiprofissionais tem impacto positivo na segurança da utilização do medicamento e na promoção do uso racional. Sua inclusão na equipe da atenção primária para assegurar Assistência Farmacêutica (AF) de qualidade é responsabilidade dos gestores municipais. Em Cássia dos Coqueiros ? SP, com 3000 habitantes, diagnóstico prévio indicou que 25% dos recursos da saúde eram destinados aos medicamentos, sugerindo uso irracional e inapropriado. Este estudo com intervenção teve como objetivo a aplicação de conceitos, princípios, regulamentações e práticas farmacêuticas para a utilização racional de medicamentos e organização de AF de qualidade no município, através da contratação de farmacêutico com habilidades clínicas. Compararam-se características da AF sem e com farmacêutico, empregando-se indicadores de estrutura, processo e resultados descritos na literatura. As intervenções para a organização da gestão da AF foram (i) de natureza gerencial e operacional, seguindo a legislação vigente e com desenho logístico para atender o paciente como alvo prioritário das ações da Farmácia em conjunto com profissionais de saúde, e (ii) de natureza clínica visando dispensação de qualidade, atenção farmacêutica, trabalho de colaboração com médico, orientação de acadêmicos e membros da equipe de saúde sobre prescrição e uso racionais de medicamentos. Indicadores de estrutura e processo mostraram aprimoramento da AF e os indicadores de resultados definiram as metas alcançadas com as práticas. Verificou-se redução de gastos com medicamentos da ordem de 66%. Um total de 3.976 pacientes distintos foi atendido de 2002 a 2005, e a 63,25% foi prescrito ou dispensado medicamento em um único ano, enquanto 5,44% tiveram dados de utilização de medicamento nos quatro anos. Na ausência de farmacêutico, ocorria acesso total e irrestrito aos medicamentos prescritos nas Unidades de Saúde. O processo de prescrição e dispensação e conseqüente uso pelo paciente tornaram-se mais racionais devido à presença do farmacêutico (desde fevereiro de 2004) e médico contratado (desde maio de 2004), à lista padronizada e outros requisitos de racionalização. A variedade média do biênio 2004-2005, com farmacêutico, de medicamentos, de especialidades expressa em nome genérico e de número de grupos farmacológicos ou similares (códigos ATC) reduziram 71,68%, 63,4 % e 62,17% respectivamente. Ao longo dos anos verificou-se redução de 41,8% a 53,8% do total de especialidades farmacêuticas utilizadas e de 47,1 a 48,4% do número de códigos ATC para corte em 95%. Os 50 itens mais prescritos sem farmacêutico perfizeram uma média de 35,7% do total, enquanto que os 10 itens mais freqüentes representavam somente 14,83. Com farmacêutico os 10 itens perfizeram uma média de 49,08% do total. A variação de medicamentos pertencentes à lista padronizada foi de 58,2 % sem e 89,6% com farmacêutico, concluindo-se que o profissional do medicamento pode, dentro de suas atividades clínicas, atuando em conjunto com o prescritor, promover a utilização racional de medicamentos e que as estratégias podem ser aplicadas a outros municípios.
Título em inglês
Pharmaceutical Assistance in a municipality of Sao Paulo state: analysis and perspective
Palavras-chave em inglês
drug policies
rational medicine utilization
Resumo em inglês
Pharmacists as a multi-professional team member have positive impact on medication safety and on promotion of the rational drug use. Their inclusion in primary care team to assure quality of Pharmaceutical Assistance (PA) in Brazil is a municipal managers' responsibility. In Cassia dos Coqueiros- SP, with 3000 inhabitants, previous diagnosis indicated that 25% of healthcare expenditures were related to medicines, suggesting irrational and inappropriate drug utilization. The aim of this interventional study was to apply concepts, principles, and regulations of pharmaceutical practices to improve rational use of medicines and establishing a high-quality PA in the district, through recruiting a pharmacist with clinical abilities. PA characteristics were compared prior and after the pharmacist interventions, using structure, process and outcome quality indicators as described in the literature. The interventions for PA management organization were (a) of administrative and operational nature, according to legal and logical principles to assist the patient as the primary target of Pharmacy actions together with other health care providers; and (b) of clinical nature, aiming qualified dispensing, pharmaceutical care, collaboration team drug management, and students and healthcare team members supervision on prescription and use of medicines. Structure and process indicators showed improved PA and outcome indicators defined the purpose achieved with pharmaceutical practices. Reduction of 66% in medication expenses was verified. A total of 3,976 different patients were assisted from 2002 to 2005, and to 63.25% of them, it was prescribed or dispensed medicine in a single year, while 5.44% had been given medications for four years round. Prior to pharmacist recruitment, total and unrestricted access to medicines prescribed at healthcare settings was observed. More rational prescribing and dispensing process and consequent use of medicines were attained due to pharmacist?s practice, after taking into service in February, 2004, to the hired physician since June 2004, to the essential medicine list, and to other rationalizing requirements. During the biennium 2004- 2005, with pharmacist, the average variety of drugs, pharmaceutical specialties product and number of pharmacological groups or similar (ATC codes) reduced 71.68%, 63.4% and 62.17%, respectively. Along the studied years, reduction of 41.8% to 53.8% of total pharmaceutical specialty product number was verified and from 47,1 to 48,4% of the number of ATC codes for a 95% cut off. Without the pharmacist, the 50 more prescribed items has reached an average of 35.7% of the total, while the 10 most frequent items has only represented 14.83%. With pharmacist, the top 10 utilized items yielded an average of 49.08% of the total. The variation of medicines in agreement with the essential medicines list was of 58.2% without and of 89.6% with pharmacist. Thus, pharmacist when performing clinical pharmacy practice, together with prescribers, can promote rational use of medicines. These strategies may be applied to other municipal districts.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-01-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.