• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.60.2015.tde-01072015-093348
Documento
Autor
Nome completo
Renê Oliveira do Couto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Freitas, Osvaldo de (Presidente)
Baracat, Marcela Maria
Leite, Michelle Franz Montan Braga
Ramos, Mônica Freiman de Souza
Stefani, Ricardo
Título em português
Desenvolvimento de filmes mucoadesivos para liberação de fármacos anestésicos na cavidade bucal
Palavras-chave em português
anestesia tópica
cloridrato de lidocaína
cloridrato de prilocaína
filmes poliméricos
iontoforese
mucoadesão
mucosa oral.
Resumo em português
A anestesia local normalmente precede a maioria dos procedimentos odontológicos. Porém, por ser realizada por processo invasivo (injetável), muitas vezes afugentam o paciente do consultório. Portanto, a substituição do processo invasivo por não invasivo, além de inovador traria diversas vantagens a odontologia i.e., possibilitaria o aprimoramento de procedimentos rotineiros e cirúrgicos devido à provável redução de custos, submissão do paciente, facilidade de aplicação e menores riscos de contaminação e intoxicações. Neste intuito, filmes poliméricos hidrofílicos mono ou trilaminados, compostos pelo polímero mucoadesivo HPMC K100 LV, glicerol ou PEG 400 como plastificantes, e contendo os anestésicos locais cloridratos de prilocaína (PCL) e lidocaína (LCL) em diferentes proporções foram desenvolvidos. Os filmes apresentaram flexibilidade e moldabilidade adequadas, além de uniformidade de massa e teor. Tanto a massa total de fármaco nos filmes (11 - 55 mg/0,64cm2), quanto suas contribuições relativas nas misturas (0 - 100% m.m-1) modularam seus perfis e cinéticas de liberação e permeação, além das quantidades retidas no epitélio esofageal suíno. Quantidades menores dos fármacos conduziram aos maiores coeficientes de permeabilidade do LCL. O filme contendo mistura dos fármacos na proporção 1:1 (PCL:LCL) apresentou a melhor relação custo/benefício e foi escolhida para a continuidade dos estudos. O aumento na massa total de fármaco nos filmes de 12,5 para 25 mg aumentou significativamente sua força e trabalho de mucoadesão, mas reduziu sua resistência à tração e módulo de elasticidade. Os filmes apresentaram propriedades mecânicas e de mucoadesão adequadas para a finalidade proposta. A adição de camadas oclusiva (composta por Eudragit® S100 e trietil citrato como plastificante) e mucoadesiva (composta por HPMC K100 LV e policarbofil na proporção 3:1 m.m-1 e PEG 400 como plastificante) aos filmes reduziu significativamente as quantidades dos fármacos liberadas, permeadas e retidas no epitélio e, portanto, a composição e arquitetura dos patches trilaminados deve ser aprimorada de modo a favorecer a hidratação da camada de liberação. Pela primeira vez foi demonstrada a eficiência da técnica de iontoforese (1 mA.cm-2) na promoção da permeação destes fármacos em associação a partir de filmes poliméricos. Para que possa substituir a anestesia injetável (solução a 2%, equivalente a 36 mg de fármaco), a permeação dos fármacos a partir do filme mais promissor (12,5 mg de PCL:LCL 1:1, 3% m.m-1 HPMC K100LV e 30% PEG400 em função da massa de polímero mucoadesivo) deve ser aumentada em pelo menos 30 vezes.
Título em inglês
Development of mucoadhesive films for anesthetic release in the buccal cavity
Palavras-chave em inglês
iontophoresis
lidocaine hydrochloride
mucoadhesion
oral mucosa
polymeric films
prilocaine hydrochloride
topical anesthesia.
Resumo em inglês
Local anesthesia typically precedes the majority of dental procedures. However, due to be performed using an invasive process (injection), often it scares the patient out from the dentist office. Accordingly, besides its innovative character, the replacement of the painful injection by a noninvasive process might bring several advantages to the dentistry field. It might enable the improvement of routinely and surgical procedures as a function of cost saving, patient compliance, ease of application and lowering the risk of contamination and intoxication. In this pursuit, we developed hydrophilic polymeric films comprised by one or three layers, comprised by the mucoadhesive polymer HPMC K100 LV, glycerol or PEG 400 as plasticizers, and containing the local anesthetic drugs prilocaine (PCL) and lidocaine (LCL) hydrochloride in different proportions. The films showed suitable flexibility and plasticity, besides uniformities of mass and content. Both the total mass of drugs in the films (11 - 55 mg/0.64 cm2), and their relative contribution in the mixtures (0 - 100% w.w-1) have modulated their profiles and kinetics of both delivery and permeation, as well as their amount retained in the porcine esophageal epithelium. Lower drug loadings lead to an increase on the permeability coefficient of LCL. The film containing the drugs blended on a 1:1 (PCL:LCL) proportion has presented the most acceptable cost/benefit ratio. Hence, it was chosen for further investigations. Increasing the total amount of drug in the film from 12.5 to 25 mg significantly raised their force and work of mucoadhesion. On the other hand, it have decreased their tensile strength and elastic modulus. The films presented suitable mechanical e mucoadhesive properties for our purposes. Adding the mucoadhesive (comprised by HPMC K100 LV and polycarbophil at 3:1 w.w-1 and PEG400 as plasticizer) and occlusive (Eudragit® S100 and triethyl citrate as plasticizer) layers on the delivery layer has significantly decreased the amount of drug released, permeated and retained on the epithelium from the films. Thereby, both composition and architecture of the patches must be refined in order to improve the hydration of the delivery layer. For the first time it was presented the efficiency of iontophoresis (1 mA.cm-2) on the permeation enhancement of these drug in association from polymeric films. To reach the replacement of infiltrative anesthesia (2% solution, equivalent to 36 mg of drug), the amount of drug permeated from the most promising film (12.5 mg of PCL:LCL 1:1, 3% w.w-1 HPMC K100LV and 30% PEG400 as a function of the mass of mucoadhesive polymer) must be improved in at least 30 folds.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2017-06-30
Data de Publicação
2015-07-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.