• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.60.2010.tde-24112010-095250
Documento
Autor
Nome completo
Marcela Nogueira Rabelo Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Martinis, Bruno Spinosa de (Presidente)
Malfará, Wilson Roberto
Yonamine, Maurício
Título em português
Desenvolvimento e validação de metodologia para análise de cocaína, derivados e metabólitos em amostras de mecônio utilizando a Cromatografia em fase Gasosa acoplada à Espectrometria de Massas
Palavras-chave em português
cocaína
crack
cromatografia em fase gasosa
desenvolvimento
espectrometria de massas
gestantes
mecônio.
validação
Resumo em português
O consumo de cocaína e crack no Brasil é um problema de saúde pública, ainda mais grave quando realizado por gestantes, que colocam em risco a sua vida e a do feto. A identificação dessas substâncias através de cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas e utilizando como matriz biológica o mecônio, é uma técnica eficiente para detecção da exposição fetal à cocaína. O mecônio apresenta algumas vantagens em relação às outras matrizes biológicas como uma ampla janela de detecção dos analitos e de fácil coleta por ser não-invasiva. Diante disso, o objetivo do presente estudo foi desenvolver e validar uma metodologia de preparo do mecônio para identificação de cocaína, benzoilecgonina, cocaetileno e o éster metilanidroecgonina em seus extratos, usando a cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massas (CG-EM). Os analitos foram inicialmente extraídos com metanol, sendo posteriormente, purificados usando cartuchos de extração em fase sólida do tipo Bond Elut Certify I. A determinação desses analitos foi realizada usando um CG-EM do tipo íon trap, no modo full scan de detecção. O método foi validado, segundo critérios estabelecidos pela ANVISA, na faixa de linearidade de 20 a 1000 ng/g para a cocaína e o cocaetileno; 40 a 1500 ng/g para a benzoilecgonina e 60 a 1500 ng/g para o éster metilanidroecgonina, usando 0,5 g de mecônio por análise. A resposta do detector apresentou-se linear na faixa estudada e o limite de detecção encontrado foi de 10ng/g para a cocaína; 20ng/g para o cocaetileno; 30ng/g para a benzoilecgonina e 40 ng/g para o éster metilanidroecgonina. O coeficiente de variação intra-ensaio variou de 3,01% a 10,15% e o inter-ensaio variou entre 5,31% a 11,12%; a exatidão variou entre 91,47% e 105,31%. A recuperação encontrada foi superior a 56,30%. A especificidade foi determinada para os seguintes interferentes: AAS (ácido acetilsalicílico), alprazolam, anfetamina, cafeína, dipirona, efedrina, fenilefrina, fluoxetina, metoclopramida, nicotina, sulfato ferroso e THC (tetraidrocanabinol). Após o término da validação, o método foi aplicado em amostras de mecônio coletadas de recém-nascidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP USP). A coleta destas amostras foi realizada após a autorização das mães em participarem da pesquisa, através da assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, e após preencherem um questionário sobre consumo de drogas. O método desenvolvido e validado mostrou ser eficiente na identificação de cocaína, metabólitos e derivados em mecônio.
Título em inglês
Development and validation of a method for analysis of cocaine, metabolities and products in meconium samples using gas chromatography-mass spectrometry
Palavras-chave em inglês
cocaine
crack
Development
GC-MS
meconium
pregnant women
validation
Resumo em inglês
Cocaine and crack use is an important public health problem in Brazil, even though when this is made by pregnants, risking the babies lives besides their own. The identification of such substances through gas chromatograph-mass spectrometry using meconium as biological matrix is highly efficient on detecting fetal exposure to cocaine. The meconium presents some advantages in comparison with other matrices such as analite wide window detection and collection facilities by non-invasive methods. The purpose of this study was to develop and validate a method for meconium sample preparation for a gas chromatography-mass spectrometry (GC-MS) confirmation of meconium extracts for cocaine, benzoylecgonine, cocaethylene and anhydroecgonine methyl ester. The analytes were initially extracted from the matrix by methanol. Then, a solid-phase extraction with Bond Elut Certify I cartridges was applied. Analytes were determined in a GC-MS ion trap, full scan mode. The method was validated in the range of 20 -1000 ng/g for cocaine and cocaethylene; 40 -1500 ng/g for benzoylecgonine and 60 -1500 ng/g for anhydroecgonine methyl ester, using 0.5 g of meconium per assay. The detector response was linear in the studied range and limit of detection were found to be 10ng/g to cocaine; 20ng/g to cocaethylene; 30ng/g to benzoylecgonine and 40 ng/g to anhydroecgonine methyl ester. Intra-batch coefficients of variation oscillated between 3.01% and 10.15% and inter-batch oscillated between 5.31% and 11.12%; accuracy were in range 91.47% - 105.31%. The recoveries were higher than 56.30%. Selectiviy was determined for these interferents: AAS (acetylsalicylic acid), alprazolam, amphetamine, caffeine, dipyrone, ephedrine, phenylephrine, fluoxetine, metoclopramide, nicotine, iron sulfate and THC (tetrahydrocanabynol). Finally, the method was applied to analysis of meconium collected from newborns in the Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP USP). The sample collections were made after mothers´s authorization, and after they signed a term and answered a self-report about use of drugs. The developed and validated method was efficient on identification of cocaine, metabolites and derivatives in meconium.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
marcela.pdf (468.13 Kbytes)
Data de Publicação
2010-12-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.