• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.60.2012.tde-11012013-102122
Documento
Autor
Nome completo
Mateus Machado Bergamaschi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Crippa, José Alexandre de Souza (Presidente)
Joca, Sâmia Regiane Lourenço
Bertucci, Carlo
Moreira, Fabrício de Araújo
Nardi, Antonio Egidio
Título em inglês
Subjecffve effects of cannabidiol in anxiety disorder and canabinoid excretion in chronic daily cannabis smokers during sustained abstinence
Palavras-chave em inglês
Cannabidiol
Cannabis
Chronic cannabis smokers
Rimonabant
Simulated public speaking test
Social anxiety disorder
Resumo em inglês
This dissertation is divided into three parts. The first part aimed to investigate the cannabidiol anxiolytic effect in treatment-naïve individuals with social anxiety disorder through simulation of public speaking. Twenty-four never-treated social anxiety disorder subjects were allocated to receive 0 or 600 mg cannabidiol (CBD; n=12) in a double-blind randomized design. The same number of controls performed the simulation of a public speaking test without receiving any medication. Pretreatment with CBD significantly reduced anxiety, cognitive impairment, and discomfort in speech performance and significantly decreased alertness in their anticipatory speech. The placebo group displayed higher anxiety, cognitive impairment, discomfort, and alertness when compared with controls as assessed with the Visual Analogue Mood Scale (VAMS). The SSPS-N scores showed significant increases during testing of the placebo group that was almost abolished in the cannabidiol group. No significant differences were observed between the cannabidiol and control groups in SSPS-N scores or in cognitive impairment, discomfort, and alertness factors of the VAMS. The second part evaluated healthy subjects' x y during a public speaking test following a high rimonabant oral dose, to understand better the possible pharmacological approaches for anxiety disorder treatment. Twenty four participants were randomly allocated to receive 0 or 90 mg rimonabant (n=12) in a double-blind design. No significant adverse effects were reported in either group. Participants who received rimonabant showed increased anxiety levels compared to placebo during anticipatory speech and performance measurements. Rimonabant treatment did not affect sedation, cognitive impairment, discomfort, blood pressure, heart rate, self-statements during public speaking, or bodily symptoms scales. Increased anxiety may reflect lower endocannabinoid activity in CB1 receptors and CB1 p ' possible role in modulation of anxiety and anxiety disorders. The third part aimed to monitor cannabinoid blood concentrations during sustained abstinence from chronic daily cannabis smoking. Thirty male chronic daily cannabis smokers resided on a secure clinical research unit for up to 33 days, with blood collected once daily. ?9-tetrahydrocannabinol (THC), 11-hydroxy-THC (11-OH-THC), and 11-nor-9-carboxy-THC (THCCOOH) whole blood concentrations were quantified by two-dimensional gas chromatography-mass spectrometry. Twenty-seven of 30 participants were THC-positive on admission, with a median (range) concentration 1.4 ng/mL (0.3-6.3). THC decreased gradually with only 1 of 11 participants negative at 26 days; 2 of 5 participants remained THC-positive (0.3 ng/mL) for 30 days. 5.0% f p p h TH >=1 0 g/ L f 12 y M 11-OH-THC w 1 1 g/ L w h >=1 0 g/ L 24h THCCOOH detection rates were 96.7 on admission, decreasing slowly to 95.7 and 85.7% on days 8 and 22, respectively; four of 5 participants remained THCCOOH positive (0.6-2.7 ng/mL) after 30 days and one remained positive on discharge at 33 days. THC was quantified in some participants for 30 days, albeit in low concentrations, due to the large cannabinoid body burden from extended exposure
Título em português
Efeitos comportamentais do cannabiol na ansiedade e eliminação de canabinóide durante abstinência em usuários crônicos de cannabis
Palavras-chave em português
Canabidiol
Cannabis
Rimonabanto
Teste de simulação de falar em público
Transtorno de ansiedade social
Usuários crônicos de cannabis
Resumo em português
Esta tese é dividida em três partes. A primeira parte consiste em investigar o efeito ansiolítico do canabidiol na ansiedade social através do teste de simulação de falar em público. Vinte e quatro sujeitos com ansiedade social, nunca tratados, receberam placebo ou canabidiol (CBD) 600 mg (n=12) em um estudo randomizado e duplo-cego. O mesmo número de indivíduos saudáveis realizaram o teste de simulação de falar em público sem receber medicação. A administração do CBD reduziu significativamente a ansiedade, sedação física e outros sentimentos e atitudes durante a fase de estresse, e diminui o nível de alerta na fase pré-estresse. O grupo placebo apresentou níveis elevado de ansiedade, sedação física, outros sentimentos e atitudes, e alerta comparado com o grupo controle. A pontuação do SSPS-N evidenciou aumento significativo durante o teste no grupo placebo, enquanto que o CBD reduziu estes níveis. Não houve diferenças significativas entre os grupos CBD e controle na SSPS-N e nos fatores sedação física, outros sentimentos e atitudes e alerta, da Visual Analogue Mood Scale (VAMS). A segunda parte do estudo avaliou a ansiedade em indivíduos saudáveis que receberam alta dose oral de rimonabanto e submetidos ao teste de simulação de falar em público, para melhor entendimento do possível mecanismo farmacológico para tratamento de transtornos de ansiedade. Vinte e quatro sujeitos saudáveis receberam placebo ou rimonabanto 90 mg (n=12) em um randomizado e duplo-cego. Não foi observado efeitos adversos significativo em ambos grupos. O grupo rimonabanto apresentou maiores níveis de ansiedade na fase pré-estresse e durante o estresse. Não houve diferença significativa quanto aos demais fatores avaliados entre os grupos. O aumento na ansiedade após administração do rimonabanto pode-se ao fato de haver diminuição no sistema endocanabinóide nos receptores CB1 e a possível modulação na ansiedade clínica e patológica. A terceira parte objetivou quantificar canabinóides no sangue total em usuários crônicos de cannabis durante abstinência supervisionada. Trinta usuários crônicos de cannabis, do sexo masculino, permaneceram no centro de pesquisa por até 33 dias, com coleta de sangue uma vez ao dia. ?9-tetrahidrocanabinol (THC), 11-hidróxi-THC (11-OH-THC) e 11-nor-9-carbóxi-THC (THCCOOH) foram quantificados no sangue por meio da cromatografia gasosa-espectrometria de massa bidimensional. Vinte e sete de 30 usuários foram positivos para THC no ingresso do estudo, com concentração mediana (variação) de 1.4 ng/mL (0.3-6.3). Níveis de THC diminuíram gradativamente com somente 1 de 11 participantes negativo no dia 26; 2 de 5 indivíduos permaneceram positivos para THC (0.3 g/ L p 30 5 0% j TH >=1 0 g/ L p 12 ç mediana de 11-OH-TH f 1 1 g/ L g >=1 0 g/ L pó 24h. A taxa de detecção de THCCOOH foi 96.7% no ingresso, diminuindo gradativamente para 95.7 e 85.7% nos dias 8 e 22, respectivamente; 4 de 5 sujeitos permaneceram positivo para THCCOOH (0.6-2.7 ng/mL) após 30 dias e um permaneceu positivo no 33º dia. Foi detectado THC em alguns indivíduos por 30 dias, porém em baixas concentrações, devido a extensa eliminação do canabinóide em decorrência da exposição crônica
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese_completa.pdf (2.85 Mbytes)
Tese_simplificada.pdf (387.67 Kbytes)
Data de Publicação
2015-04-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.