• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.60.2009.tde-08042009-151513
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Valente Neves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Cesarino, Evandro José (Presidente)
Hayashida, Miyeko
Lanchote, Vera Lucia
Título em português
Fenotipagem do CYP2D6 em idosos cardiopatas classificados como metabolizadores extensivos ou lentos do metoprolol
Palavras-chave em português
CYP2D6
doeças cardiovasculares
fenótipo
idosos
metoprolol
Resumo em português
Os idosos constituem a parcela da população, que mais cresce atualmente. Este segmento populacional requer cuidados médicos e terapêuticos frequentes e consomem cerca de três vezes mais medicamentos que indivíduos jovens. Deste modo necessitam de uma avaliação detalhada da farmacocinética e farmacodinâmica do fármaco a ser utilizado para uma menor ocorrência de efeitos adversos. O objetivo foi fenotipar o CYP2D6 em pacientes idosos cardiopatas classificados como metabolizadores extensivos ou lentos do metoprolol, desenvolver e validar o método de análise do tartarato de metoprolol e seu metabólito em urina utilizando a cromatografia liquida de alta eficiência (HPLC) e identificar possíveis correlações entre fatores antropométricos, raciais e comorbidades apresentadas com a razão metabólica metoprolol/-OH metoprolol em urina. A casuística foi composta por 130 indivíduos idosos, considerados acima de 60 anos, voluntários, com algum tipo de cardiopatia previamente identificada, com função renal e hepática normais. Todos indivíduos foram submetidos a uma coleta de urina de 0-8h após a administração de um comprimido de 100 mg de tartarato de metoprolol para a determinação do metoprolol e -OH metoprolol com a finalidade de estabelecer a sua razão metabólica e fenotipar esses indivíduos de acordo com os resultados da razão da concentração metoprolol/-OH metoprolol em urina utilizando a HPLC com detecção por fluorescência, sendo fenotipados como metabolizadores lentos os pacientes que tiveram resultados > 12,6 e como metabolizadores extensivos aqueles avaliados com resultados 12,6. A maior porcentagem de pacientes estudados situou-se na faixa etária de 60 a 70 anos (média de 71,8 ± 6,2), mediana de 71,0, valor mínimo de 60 e máximo de 93 anos. Cento e quatro pacientes (80,0%) reportaram ser da raça branca, 13 (10,0%) da raça negra, 1 (0,8%) da raça amarela e 12 (9,2%) da raça parda. Cento e um pacientes (77,7%) eram do sexo feminino. Os pacientes investigados utilizavam em média 5,9 + 2,1 tipos de medicamentos, variando de 1 a 11 fármacos utilizados concomitantemente. Observou-se uma média de 5,1 + 3,2 comorbidades concomitantes, variando de 1 a 14 patologias associadas. Três pacientes (2,3%) foram fenotipados como metabolizadores lentos do metoprolol, diferenciando dos 7 a 10% de metabolizadores lentos existentes na população caucasiana. Foi detectada diferença estatisticamente significativa na razão metabólica metoprolol/-OH metoprolol segundo a quantidade de medicamentos utilizada pelos idosos (p=0,017) e segundo a utilização de bebida alcoólica (p=0,045). Conclui-se que a maioria dos indivíduos estudados eram do sexo feminino, a proporção de metabolizadores de idosos cardiopatas classificados como PM foi menor do que a que é encontrada em caucasianos, a variável quantidade de medicamentos utilizados esteve relacionada de maneira significativa à taxa de metabolização do tartarato de metoprolol observada nestes idosos cardiopatas e a variável ingestão de bebida alcoólica mostrou correlação significativa com o valor da razão metoprolol/-OH metoprolol no presente estudo.
Título em inglês
Phenotyping of CYP2D6 in elderly cardiopatic classified as extensive or poor metoprolol metabolizers.
Palavras-chave em inglês
cardiovascular diseases
CYP2D6.
elderly
metoprolol
phenotype
Resumo em inglês
These days, elderly people constitute the most important part of the increasing population. This population segment requires frequent medical and therapeutic cares, and spends three times more drugs than the young individuals. For that reason, a detailed pharmacokinetic and pharmacodynamic evaluation of the administrated drug must be accomplished aiming to avoid side effects. The objective of this study was to phenotype CYP2D6 in elderly cardiopatic patients classified as extensive or poor metoprolol metabolizers, aiming to develop and validate the method for analysis of metoprolol tartrate and its metabolite in urine using high performance liquid chromatography (HPLC), and to identify possible correlations between anthropometric, racial factors, and comorbidities presented with the urine metabolic ratio of metoprolol/-OH-metoprolol. The casuistry was composed by 130 elderly individuals over 60 years old, volunteer, carrying any type of pre identified cardiomyopathy, with normal renal and hepatic functions. Aiming the evaluation of the urine metabolic ratio of metoprolol/-OH-metoprolol, the individuals were submitted to a urine collection 0-8h after administration of tablets of 100 mg of metoprolol tartrate for phenotyping after the results of the concentration metoprolol/-OH-metoprolol using HPLC and fluorescence detection, being phenotyped as poor metabolizers the patients that presented ratio > 12.6, and extensive metabolizers 12.6. Mostly studied patients percentage age was 60-70 years old (mean of 71.8 ± 6.2) - median 71.0; the maximum value was 93, and the minimum value was 60 years old. One hundred and four patients (80.0%) reported being Caucasian, 13 (10.0%) Black, 1 (0.8%) Asian, and 12 (9.2%) Half-black. One hundred and one patients (77.7%) were female. The studied patients used approximately 5.9 + 2.1 types of drugs, varying of 1 to 11 concomitant drugs used. We could observe the mean of concomitant comorbidities of 5.1 + 3.2 varying of 1 to 14 associated pathologies. Three patients (2.3%) were phenotyped as poor metoprolol metabolizers differentiating of those 7 to 10% poor metabolizers existent in Caucasian population. A significant statistical difference was detected in the metabolic ratio metoprolol/-OH-metoprolol according to the quantity of drug used by elderly patients (p=0.017), and alcohol users (p=0.045). It could be concluded that mostly of studied individuals was female. The proportion of elderly cardiopatic metabolizers classified as PM was lower than the Caucasian ones. The quantity of drugs used was significantly related to the metabolism ratio of metoprolol tartatre observed on those elderly cardiopatic patients, and the variable alcohol ingestion showed significant relation to the value of ratio metoprolol/-OH-metoprolol in the present study.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
mestrado.pdf (1.05 Mbytes)
Data de Publicação
2009-07-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.