• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2018.tde-28062018-124717
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Augusto Tamasauskas Torres
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Fischer, Frida Marina (Presidente)
Júnior, João Silvestre da Silva
Marqueze, Elaine Cristina
Vasconcellos, Maria da Penha Costa
Título em português
Gestão do tempo no cotidiano de médicos residentes de clínica médica em um hospital público universitário de São Paulo, Brasil
Palavras-chave em português
Gestão do Tempo
Residência Médica
Trabalho em Turnos
Resumo em português
Introdução: A formação médica é um processo complexo que envolve a aquisição de diversas competências. Este processo desenvolve-se durante a graduação e tende a consolidarse na residência médica. Embora seja uma forma reconhecida de capacitação profissional, críticas são feitas em relação à sobrecarga de trabalho, carga horária excessiva e privação de sono. Objetivo: Descrever e analisar estratégias de gestão do tempo no cotidiano de médicos residentes de Clínica Médica em um hospital universitário de São Paulo, Brasil. Métodos: Na 1° fase foram realizadas 8 entrevistas com médicos residentes abordando aspectos de vida pessoal, familiar, empregos, estudo teórico e atividades práticas. Realizada análise de conteúdo com auxílio do programa MaxQDA. Na 2° fase foram preenchidos protocolos de atividades diárias por 7 residentes, 5 no estágio de avaliação pré-operatória e 2 no estágio do pronto-socorro de clínica médica. Calculadas médias individuais e em grupo destes dados. Resultados: Após análise de conteúdo 5 categorias foram selecionadas: a) Organização do trabalho durante as atividades práticas da residência; b) Atividade para aprendizado ou atividade profissional?; c) Moradia, planejamento financeiro e atividades domésticas; d) Tempo para lazer e relacionamentos interpessoais; e) Planejamento familiar / filhos; f) Repouso / Sono. Há relatos de atividades remuneradas não vinculadas a residência, diminuindo o tempo previsto para repouso, estudo ou lazer. Nos períodos de plantões noturnos há uma piora do convívio social e familiar devido ao deslocamento do repouso para o período diurno. O grupo no estágio de avaliação pré-operatório, em dias de atividade na residência, apresentou mediana de tempo diário em atividade de 7,5h; em repouso noturno 6,7h; em estudo teórico 2,2h e no repouso diurno 0h. Para o grupo no estágio do prontosocorro de clínica médica, nos dias de atividades diurnas esses tempos foram 13,0h; 7,0h; 0h e 0h, respectivamente. Para os dias de atividades noturnas, foram 12,5h; 0h; 0h e 7,1h, respectivamente. Discussão: Há diferenças entre trabalho prescrito e real pois a duração da jornada é superior ao previsto em alguns estágios, devido a intercorrências e visitas em enfermarias. O aumento do período da residência permitiria diminuição da carga horária diária, mas impactaria no planejamento pessoal destes médicos. Há uma privação parcial de sono que piora em estágios com plantões, interferindo inclusive em relacionamentos sociais, principalmente fora do ambiente de trabalho. Durante plantões noturnos há um pior desempenho das atividades, incluindo incidentes como interpretação errônea de exames e erros de prescrição médica. Conclusões: Os residentes vivenciam um período de aprendizado intenso, mas que exige uma carga horária elevada e trabalho complexo, com períodos de plantões noturnos e em fins de semana. Optam por adiar o momento da maternidade /paternidade para centrar a atenção nos estudos, seja para a prova de título da especialidade, quanto para um novo concurso de residência. Há diversas estratégias adotadas para gestão do tempo: residir próximo ao hospital; auxílio das atividades domésticas por diaristas; realizar refeições nos restaurantes do hospital; adiamento da maternidade / paternidade; apoio social centrado no convívio com outros residentes e supervisores.
Título em inglês
Time managing strategies in the daily routine of internal medicine residents in a public university hospital in São Paulo, Brazil
Palavras-chave em inglês
Medicai Residency
Shift Work
Time Management
Resumo em inglês
Introduction: Medical education concerns in a complex process which involves acquisition of a wide range of skills. This process develops from undergraduate education to medical residency, when it consolidates. As long as it is a recognized way of training, criticisms are made due to work overload, excessive working hours, and sleep deprivation. Objective: To describe and analyze strategies of time management in the daily life of Internal Medicine residents in a university hospital in São Paulo, Brazil. Methods: In the first phase, 8 interviews were conducted with resident physicians addressing aspects of personal and family life, jobs, theoretical study and practical activities. Data analysis was carried out using the MaxQDA program. In the second phase, protocols of daily activities were filled by 7 residents, 5 in the preoperative evaluation internship and 2 in the adult emergency room internship. Individual and group averages of the time spent with residency activities, rest, leisure, study and other jobs were performed. Results: After data analysis, 5 categories were selected: a) Organization of work during the practical activities of the residence; b) Activity for learning or professional activity?; c) Housing, financial planning and domestic activities; d) Time for leisure and interpersonal relationships; e) Family planning / children; f) Rest / Sleep. Paid activities beside the residency program were reported and responsible for decreasing the rest, study and leisure time. During the night shifts was noticed a decrease of social and family ties due to the change of resting hours towards the daytime. For the group in the preoperative evaluation internship, were identified the median daily time in activity of 7,5h of working time, 6,7h of night rest, 2,2h of internal medicine theory study and 0h of daytime rest. For the adult emergency room internship group, the activities hours were 13,0h; 7,0h; 0h and 0h, respectively. Lastly, for night shifts routines, the activities hours were 12,5h; 0h; 0h and 7,1h respectively. Discussion: There are differences between described and factual work since the working shift length is higher than anticipated in some internships, due to intercurrences and medical visits in wards. Increasing the duration of residency programs would let a decrease of daily working hours, but would impact in the personal planning of resident doctors. Sleep deprivation gets worse in internships composed by shift hours, impacting in social relationships outside work. During working shifts is notable a worse performance, being reported incidents such as lab tests misreading and prescription mistakes. Conclusions: Resident physicians experience a period of intense learning that requires a high and complex workload with night and weekend shifts. For that, maternity/paternity is postponed to aim studies for board or fellowship exams. There are various strategies used to improve time management: housing around hospital, support of maid services at home, oncampus feeding and social support centered on other residents and medical staff.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-07-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.