• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Sammila Andrade Abdala
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Paganini, Wanderley da Silva (Presidente)
Iwai, Cristiano Kenji
Mucci, José Luiz Negrão
Nihonmatsu, Miriam Moreira Bocchiglieri
Título em português
Evolução da qualidade das águas do rio Tietê e os fatores que a influenciam
Palavras-chave em português
Monitoramento
Qualidade das Águas
Recursos Hídricos
Rio Tietê
Resumo em português
Introdução: Na medida em que o crescimento populacional se intensificou nos grandes centros urbanos, o abastecimento público de água, como também a coleta, afastamento e tratamento dos esgotos nessas megacidades se tornou cada vez mais complexo. Em vários territórios, a capacidade de gestão de saneamento básico não conseguiu acompanhar a velocidade da urbanização, o que levou à degradação dos corpos hídricos. O Tietê, principal rio do Estado de São Paulo, também teve sua qualidade comprometida e hoje luta para recuperar o que foi prejudicado em prol do desenvolvimento. Objetivo: Analisar a evolução da qualidade das águas do rio Tietê no período de 1986 a 2017, levando em consideração os impactos do crescimento populacional e das ações de saneamento nas bacias hidrográficas que compõem o Rio Tietê. Material e Métodos: Série temporal, utilizando dados secundários provenientes da Rede de Monitoramento da Qualidade das Águas Interiores do Estado de São Paulo operacionalizado pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). O estudo abrange os anos de 1986 a 2017. Resultados: O Rio Tietê tem sua qualidade drasticamente afetada pela alta urbanização da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). Entretanto, o presente estudo mostrou uma tendência de estabilização, com sinais de melhoria para a qualidade das águas do Rio Tietê na RMSP, mesmo considerando o forte crescimento populacional que essa região tem sofrido. Os resultados para os rios Tamanduateí e Pinheiros também foram claramente positivos, mostrando uma melhora ao longo dos anos. Apesar da influência negativa da entrada dos rios Jundiaí, Sorocaba e Piracicaba, existe uma forte tendência de melhoria na direção do interior, principalmente a partir do remanso da Barra Bonita. Conclusões: O rio Tietê ainda sente fortemente a influência do rápido e desordenado crescimento populacional nas cidades e regiões que o cercam. Entretanto, a qualidade de suas águas também tem respondido aos investimentos constantes em obras de saneamento e infraestrutura. Se não fosse o crescimento populacional e a ocupação desordenada do solo, a influência positiva das obras de saneamento implantadas se mostraria muito mais evidente. São necessários estudos adicionais que abordem mais profundamente os efeitos da industrialização e da monocultura na qualidade das águas desses rios.
Título em inglês
Not available
Palavras-chave em inglês
Not available
Resumo em inglês
Not available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-06-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.