• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Carole El Khoury Mansour
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Galati, Eunice Aparecida Bianchi (Presidente)
Galvis Ovallos, Fredy
Sábio, Priscila Bassan
Sallum, Maria Anice Mureb
Título em português
Investigação e documentação de flagelados no tubo digestório de flebotomíneos
Palavras-chave em português
Dissecção
Investigação
Leishmania
Leishmaniose
Manual
Phlebotominae
Resumo em português
Introdução. Leishmanioses são zoonoses que têm como agentes etiológicos tripanossomatídeos de várias espécies do gênero Leishmania. Elas são transmitidas aos hospedeiros vertebrados por Phlebotominae (Diptera, Psychodidae). As infecções por Leishmania podem se manifestar nas formas visceral (LV) e tegumentar (LT); ambas são sérios problemas de saúde pública no Brasil, que se encontra entre os países do mundo com as mais altas incidências. Dentre as atividades de controle das leishmanioses, as da vigilância entomológica estão voltadas para a redução da taxa de contato dos vetores com os hospedeiros vertebrados e identificar áreas de risco de transmissão. Neste sentido, a detecção de fêmeas de flebotomíneos naturalmente infectadas por Leishmania constitui-se numa das estratégias. Essa detecção pode ser realizada apenas por meio de análises moleculares ou estas serem precedidas de dissecção das fêmeas para observação da presença de flagelados em seus tratos digestórios. A observação dessas formas no trato digestório pode indicar a capacidade do parasita em resistir aos processos de sua eliminação, dependendo do local onde se encontra, e a que subgênero (Leishmania ou Viannia) pertence. No Brasil, a LV tem sido associada a espécie Leishmania (Leishmania) infantum. A LT tem como agentes espécies de ambos os subgêneros. O presente projeto teve como objetivo desenvolver um manual no qual são descritos os processos para se realizar a investigação da infecção natural por flagelados em fêmeas de flebotomíneos. Materiais e Métodos. Para a elaboração do manual foram examinadas fêmeas selvagens e outras provenientes de colônias alimentadas em hamsters infectados experimentalmente por Leishmania braziliensis e, posteriormente, dissecadas e examinadas em microscópio. Os parasitas utilizados nos experimentos de infecção em laboratório são oriundos de cultivos mantidos em laboratório. As espécies examinadas foram Lutzomyia longipalpis, Nyssomyia neivai e Pintomyia fischeri. Foram descritos os cuidados necessários à preservação dos espécimes em campo e transporte ao laboratório, de modo a tornar viável a dissecção e exame dos espécimes. As capturas realizadas em campo para o estudo permitiram tanto a obtenção dos espécimes como a elaboração do item que trata dos cuidados com as amostras. A documentação das múltiplas etapas de dissecção e exame dos espécimes necessários para o estudo foram realizados por meio de câmera fotográfica acoplada a microscópio óptico. Resultados. São apresentados na forma de manual. Neste são descritos e ilustrados aspectos das técnicas de captura, cuidados com os insetos no campo e laboratório, transporte de amostras vivas, o processo de dissecção da fêmea e a observação de seu tubo digestório para a investigação da presença de flagelados, e de estruturas de sua genitália, para a identificação da espécie de flebotomíneo. Apresenta-se ainda um protocolo a ser utilizado na preservação dos espécimes que forem encontrados infectados para posterior análise molecular e identificação específica do parasita. Conclusões. Com os tópicos apresentados no manual, espera-se contribuir com o programa vigilância epidemiológica das leishmanioses, em atividades da vigilância entomológica voltadas para a identificação de áreas de risco de transmissão dessas doenças e obter evidências que apontem para o potencial de espécies que possam estar atuando como vetores permissíveis de Leishmania spp.
Título em inglês
Investigation and documentation of flagellates in the gut of sand fly phlebotomines
Palavras-chave em inglês
Dissection
Investigation
Leishmania
Leishmaniasis
Manual
Phlebotominae
Resumo em inglês
Introduction. Leishmaniases are zoonoses having trypanosomatids of several species of the genus Leishmania as etiological agents, transmitted to vertebrate hosts by the bite of females of Phlebotominae (Diptera, Psychodidae). These parasitoses can manifest in visceral (VL) and tegumentary (TL) forms, both being serious public health problems in Brazil, which is among the countries of the world with the highest incidence rates. Among the activities of control of leishmaniases, those of entomological surveillance are aimed at reducing the contact rate of the vectors with the vertebrate hosts and also to identify areas in risk of the disease transmission. In this sense, the detection of sand fly females naturally infected with Leishmania is one of the strategies. This detection can be carried out exclusively by means of molecular analyzes or these being preceded by dissection of the females to observe the presence of flagellates in their guts. The observation of flagellate forms in the gut indicates the ability of the parasites to resist the processes of their elimination, and also to identify the subgenus (Leishmania or Viannia) to which the parasites belong. In Brazil, the VL infection is attributed to Leishmania (Leishmania) infantum, while in TL, there are various agents belonging to both subgenera. Objective. To develop a manual in which the processes for the investigation of the natural infection by flagellates in sand fly females are described and illustrated. Material and Method. For the construction of the manual, observation of infection by flagellates was made through the dissection of wild or laboratory females of Lutzomyia longipalpis, Nyssomyia neivai and Pintomyia fischeri, experimentally infected with Leishmania braziliensis. The description of care in the preservation of the specimens in the field and in their transport to the laboratory, in order to make feasible the dissection, was made based on the collection undertaken in this project. The documentation was made by means of a photographic camera coupled to an optical microscope. Result. A manual is presented describing and illustrating aspects of collection techniques, insect care in the field and laboratory, transport of the live samples, the dissection process and observation, respectively, of the female gut for the investigation of the flagellate presence and genitalia structure for the identification of the phlebotomine species. Protocol is also presented to be used in the preservation of the specimens found infected for subsequent molecular analysis and the specific identification of the parasite. Conclusions. With the topics presented in this manual, we intend to contribute to the program of epidemiological surveillance of leishmaniases, in activities of entomological surveillance, in the identification of areas of risk of transmission of these diseases, as well as to obtain evidence about the potential of species that may act as permissible vectors of Leishmania spp.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-10-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.