• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2018.tde-10072018-104654
Documento
Autor
Nome completo
Rosicler Dennanni Rodriguez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Giatti, Leandro Luiz (Presidente)
Toledo, Renata Ferraz de
Franca, Ana Cristina Limongi
Tanaka, Luiza Hiromi
Título em português
Sustentabilidade em contextos empresariais: qualidade de vida, ambientes de trabalho e práticas saudáveis
Palavras-chave em português
Ambiente de Trabalho Saudável
Engajamento
Promoção da Saúde
Qualidade de Vida
Sustentabilidade
Resumo em português
A saúde, o bem-estar e a segurança dos trabalhadores são aspectos primordiais para a produtividade, competitividade e sustentabilidade das organizações. O ambiente de trabalho é um espaço com altos desafios de engajamento e de sustentabilidade, além de importante para promover a saúde e a qualidade de vida e, para tanto, são fundamentais o protagonismo e o engajamento dos trabalhadores na sua promoção e na sua obtenção. Esta pesquisa teve o objetivo de identificar se, na gestão de seus empregados, as ações das empresas para a promoção da saúde, bem-estar e qualidade de vida destes possibilitam o envolvimento dos trabalhadores, ou seja, quais são os fatores que contribuem para a real participação e engajamento do público-alvo na definição das políticas e programas de saúde e qualidade de vida nas organizações; e como este processo pode favorecer o cumprimento de premissas das Cinco Chaves para Ambientes de Trabalho Saudáveis (OMS, 2010), um modelo abrangente de boas práticas cujo objetivo é apoiar e influenciar a sustentabilidade do ambiente de trabalho e das organizações. O percurso metodológico da investigação considerou a análise do material referente a sete empresas vencedoras do Prêmio Nacional de Qualidade de Vida (Associação Brasileira de Qualidade de Vida - ABQV Nacional®) e do Global Healthy Workplace Awards; e a pesquisa com trabalhadores e com as lideranças de duas empresas, de diferentes portes, na região metropolitana da cidade de São Paulo, que, supostamente, não contemplavam as Cinco Chaves para Ambientes de Trabalho Saudáveis (OMS, 2010) na sua integralidade. Trata-se de um estudo de campo de natureza qualitativa com uso de instrumento participativo. Para a coleta de dados foram utilizadas as técnicas de grupo focal e de entrevista individual com trabalhadores das duas empresas pesquisadas. Para a análise, foram utilizadas as técnicas de análise documental e análise de conteúdo. Dentre os resultados encontrados, destacou-se a necessidade das empresas proporcionarem o protagonismo dos trabalhadores na identificação de suas necessidades e anseios, na concepção e na condução das políticas e ações que promovam a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida desses trabalhadores; capacitá-los e engajá-los em um "fazer coletivo" juntamente com a liderança, de modo que os objetivos comuns sejam atingidos. Esse processo participativo contribuiu para o desenvolvimento de diretrizes para a elaboração de material de apoio (guia) que favoreça o real envolvimento dos trabalhadores nas políticas e nos programas de promoção de saúde e qualidade de vida, passível de ser adaptado em outras empresas.
Título em inglês
Sustainability in business contexts: quality of life, workplaces and healthy practices
Palavras-chave em inglês
Engagement
Health Promotion
Healthy Workplace
Quality of Life
Sustainability
Resumo em inglês
The health, safety and well-being of workers are essential aspects for the productivity, competitiveness and sustainability of organizations. The workplace is a space with high engagement and sustainability challenges but it's also an important workplace to promote health and quality of life and for that, protagonism and engagement of wokers are essential in its promotion and achievement. This research aimed to identify if the actions of companies to promote the health, well-being and quality of life make possible the involvement of workers, which means, what factors are contributing to the real participation of workers in the definition of policies and health and quality of life programs in organizations; and how this process can foster compliance with the Five Keys to Healthy Workplaces: No Business Wealth without Workers's Health (WHO, 2010), a comprehensive model of good practice whose purpose is to support and influence the sustainability of the workplace and organizations. The methodological course of the investigation considered the analysis of the material referring to seven companies considered successful and winners of the National Quality of Life Award (ABQV Nacional®) and the Global Healthy Workplace Awards; and the research with workers and leaders of two companies of different sizes in the metropolitan area of the city of São Paulo, which supposedly did not contemplate the Five Keys to Healthy Workplaces (WHO, 2010) in its entirety. It is a qualitative field study with participative instrument used. To collect data, we used the techniques of focus group and individual interview with workers of the two companies surveyed. The techniques of document analysis and content analysis were used. Among the findings, we have highlighted the need of companies to provide the protagonism of workers in identifying their needs and desires, in the design and conduct of policies and actions that promote health, wellbeing and quality of life; empower them and engage them in a "collective doing" together with leadership so that common goals are achieved. This participatory process contributed to the development of guidelines for making of support material (guide) that favors the real involvement of workers in policies and programs to promote health and quality of life, which can be adapted in other companies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-08-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.