• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Susana Vicentina Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Vilela, Rodolfo Andrade de Gouveia (Presidente)
Coluci, Marina Zambon Orpinelli
Giatti, Leandro Luiz
Lopes, Manoela Gomes Reis
Título em português
Relação entre a universidade pública e a sociedade: contribuições do Laboratório de Mudanças
Palavras-chave em português
Aprendizagem Organizacional e Expansiva
Crise
Intervenção Formativa
Laboratório de Mudanças
Teoria Histórico-Cultural da Atividade (THCA)
Resumo em português
Pesquisas intervencionistas baseadas na Teoriada AtividadeHistórico-Cultural (TAHC), do aprendizado expansivo e que utilizam o método dialógico auxiliam no encontro de soluções para crises interinstitucionais complexas que exigem decisões urgentes e de impacto na sociedade. O objetivo do estudo foi aplicar e analisar a metodologia intervencionista Laboratório de Mudanças (LM), seus princípios esuas meta-ferramentas em um caso empírico de distanciamento institucional entre a Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP) e o Centro de Saúde Escola Geraldo de Paula Souza (CSEGPS). Trata-se de uma pesquisa de intervenção formativa na modalidade de estudo de caso que ocorreu entre 2013 e 2016. Foram realizadas análise de documentos e observação exploratória para coleta de dados etnográficos,entrevistas semiestruturadas, reuniões de planejamento e sessões do LM. O referencial teórico utilizado para análise dos dados foi a metodologia do LM. O uso do princípio de dupla estimulação de Vygostsky ajudou os participantes e pesquisadores a identificar as contradições nos Sistemas de Atividades (SAs) e desvelar a gênese histórica e sistêmica dos problemas que culminaram na crise e no afastamento nas relações de colaboração em atividades acadêmicas. Oresgate das origens das contradições manifestadas como conflitos e distúrbios e a análise dessas contradições serviu para retroalimentar o processo de aprendizagem dos participantes.A Linha do Tempo foi uma das meta-ferramentas utilizadas que auxiliou a identificar que no passado havia uma convergência entre os objetos da FSP/USP e do CSGPS e os eventos críticos decorrentes de mudanças nas políticas econômicas, de saúde e educação, que dentre outros fatores internos às instituições influenciaram direta e indiretamente para o distanciamento, a ruptura e a crise vivenciada.A análise histórica foi um elemento essencial no processo para a aprendizagem organizacional e expansiva porque favoreceua manifestação do protagonismo dos atores envolvidos.Ao final da intervenção, a visão que os atores tinham sobre os problemas foi expandida para o entendimento de uma crise da universidade pública com a sociedade, que foi compreendida como crise de legitimidade da universidade pública. Houve ampliação de conceitos que possibilitaram aos atores visualizar soluções e desenhar a atividade de colaboração futura, no âmbito de quais seriam as relações acadêmico-pedagógicas e o processo de trabalho no SistemaÚnico de Saúde (SUS). Apesar da pesquisater sido realizada 9 em um contexto de incerteza institucional, onde havia falta de decisões políticas sobre o destino de uma das instituições, a intervenção formativa com o LM, que associa pesquisa com a extensão, foi considerada uma poderosa ferramenta para o desenvolvimento da aprendizagem e do protagonismo dos atores, com capacidade de produzir transformações nos SAs.
Título em inglês
Relationship between the Public University and the Society: Contributions of the Laboratory of Changes
Palavras-chave em inglês
Change Laboratory
Crisis
Cultural-Historical Activity Theory (CHAT)
Formative Intervention
Organizational and Expansive Learning
Resumo em inglês
Interventionist Research based on the Cultural-Historical Activity Theory (CHAT), of expansive learning and which uses the dialog method helps in the quest for solutions for complex institutional crises which call for urgent decisions which impact society. The objective of the study was to apply and analyze the interventionist Change Laboratory (CL) methodology, its principles and its meta-tools to an empirical case of the institutional distancing of the School Public Health of the University of São Paulo (SPH/USP) from the Educational Health Center Geraldo de Paula Souza (EHCGPS). This is a formative interventionist research in the case study mode which occurred between 2013 and 2016. A documentary analysis and exploratory observation were undertaken for the collection of ethnographic data, as also were semi-structured interviews, planning meetings and CL sessions. The theoretical frame of reference used for the data analysis was the CL method. The use of Vygostsky's double-stimulation principle helped the participants and researchers to identify the contradictions in the Activity Systems (ASs) and reveal the historical and systemic genesis of the problems which culminated in the crisis and the distancing in the collaborative relationship in academic activities. The recovery of the origins of the contradictions revealed as conflicts and disturbances and the analysis of these contradictions served to retro-feed the participants' learning process. The Time-line was one of the meta-tools used which helped to identify the convergence which had existed in the past between the objectives of the SPH/USP and the EHCGPS and the critical events which arose from the changes in the policies, at one and the same time economic, of health and of education which, among other internal factors of the institutions concerned contributed both directly and indirectly to the distancing, the rupture and the crisis experienced. The historical analysis was an element essential to the organizational and expansive learning process because it favored the expression of the activity of the authors involved. At the end of the intervention, the vision which the actors hadof the problems involved was enlarged into the understanding of the crisis of the public university in its relationship with society, understood as a crisis of the legitimacy of the public university. There was a broadening of concepts which enabled the actors to visualize solutions and plan the activity of future collaboration within the ambit of what the academic-pedagogical relations and the process of the working of the Unified 11Health System (UHS) would be. Despite the research's having been undertaken in a context of institutional uncertainty, in which there was a lack of political decision as to the fate of one of the institutions concerned, the formative intervention using the CL, which associates research and extension work, was considered a powerful tool for the enlargement of learning and the actors' participation, capable of transforming the ASs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-09-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.