• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2010.tde-28092010-112102
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Moreira Claro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Monteiro, Carlos Augusto (Presidente)
Carmo, Heron Carlos Esvael do
Marchioni, Dirce Maria Lobo
Mondini, Lenise
Sichieri, Rosely
Título em português
Influência da renda familiar e dos preços dos alimentos sobre a composição da dieta consumida nos domicílios brasileiros
Palavras-chave em português
Alimentação saudável
Bebidas adoçadas
Consumo alimentar
Frutas e hortaliças
Preços
Renda
Resumo em português
Objetivos: Estudar a influência que a renda das famílias e os preços dos alimentos exercem sobre a aquisição de alimentos mais saudáveis (frutas e hortaliças, F&H) e menos saudáveis (bebidas adoçadas, BA). Metodologia: Utilizaram-se dados sobre aquisição de alimentos coletados pela Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), realizada entre julho de 2002 e junho de 2003 pelo IBGE em uma amostra probabilística de 48.470 domicílios do país. A influência da renda familiar e do preço de frutas e hortaliças e de bebidas adoçadas sobre seu consumo foi estudada empregando-se técnicas de análise de regressão múltipa para estimação de coeficientes de elasticidade, controlando-se variáveis sócio-demográficas e preço dos demais alimentos. Resultados: Com a diminuição do preço de F&H haveria aumento da participação desses alimentos no total de aquisições: 10 por cento de redução nos preços de F&H aumentaria em 7,9 por cento sua participação no total calórico. Com o aumento da renda familiar também haveria aumento na participação calórica de F&H: 10 por cento de aumento na renda aumentaria em 2,7 por cento a participação de F&H no total calórico. O efeito dos aumentos de renda tendeu a ser menor nos estratos de maior renda. Haveria significativa redução na aquisição de bebidas adoçadas frente a aumentos no seu preço: para cada 10 por cento de aumento nos preços de bebidas adoçadas haveria uma redução de 8,4 por cento no consumo desses produtos. Aumentos na renda familiar também influenciariam o consumo de bebidas adoçadas, mas com efeito oposto e de magnitude inferior à metade do observado com o aumento de preços: para cada 10 por cento de aumento na renda familiar haveria um aumento de 4,1 por cento no consumo de bebidas adoçadas. Conclusões: Políticas de ajuste de preços como a imposição ou isenção de uma taxa podem ser utilizadas como ferramentas na promoção da alimentação saudável no país, seja estimulando o consumo de alimentos saudáveis ou desestimulando o consumo de não saudáveis
Título em inglês
Influence of family income and food prices on the composition of the diet consumed in Brazilian households
Palavras-chave em inglês
Food consumption
Fruit and vegetables
Healthy food
Income
Prices
Sugar-sweetened beverages
Resumo em inglês
Objectives: To study the influence of family income and food prices on the acquisition of items that act as indicators of a healthy (fruits and vegetables, F&V) or an unhealthy (sugar-sweetened beverages, SSB) food intake. Methods: We used data from the Household Budget Survey (HBS) carried out by IBGE between July 2002 and June 2003 in a probabilistic sample of 48,470 Brazilian households. The influence of family income and the price of fruit and vegetables and sugar-sweetened beverages on its consumption was studied employing techniques multiple regression analysis to estimate elasticity coefficients, controlling for demographic variables and price of other foods. Results: Reducing the price of F&V would increase its participation on total food purchases: 10 per cent reduction in prices of F&V would increase by 7.9 per cent its share of total calories. The increase in family income would also increase the proportion of calories from F&V: 10 per cent increase in income would increase by 2.7 per cent the participation of F&V on total calories. The effect of a raise in income tended to be lower in higher income groups. On the other hand, an increase in the price of SSB would result in considerable reduction in its consumption: for every 10 per cent increase in the prices of SSB a reduction of 8.4 per cent in the consumption would be expected. Increases in income also influence the consumption of SSB, but having the opposite effect, and magnitude less than half that observed for the increase in prices: each 10 per cent increase in family income would increase by 4.1 per cent the consumption of SSB. Conclusions: Public policies aiming the adjustment of prices - as the imposition or exemption of a tax - can be used as a tool in promoting healthy eating in Brazil, either encouraging the consumption of healthy foods or discouraging the consumption of unhealthy products
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ClaroRM2010.pdf (1.32 Mbytes)
Data de Publicação
2010-09-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.