• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2015.tde-27112015-141711
Documento
Autor
Nome completo
Mariane de Mello Fontanelli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Fisberg, Regina Mara (Presidente)
Corrente, Jose Eduardo
Martini, Ligia Araujo
Título em português
Validade do diabetes mellitus autorreferido, prevalência de síndrome metabólica e sua relação com índice glicêmico e carga glicêmica em adultos e idosos do município de São Paulo
Palavras-chave em português
Carga Glicêmica
Diabetes Mellitus
Estudos de Validação
Estudos Transversais
Índice Glicêmico
Prevalência
Síndrome Metabólica.
Resumo em português
Introdução: O consumo de alimentos com elevado índice glicêmico e carga glicêmica tem sido associado ao aumento no risco de desenvolvimento de síndrome metabólica, importante precursor da doença cardiovascular e do diabetes mellitus tipo 2. Entretanto, esses achados ainda são inconsistentes e a utilização do índice glicêmico e da carga glicêmica para prevenção ou tratamento da síndrome metabólica e dos fatores de risco que a compõe ainda é controversa. Objetivos: Validar o diabetes mellitus autorreferido e verificar a associação do índice glicêmico e da carga glicêmica com a síndrome metabólica e seus componentes. Métodos: Foram utilizados dados provenientes do Inquérito de Saúde de São Paulo (ISA-Capital 2008) referentes a adultos e idosos de ambos os sexos residentes nessa cidade. Trata-se de estudo transversal, de base populacional, com amostra probabilística de indivíduos residentes em domicílios permanentes localizados na área urbana do município. As informações utilizadas são provenientes de um questionário estruturado, dois recordatórios alimentares de 24 horas, exames bioquímicos, valores aferidos de pressão arterial e medidas antropométricas (peso, estatura e circunferência da cintura). Foram estimadas as prevalências de diabetes mellitus e síndrome metabólica para o município de São Paulo. A validação diabetes mellitus autorreferido foi realizada mediante cálculo da sensibilidade, especificidade e valores preditivos positivo e negativo. O consumo alimentar habitual foi obtido por meio da incorporação dos dados alimentares no software Multiple Source Method. A associação entre índice glicêmico e carga glicêmica da dieta e síndrome metabólica e seus componentes foi verificada por meio de modelos de regressão logística estimados segundo faixa etária. Todas as análises levaram em consideração o desenho amostral do estudo. Resultados: As prevalências de diabetes mellitus e síndrome metabólica no município de São Paulo foram estimadas em 8,0 por cento e 30,2 por cento , respectivamente. A sensibilidade do diabetes mellitus autorreferido foi 63,8 por cento (IC 95 por cento : 49,2-76,3), a especificidade 99,7 por cento (IC 95 por cento : 99,1-99,9), o valor preditivo positivo 95,5 por cento (IC 95 por cento : 84,4-98,8) e o valor preditivo negativo 96,9 por cento (IC 95 por cento : 94,9-98,2). O índice glicêmico associou-se com a lipoproteína de alta densidade (OR: 1,16; IC 95 por cento : 1,02-1,32) em adultos e com a síndrome metabólica (OR: 1,24; IC 95 por cento : 1,1-1,37), a glicemia de jejum (OR: 1,15; IC 95 por cento : 1,01-1,31) e a pressão arterial (OR: 1,26; IC 95 por cento : 1,05-1,51) em idosos. Conclusão: O dado de diabetes mellitus autorreferido é válido, especialmente entre idosos residentes no município de São Paulo. Os resultados evidenciam a necessidade do rastreamento do diabetes mellitus em indivíduos assintomáticos que apresentem um ou mais fatores de risco para essa condição, principalmente na população adulta. No presente estudo, o IG da dieta associou-se à SM, glicemia de jejum e pressão arterial elevadas em idosos e apenas ao HDL-c baixo em adultos. As diferentes respostas entre os adultos e idosos podem sugerir que o índice glicêmico tem ação distinta entre os grupos etários. Ressalta-se que a qualidade do carboidrato parece ser mais importante do que a junção da qualidade-quantidade do carboidrato consumido para os parâmetros metabólicos avaliados na população da cidade São Paulo.
Título em inglês
Validation of self-reported diabetes mellitus, prevalence of metabolic syndrome and its relationship with glycemic index and glycemic load among adults and elderly in São Paulo
Palavras-chave em inglês
Cross-Sectional Studies
Diabetes Mellitus
Glycemic Index
Glycemic Load
Metabolic Syndrome.
Prevalence
Validation Studies
Resumo em inglês
Introduction: High glycemic index and glycemic load intake has been associated with an increased risk for developing metabolic syndrome, an important precursor of cardiovascular disease and type 2 diabetes mellitus. However, these findings are inconsistent and the use of glycemic index and glycemic load for prevention or treatment of metabolic syndrome and the risk factors components is still controversial. Objectives: To validate self-reported diabetes mellitus and evaluate the association between glycemic index, glycemic load and metabolic syndrome and its components. Methods: Data were used from the Health Survey of São Paulo (ISA-Capital 2008) related to adults and elderly of both sexes living in this city. It is cross-sectional population-based study of individuals living in permanent homes located in the urban area of the municipality. Information used came from a structured questionnaire, two 24-hour dietary recalls, biochemical analysis, blood pressure and anthropometric measurements (weight, height and waist circumference). Prevalences of diabetes mellitus and metabolic syndrome were estimated for the city of São Paulo. The validation of self-reported diabetes mellitus was made by calculating the sensitivity, specificity, positive and negative predictive values. Usual food intake was achieved by the incorporation of food data in Multiple Source Method software. The association between glycemic index and glycemic load of the diet and metabolic syndrome and its components was verified by logistic regression models according to age group. All analysis took into account the sampling design of the study. Results: Diabetes mellitus and metabolic syndrome prevalences in São Paulo city were 8.0 per cent and 30.2 per cent , respectively. The sensitivity of self-reported diabetes mellitus was 63.8 per cent (95 per cent CI: 49.2 to 76.3), specificity was 99.7 per cent (95 per cent CI: 99.1 to 99.9), the positive predictive value was 95.5 per cent (95 per cent CI: 84.4 to 98.8) and the negative predictive value was 96.9 per cent (95 per cent CI: 94.9 to 98.2). Glycemic index was associated with high density lipoprotein cholesterol (OR: 1.16; 95 per cent CI: 1.02 to 1.32) in adults and with metabolic syndrome (OR: 1.24; 95 per cent CI: 1.1 to 1, 37), fasting blood glucose (OR: 1.15; 95 per cent CI: 1.01 to 1.31) and blood pressure (OR: 1.26; 95 per cent CI: 1.05 to 1.51) in elderly. Conclusion: Self- report diabetes mellitus data is valid, especially among elderly people living in São Paulo. The results show the need for diabetes mellitus screening in asymptomatic individuals who have one or more risk factors for this condition, especially in adults. Glycemic index was associated with metabolic syndrome and elevated fasting blood glucose and blood pressure in elderly and only with low high density lipoprotein cholesterol in adults. The different responses among adults and elderly may suggest that glycemic index has distinct action between age groups. Carbohydrate quality seems to be more important than the joint quality-quantity of the ingested carbohydrate for metabolic parameters evaluated in the population of São Paulo city.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-12-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.