• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Alexandra Pava Cardenas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Mancuso, Ana Maria Cervato (Presidente)
Bógus, Claudia Maria
Bousquat, Aylene Emilia Moraes
Correa, Fernando Peñaranda
Sacardo, Daniele Pompei
Título em português
Escopos da Educação Alimentar e Nutricional à luz do contexto latino-americano: o usuário
Palavras-chave em português
América Latina
Análise Qualitativa
Atenção Primária à Saúde
Brasil
Colômbia
Educação Alimentar e Nutricional
Pessoas
Saúde da População Urbana
Resumo em português
Introdução: na delimitação do escopo educativo, quando as posturas para promover uma alimentação saudável possuem uma formulação predominantemente centrada na perspectiva do que é ensinado e não de quem aprende, são as expectativas do agente-usuário que funcionam como o artefato desvelador dos sentidos da relação educativa. Objetivo: compreender a configuração das expectativas de participação dos usuários de ações em Educação Alimentar e Nutricional, no contexto da América Latina. Métodos: desenvolveu-se um desenho multimétodos de natureza qualitativa, dentro do paradigma crítico. O raciocínio adotou os subsídios teóricos de habitus e campo de Pierre Bourdieu. O acesso às expectativas foi realizado em três etapas: I) reflexão sobre as relações posicionais do outro; II) elaboração de metassíntese qualitativa interpretativa sobre as experiências de participação e III)realização de trabalho empírico em duas metrópoles latino-americanas para acompreensão da configuração das expectativas dos usuários. Resultados: ao inter-relacionar os achados de cada uma das fases, pode-se apontar a regularidade da posição do agente-usuário na posição de paciente, interposta pelas leis do campo da saúde que atravessam o subcampo disciplinar da nutrição. Isto pode ser evidenciado na interface com a dimensão política, materializado nos guias alimentares, que mesmo pretendendo conferir a posição de um cidadão consumidor-cliente universal e homogêneo, se depara com o conflito de transposição à relação hegemônica de paciente. Ao avançar na interface com a dimensão intelectual, representado pelas pesquisas qualitativas da América Latina, encontra-se a confluência de experiências e cenários diversos, mas que se integram pela adversidade e inclui as relações de: gênero, autoridade, pobreza, religião, e com a mídia. Não obstante, aparecem experiências de apoio e de nova construção, baseadas nas relações com as instituições e com os agentes-profissionais que reforçam o compromisso assumido em conquistar uma melhor alimentação. Na interface com o campo da saúde, no nível da Atenção Primária da Saúde, a configuração de expectativas de participação é difusa com relação à dieta, às explicações e à distração, conjugadas por tipo de participação: capturadas, cativadas e céticas. Além disso, estiveram moduladas na sua magnitude por: integração dos sistemas de saúde, instalação de processos educativos, identificação simbólica de locais de encontro, demarcação de competências profissionais e precarização do trabalho do profissional. Dessa forma, mesmo com os usuários tentando assumir uma posição potencial de consumidor-cliente, o campo da saúde insiste sistematicamente na relação posicional de paciente, o que se manifesta nas concepções simbólicas institucionais, além dos sistemas de registro, de informação e de avaliação, assim como na representação política da área, nos espaços de tomada de decisões. Conclusão: as expectativas de participação do agente-usuário e suas propriedades encontram limitação nos seus escopos, pela interferência que exerce o campo da saúde quando professa o desejo de fornecer uma posição de consumidor-cliente, cidadão de direitos, mas que o concebe como um paciente, ideologicamente e sistematicamente. Nesse sentido, isso afeta as suas possibilidades de experiência educativa, o que se mantém apenas na exigência de alcançar a menos uma relação de envolvimento
Título em inglês
Scopes of Food and Nutrition Education in light of the Latin American context: the user
Palavras-chave em inglês
Brazil
Colombia
Food and Nutrition Education
Latin America
Persons
Primary Health Care
Qualitative Analysis
Urban Health
Resumo em inglês
Introduction: in the delimitation of the educational scope, when the postures to promote healthy eating have a predominantly centered formulation in the perspective of what is taught and not of those who learn, it is the expectations of the user agent that functions as the unveiling artifact of the senses of the education relation. Objective: to understand the configuration of the expectations of participation of users of actions in Food and Nutrition Education in the context of Latin America. Methods: a multimethod design of qualitative nature was developed, within the critical paradigm. The reasoning adopted the theoretical subsidies of habitus and field of Pierre Bourdieu. The access to the expectations was realized in three stages: I) reflection on the positional relations of the other; II) elaboration of qualitative interpretive meta-synthesis on the experiences of participation, and III) carrying out empirical work in two Latin American metropolises to understand the configuration of user expectations. Results: when interrelating the findings in each of the phases, one can point out the regularity of the position of the agent in the position of patient, interposed by the laws of the health field that cross the disciplinary subfield of nutrition. This can be evidenced in the interface with the political dimension, materialized in the alimentary guides, that even intending to confer the position of a universal and homogenous consumer-customer citizen, is faced with the conflict of transposition to the hegemonic relation of patient. As we move towards the interface with the intellectual dimension represented by Latin American qualitative research, we find the confluence of diverse experiences and scenarios, which are integrated by adversity and include the relations of gender, authority, poverty, religion, and the media. Nonetheless, there are experiences of support and new construction based on relationships with institutions and professional agents that reinforce the commitment to better food. In the interface with the health field, at the level of Primary Health Care, the configuration of expectations of participation is diffuse in relation to diet, explanations and distraction, conjugated by type of participation: captured, captivated and skeptics. In addition, they have been modulated in their magnitude by: integration of health systems, installation of educational processes, symbolic identification of meeting places, demarcation of professional skills and precariousness of the work of the professional. Thus, even with users trying to assume a potential consumer-customer position, the health field systematically insists on the positional relation of patient, which is manifested in the institutional symbolic conceptions, in addition to registration, information and evaluation systems, as well as in the political representation of the area, in the decision-making spaces. Conclusion: the expectations of participation of the agent-user and their properties are limited in their areas, by the interference that the health field exerts when it professes the desire to provide a position of consumer-customer, citizen of rights, but who conceives it as a patient, ideologically and systematically. In this sense, this affects their possibilities of educational experience, which keeps it barely in the requirement to reach at least a relation of participation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2020-01-23
Data de Publicação
2018-01-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.