• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2012.tde-13062012-105624
Documento
Autor
Nome completo
Luciane Arias Saldanha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Bastos, Deborah Helena Markowicz (Presidente)
Areas, Jose Alfredo Gomes
Evangelista, Fabiana de Sant'Anna
Medeiros, Alessandra
Vivolo, Sandra Roberta Gouvea Ferreira
Título em português
Efeitos da ingestão de cafeína, café (Coffea arabica) e chá mate (Ilex paraguariensis) sobre a atividade lipolítica do tecido adiposo e parâmetros metabólicos em ratos submetidos ao exercício físico
Palavras-chave em português
Café
Cafeína
Chá-Mate
Exercício Físico
Lipólise
Resumo em português
Introdução. O estoque excessivo de lipídeos no organismo está associado à diversas doenças crônicas não transmissíveis. O exercício físico aumenta a utilização dos lipídeos. A mobilização dos ácidos graxos (AG) é a primeira etapa para que eles sejam utilizados como fonte energética pelo músculo esquelético. Para otimizar esse processo, têm sido estudadas substâncias que poderiam aumentar a lipólise, como a cafeína. O café e o chá-mate contêm cafeína em sua composição. Objetivo. Comparar os efeitos da ingestão de cafeína, café e chá-mate sobre o desempenho físico, parâmetros metabólicos e lipólise em resposta ao exercício físico agudo em esteira rolante, em ratos Wistar. Métodos. O estudo foi divido em etapas 1 (exercício até a exaustão, n=15) e 2 (exercício com duração de 60 minutos, n=45). A amostra foi composta por cinco grupos: controle (C), controle exercício (CE), cafeína exercício (CFNE), café exercício (CAFE) e chá-mate exercício (CME). Na etapa 1, foram comparados o desempenho, as diferenças na massa corporal e na glicemia (pós versus pré-exercício) e a atividade lipolítica. Na etapa 2, foram comparadas as diferenças na massa corporal e na glicemia (pós versus pré-exercício), a atividade lipolítica, o lactato sanguíneo e o glicogênio muscular. Os dados foram apresentados segundo a estatística descritiva (média ± erro padrão). Os dados foram analisados através de modelos gerais lineares e os deltas através da técnica de contrastes ortogonais. Para verificar associação entre as variáveis de interesse foi utilizada a correlação linear de Pearson. Resultados. Na etapa 1 não foram observadas diferenças entre os grupos com relação ao desempenho. A massa corporal pós-exercício, quando comparada à pré-exercício, diminuiu nos grupos CE (188 por cento ), CFNE (273 por cento ), CAFE (319 por cento ) e CME (204 por cento ), quando comparados ao C. Não houve diferença para a variação de glicemia entre os grupos. Observou-se aumento de 92 por cento da lipólise no grupo CAFE, quando comparado ao grupo C. Na etapa 2, houve diminuição da massa corporal (pós versus pré-exercício) nos grupos CE e CFNE (263 por cento ), CAFE (230 por cento ) e CME (183 por cento ), quando comparados ao C. A glicemia aumentou nos grupos CFNE (variação pós versus pré-exercício de 343 por cento e 220 por cento , quando comparada aos grupos C e CE, respectivamente) e CME (179 por cento , quando comparada ao C). A lipólise estava aumentada nos grupos CFNE e CAFE, quando comparados aos grupos C (150 por cento e 233 por cento , respectivamente) e CE (51 por cento e 101 por cento , respectivamente). Não foram observadas diferenças significantes entre os grupos para a concentração sanguínea de lactato e para o conteúdo de glicogênio muscular. Não houve correlação entre as variáveis, em ambas as etapas. Conclusão. Após o exercício até a exaustão, o grupo que ingeriu café apresentou aumento da atividade lipolítica. Após 60 minutos de exercício, o grupo que ingeriu cafeína, assim como o que ingeriu chá-mate, apresentou aumento da glicemia. A cafeína e o café promoveram aumento da lipólise
Título em inglês
Effects of the ingestion of caffeine, coffee (Coffea arabica) and roasted maté tea (Ilex paraguariensis) on the adipose tissue lipolytic activity and metabolic parameters on rats submitted to physical exercise
Palavras-chave em inglês
Caffeine
Coffee
Lipolysis
Maté Tea
Physical Exercise
Resumo em inglês
Introduction. The excess of body fat is associated with the development of chronic non-communicable diseases. Physical exercise enhance lipolysis. The mobilization of fatty acids (FA) is the first stage for the use of lipids as a source of energy by skeletal muscle. In order to increase the use of FA, substances have been used. Objective. This work compared the effects of caffeine, coffee and maté tea on the performance, metabolic parameters and lipolysis in response to acute physical exercise on a treadmill, in Wistar rats. Methods. The study was developed in stage 1 (exercise until exhaustion, n=15) and stage 2 (exercise lasting for 60 minutes, n=45). The design consisted of groups: control (C), control exercise (CE), caffeine exercise (CFNE), coffee exercise (CAFE) and maté tea exercise (CME). For stage 1, the performance, the differences in the total body mass and glucose (post- versus pre-exercise), and lipolytic activity were compared. For the stage 2, comparisons were made among the differences in the total body mass and glucose (post- versus pre-exercise), lipolytic activity, blood lactate level and muscular glycogen content. The data were presented as average ± standard error. The data were analyzed by means of general linear models and the deltas by the orthogonal contrasts technique. Pearsons linear correlation was used to check the association between the variables of interest. Results. In stage 1, no differences were observed between the groups in terms of performance. The post-exercise total body mass, when compared to the pre-exercise, decreased for the CE (188 per cent ), CFNE (273 per cent ), CAFE (319 per cent ) e CME (204 per cent ) groups, when compared to C. There was no difference for glucose (post- versus pre-exercise) between groups. An increase of 92 per cent in lipolysis was observed in the CAFE group, when compared to C. In stage 2, there was a decrease in the post-exercise total body mass, when compared with pre-exercise, in the CE and CFNE (263 per cent ), CAFE (230 per cent ) and CME (183 per cent ) groups. An increase in post-exercise glucose, in comparison with the pre-exercise, was observed in groups CFNE (343 per cent and 220 per cent , when compared to C and CE, respectively) and CME (179 per cent ), when compared to C. Lipolysis increased for the CFNE and CAFE groups when compared to groups C (150 per cent and 233 per cent , respectively) and CE (51 per cent and 101 per cent , respectively). No significant differences were observed between the groups for the blood lactate and the muscular glycogen levels. It wasn't observed correlation between the different variables, for stage 1 and 2. Conclusion. Following exercise until exhaustion, the group which ingested coffee presented an increase in the lipolytic activity. After exercise lasting 60 minutes, the group which ingested caffeine, as well as that which ingested maté tea, presented increased levels of glucose. The animals which ingested caffeine or coffee presented increased levels of lipolysis
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TESE.pdf (609.73 Kbytes)
TESE_publica.pdf (225.58 Kbytes)
Data de Publicação
2012-11-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.