• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2019.tde-10102018-081024
Documento
Autor
Nome completo
Êmily Bezerra Fernandes da Mota
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Maria Elisabeth Machado Pinto e (Presidente)
Masaoka, Tatiana Guinoza Matuda
Capriles, Vanessa Dias
Torres, Elizabeth Aparecida Ferraz da Silva
Título em português
Atuação de extratos naturais com efeito antimicrobiano sobre a conservação de pães do tipo integral
Palavras-chave em português
Aditivos Alimentares
Antimicrobianos
Óleos Essenciais
Pão
Própolis
Resumo em português
Introdução - Os óleos essenciais (OE) e a própolis apresentam propriedades antimicrobianas, o que gera interesse na área de produção de alimentos para substituir conservantes químicos, os quais podem causar danos ao organismo com a sua exposição frequente. O pão, alimento de elevado consumo no país, possui conservantes químicos dentre seus ingredientes quando é ultra processado, inclusive se for do tipo integral. A substituição destes aditivos por conservantes naturais torna-se, então, uma estratégia para promoção da saúde. Objetivo - Avaliar a ação conservante de extratos naturais em pães integrais. Métodos - Foi utilizado um mix de OE de tomilho, orégano e manjericão e um extrato alcoólico de própolis, os quais foram analisados quanto à atividade antioxidante e antibacteriana. Estes extratos foram adicionados à formulação de pães integrais e verificado macroscopicamente o surgimento de sinais de deterioração em dois períodos do ano. Os pães ainda foram analisados físico-quimicamente quanto às medidas de pH, atividade de água (aw), cor e textura instrumental. Realizou-se teste sensorial de aceitabilidade por escala hedônica para os atributos cor, textura, umidade e impressão global e por teste de intenção de compra, sendo também calculado o Índice de Aceitabilidade (IA) para o atributo "impressão global". Para a tabulação dos dados e estatística (histograma, ANOVA e teste Tukey), utilizou-se os programas Excel 2016, STATA 14.0 e FIZZ 2,5. A pesquisa foi aprovada pelo comitê de ética em pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da USP. Resultados - Os testes antioxidantes e antibacterianos revelaram menores valores de EC50 e CIM50 para a própolis. No período do ano com temperaturas mais baixas, os pães controle e com mix de OE apresentaram deteriorações visuais somente no sétimo dia de armazenamento, enquanto que neste dia não foram observadas deteriorações no pão com própolis. As medidas de pH e a aw dos pães se encontraram dentro do padrão para esses produtos. A cor dos pães apresentou intervalos de cor L* de 57,11 a 63,50, a* de 0,20 a 1,79 e b* de 22,83 a 25,50 e a força máxima de cisalhamento variação de 9,1 N a 50,2 N. Para a análise sensorial participaram 103 indivíduos, a maioria com idade entre 22 e 40 anos e com consumo frequente de pães. O teste por escala hedônica revelou médias de notas variando entre "gostei ligeiramente" e "gostei moderadamente". O IA revelou que o pão controle foi o mais aceito (86,0%), seguido do pão com mix de OE (81,6%) e do pão com própolis (75,3%). O teste por intenção de compra indicou a nota média "provavelmente compraria" para todas as amostras. Nos comentários do painel sensorial foi observado que os extratos foram detectados sensorialmente. Conclusões - O mix de OE e o extrato de própolis, nas concentrações aplicadas nos pães integrais, não alcançaram todos os padrões de equivalência dos conservantes químicos. O pão com própolis apresentou maior tempo de armazenamento aceitável, indicativo de maior potencial antioxidante e antimicrobiano do que o mix de OE. As três amostras de pães obtiveram boa aceitação sensorial e com potencial para aquisição.
Título em inglês
Performance of natural extracts with antimicrobial effect on the conservation of whole-grain breads
Palavras-chave em inglês
Antimicrobials
Bread
Essential Oils
Food Additives
Propolis
Resumo em inglês
Introduction - Essential oils (OE) and propolis have antimicrobial properties, which generate interest in the production of food to replace chemical preservatives, which can cause damage to the body with its frequent exposure. Bread, a food of high consumption in the country, has chemical preservatives among its ingredients when it is ultra processed, even if it is of the integral type. Replacing these additives with natural preservatives then becomes a strategy for health promotion. Purpose - Evaluate the preservative action of natural extracts in whole grains. Methods - A mix of OE of thyme, oregano and basil and an alcoholic extract of propolis were used, which were analyzed for antioxidant and antibacterial activity. These extracts were added to the formulation of whole loaves and macroscopically verified the appearance of signs of deterioration in two periods of the year. The loaves were physically and chemically analyzed for pH, water activity (aw), color and instrumental texture. A sensorial acceptance test was performed by hedonic scale for the attributes color, texture, humidity and overall impression and by intention of purchase test, and the Acceptability Index (IA) was also calculated for the attribute "overall impression". For the tabulation of data and statistics (histogram, ANOVA and Tukey test), the programs Excel 2016, STATA 14.0 and FIZZ 2,5 were used. The research was approved by the research ethics committee of the School of Public Health of USP. Results - Antioxidant and antibacterial tests revealed lower values of EC 50 and MIC 50 for propolis. In the period of the year with lower temperatures, the control loaves and with mix of OE presented visual deteriorations only in the seventh day of storage, whereas in this day no deteriorations in the bread with propolis were observed. The pH and aw measurements of the breads met the standard for these products. The color of the breads presented L * color intervals from 57.11 to 63.50, a * from 0.20 to 1.79 and b * from 22.83 to 25.50 and the maximum shear force variation of 9.1 N at 50.2 N. For the sensorial analysis, 103 individuals participated, most of them between the ages of 22 and 40 years and with frequent use of breads. The hedonic scale test revealed mean scores ranging from "slightly liked" to "moderately liked". The IA revealed that bread was the most accepted (86.0%), followed by bread with OE mix (81.6%) and bread with propolis (75.3%). The intent-to-buy test indicated the average grade "I would probably buy" for all samples. In the comments of the sensorial panel it was observed that the extracts were detected sensorially. Conclusions - The mix of OE and propolis extract, in the concentrations applied in whole loaves, did not reach all equivalence standards of chemical preservatives. Propolis bread had a longer acceptable storage time, indicative of a higher antioxidant and antimicrobial potential than the OE mix. The three loaf samples had good sensory acceptance and potential for acquisition.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-01-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.