• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2019.tde-08112018-131030
Documento
Autor
Nome completo
Kamila Tiemann Gabe
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Jaime, Patrícia Constante (Presidente)
Domene, Semíramis Martins Álvares
Levy, Renata Bertazzi
Pinho, Lucineia de
Título em português
Desenvolvimento e validação de uma escala autoaplicável para avaliação da alimentação segundo as recomendações do Guia Alimentar para a População Brasileira
Palavras-chave em português
Educação Alimentar e Nutricional
Guias Alimentares
Inquéritos Nutricionais
Resumo em português
Introdução: Em 2014, o Ministério da Saúde brasileiro publicou a segunda edição do Guia Alimentar para a População Brasileira, um documento pautado em um paradigma ampliado, que leva em conta além dos aspectos biológicos, os sociais, culturais e ambientais relacionados à alimentação. Este Guia tem como objetivo promover autonomia para a adoção de práticas alimentares saudáveis de indivíduos e comunidades. Por conta disso, contém linguagem compreensível à população em geral e traz recomendações simples, expressas por meio de termos como "na maioria das vezes", "prefira" ou "evite". Embora inovadora, esta abordagem diferenciada implica em um desafio para a avaliação da adesão da população às suas recomendações. Objetivos: Desenvolver e validar uma escala autoaplicável para avaliação da alimentação segundo as recomendações do Guia. Metodologia: Estudo metodológico. O Guia destaca a importância da escolha dos alimentos (capítulo 2), da combinação dos alimentos na forma de refeições (capítulo 3) e dos modos de comer (capítulo 4). As recomendações desses três capítulos representaram o domínio da escala e serviram como base para o desenvolvimento de itens do tipo Likert e 4 pontos. A validade de conteúdo foi testada por meio de um painel de especialistas (n = 10) e a aparente por meio de pré-teste com a população alvo (n = 20). Análises fatoriais exploratória (n = 352, coleta de dados realizada em um serviço de Atenção Básica) e confirmatória (n = 900, coleta de dados realizada por meio de um painel online) foram realizadas para determinação da validade de constructo. Foram utilizados coeficientes ômega para análise de consistência interna, e teste-reteste com plotagem de Bland-Altman para análise de reprodutibilidade. Resultados: Dos 96 itens iniciais, 24 foram excluídos e 55 foram reescritos após as validações aparente e de conteúdo. Na análise fatorial exploratória foram identificadas quatro dimensões, que foram nomeadas como: escolha dos alimentos; modos de comer; organização doméstica; e planejamento. Essa solução explicou 41% da variância dos dados e nela foram mantidos 34 itens. Na análise fatorial confirmatória, alguns ajustes levaram a um modelo com 24 itens, o qual obteve bons índices de adequação e boa confiabilidade (?-t = 0.83), apresentando propriedades psicométricas satisfatórias mesmo quando aplicada por meio de um painel online. No teste-reteste, a diferença média entre os dois momentos foi próxima de zero, indicando boa reprodutibilidade. Conclusões: A escala desenvolvida é válida e confiável e pode ser utilizada tanto em papel quanto por meios eletrônicos. Esse estudo é inovador no contexto da avaliação de Guias Alimentares e pode contribuir não só para a avaliação do impacto do guia brasileiro, mas também para inspirar outros países a também desenvolverem e validarem instrumentos específicos ao seu contexto local. Movimentos nesse sentido são importantes para futuras investigações sobre o real potencial dos Guias na promoção da alimentação adequada e saudável em contexto global.
Título em inglês
Development and validation of a self-administered scale to evaluate diet according to the recommendations of the Dietary Guidelines for the Brazilian Population
Palavras-chave em inglês
Dietary Guidelines
Food Policy
Healthy Diet
Surveys and Questionnaires
Resumo em inglês
Introduction: In 2014 Brazilian Ministry of Health published the second edition of the Dietary Guidelines for the Brazilian Population, which is based on an expanded paradigm of healthy diet, taking in account social, cultural and environmental dimensions beyond the biological aspects related to food and nutrition. This Guide aims promoting autonomy of healthy eating practices by individuals and communities. Because of this, its language is comprehensible to the general population and the recommendations are not presented in terms of the frequency or number of food portions but instead use terms such as "prefer", "avoid" and "always when possible". Although innovative, the approach to healthy eating proposed by the Guide presents a challenge for the evaluation of its impact on the Brazilian population. Objective: To develop and validate a selfadministered scale that measures how closely food behaviour is aligned with the recommendations of the 2014 Dietary Guidelines for the Brazilian Population. Methods: This is a methodological study. The Guide highlights the importance of choosing foods (chapter 2), combining foods to create meals (chapter 3) and modes of eating (chapter 4). These recommendations formed the main domains of the scale and served as a basis for the development a pool of items, each with a 4-point Likert response option. The content validity was tested through a panel of experts (n = 10) and face validity was tested through pre-test whit target population (n = 20). Exploratory (n = 352, data collected by interviewers in a primary health care service) and confirmatory (n = 900, data collected through an online panel) factor analyses were performed to determine the construct validity. The internal consistency reliability was determined using omega coefficients, and the reproducibility reliability was tested using test-retest whit Bland-Altman plot. Results: Of the 96 initial items, 24 were excluded and 55 were re-worded following the content and face validations. The exploratory factorial analysis detected a four-domain structure ("food choices", "modes of eating", "planning" and "domestic organization"). A 34-item model explained 41% of the variance. The confirmatory factorial analysis led to a final 24-item model with acceptable goodness-of-fit indices and good reliability measures (?-t = 0.83), showing satisfactory psychometrical proprieties even when applied through an online panel. The mean difference between the two time points was almost zero, suggesting good reproducibility. Conclusions: The developed scale is valid, reliable and could be administered either on paper or electronically. This study is innovative in the context of the impact evaluation of dietary guidelines and contributes not only to assessment of the impact of the Brazilian Dietary Guidelines but can also inspire other countries to develop and validate instruments specific to their local context. Movements in this regard are important for future research on the actual potential of the dietary guidelines to promote healthy diets patterns in a global context.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-01-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.