• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2006.tde-19072006-223528
Documento
Autor
Nome completo
Heloisa Prado Rodrigues da Silva Telles
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Reis, Alberto Olavo Advincula (Presidente)
Alvarenga, Augusta Thereza de
Rosa, Miriam Debieux
Título em português
Infância e saúde mental: teoria, clínica e recomendações para políticas públicas
Palavras-chave em português
criança
Organização Mundial da Saúde
políticas de saúde
psicanálise
psiquiatra
saúde mental
Resumo em português
Trata-se de uma pesquisa teórica que verifica as relações existentes entre saúde mental e saúde pública a partir da identificação dos principais problemas referentes à infância em recomendações divulgadas pela Organização Mundial da Saúde nos seguintes momentos históricos: início da década de 1950, meados da década de 1970 e primeiros anos do século XXI. Apresenta a diversidade presente na construção do campo da saúde mental, as principais perspectivas teóricas e o lugar da clínica psiquiátrica e psicanalítica nesse processo. Ações dirigidas à infância pelo movimento da Higiene Mental, nas primeiras décadas do século XX, também são analisadas. Verifica-se que a prevenção se instaura como principal modelo de assistência. A saúde materno-infantil, a escola e a família são os principais componentes das medidas preventivas propostas. Nestas recomendações, evidencia-se uma relação de quase equivalência entre psiquiatria e saúde mental. A diversidade deste campo é substituída por um discurso relativamente hegemônico, no qual a noção de adaptação ocupa lugar central. Nas recomendações da OMS, deste início de século, observa-se a influência das neurociências, da psiquiatria biológica e das terapias cognitivo-comportamentais.
Título em inglês
Childhood and mental health: theory, clinics and commendations for public policies
Palavras-chave em inglês
child
health policies
mental health
psychiatry
psychoanalysis
World Health Organization
Resumo em inglês
This is a theoretical research aiming at detecting the main problems concerning children on the intersection of mental and public health, and based upon the World Health Organization’s commendations at the following historical moments: the 1950s and 1970s, as well as the early 21st century. The foundations of such commendations were checked, keeping in mind the diversity of orientations in the field of mental health. The theoretical frame presents the origins of psychiatric and psychoanalytical clinics with children, and their fundamentals. Actions aiming at children by the Mental Hygiene Movement in the early 20th century were also analyzed. It can be observed that prevention imposes itself as the main assistance pattern. The health of both mothers and children, schools and families are the main components of the proposed prevention measures. In these commendations it can also be noticed an almost equivalent relationship between psychiatrist and mental health. Diversity in this field is substituted for a relatively hegemonic speech, in which the notion of adaptation plays a crucial role. In the World Health Organization’s commendations in this early century, it can be detected the influence of neurosciences, biological psychiatry, and behaviorist-cognitive therapies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2006-08-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.