• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2005.tde-15042005-112703
Documento
Autor
Nome completo
Ana Luiza Vilela Borges
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Schor, Neia (Presidente)
Heilborn, Maria Luiza de Amorim
Latorre, Maria do Rosario Dias de Oliveira
Morell, Maria Graciela Gonzalez Perez de
Soares, Cassia Baldini
Título em português
"Adolescência e vida sexual: análise do início da vida sexual de adolescentes residentes na zona leste do município de São Paulo"
Palavras-chave em português
anticoncepção
saúde do adolescente
saúde reprodutiva
saúde sexual
Resumo em português
Homens e mulheres têm iniciado sua vida sexual, em grande parte, na adolescência e de formas um tanto diferenciadas. As práticas sexuais, nessa fase, têm sido descritas como dinâmicas e em constantes transformações, sendo que seus perfis podem acarretar impacto importante na vida reprodutiva dos adolescentes. Com o intuito de analisar o início da vida sexual de adolescentes, foram realizadas entrevistas domiciliárias com 383 homens e mulheres, não unidos, de 15 a 19 anos de idade, matriculados em uma unidade básica de saúde da família da zona leste do município de São Paulo, correspondendo a uma amostra representativa dos indivíduos deste grupo etário. A análise de regressão logística múltipla identificou como variáveis associadas ao início da vida sexual de adolescentes do sexo masculino a idade, a situação de estudo, a idade materna no primeiro filho, a concordância materna de que adolescentes tenham vida sexual, o fato de que o pai gostaria que seu filho iniciasse a vida sexual independentemente do casamento, o namoro anterior e o namoro atual. Por sua vez, as variáveis associadas ao início da vida sexual entre adolescentes do sexo feminino foram a idade, o tipo de domicílio, o namoro anterior, o namoro atual e a presença de irmão(ã) que tenha vivenciado uma gestação previamente à união. Entre os 164 adolescentes com experiência sexual, foi observada uma convergência na idade em que homens e mulheres tiveram a primeira relação sexual (mediana de 15 anos). No entanto, mesmo que a primeira relação sexual tenha ocorrido em idades similares e igualmente sem planejamento prévio, aspectos importantes do comportamento sexual diferiram entre os adolescentes e deveriam ser lembrados na assistência e promoção de sua saúde reprodutiva e sexual. Assim, as mulheres relataram ter iniciado a vida sexual, principalmente, porque estavam apaixonadas pelo parceiro, que foi, com maior freqüência, seu namorado. Por outro lado, os homens iniciaram sua vida sexual em relacionamentos ocasionais e justificaram como motivação a atração física. A prática contraceptiva foi deixada de lado por 41,5% dos homens e 31,7% das mulheres. Desta forma, os resultados indicaram que os diferenciais de gênero estiveram presentes em todo o processo de iniciação sexual e, ainda, os fatores individuais, tais como o namoro e a idade, e os fatores familiares, tais como os valores e atitudes dos pais e mães acerca da sexualidade, foram marcantes na iniciação sexual dos adolescentes.
Título em inglês
Adolescence and sexual life: analysis of the sexual initiation among adolescents from the east area of the city of São Paulo
Palavras-chave em inglês
adolescent health
contraception
reproductive health
sexual health
Resumo em inglês
Women and men initiate their sexual life in different ways mainly during adolescence. Sexual practices in youth have been described as dynamic and in constant transformation, though its profile should be considered as having an impact in reproductive health. This study aimed to analyse associated factors to the onset of sexual life and to describe the first sexual relationship. Therefore, 383 fifteen to nineteen year-old single males and females enrolled in a family health unit from the east area of the city of São Paulo were interviewed at home. From multiple logistic regression analysis, data showed that associated variables to the onset of sexual life in males were age, schooling insertion, maternal age at first delivery, maternal acceptance that adolescents engage in sexual practices, paternal opinion that son should have the first intercourse independently from a marriage, previous and current dating. On the other hand, associated variables among females were age, house affording, previous and current dating and the presence of a single sibling who had already faced a pregnancy. Among the 164 adolescents who had sexual experience, a convergence in the age males and females initiated their sexual life (median at 15) was observed. Even though the first intercourse occurred at the same age and without planning, important aspects of the sexual behaviour differed between males and females and ought to be taken into consideration in their reproductive and sexual health promotion. Girls said they had the first intercourse because they were in love and it thus occurred majority with a boyfriend. Boys had their first intercourse mainly in occasional relationships and because of physical attraction. Contraceptive practice was observed in 58,5% of the boys and 68,3% of the girls. The results indicated that gender differences were present at the whole sexual initiation process and that individual factors, such as dating and age, and familial factors, such as parents attitudes towards sexuality, were determinants for the sexual initiation of these adolescents.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Ana_Borges_tese.pdf (706.81 Kbytes)
Data de Publicação
2005-05-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.