• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2008.tde-24092008-161304
Documento
Autor
Nome completo
Cibele Cristina Moreira Sancha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Martins, Cleide Lavieri (Presidente)
Dimitrov, Pedro
Marsiglia, Regina Maria Giffoni
Título em português
A trajetória dos egressos do Programa de Aprimoramento Profissional: quem são e onde estão os enfermeiros, fisioterapeutas e psicólogos dos anos de 1997 a 2002
Palavras-chave em português
Mercado de trabalho
Recursos humanos em saúde
Saúde pública
Treinamento em serviço
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi o de analisar a inserção no mercado de trabalho dos egressos do Programa de Aprimoramento Profissional PAP, gerenciado pela Fundação do Desenvolvimento Administrativo - Fundap, das áreas de enfermagem, fisioterapia e psicologia, provenientes dos anos de 1997 e 2002. Trata-se de uma pesquisa de caráter descritivo, cujo caminho metodológico se delineou por meio da caracterização do perfil sócio-demográfico dos egressos, sua situação acadêmica e profissional além de conhecer a influência do PAP em sua atividade profissional. De um universo de 541 egressos obteve-se o retorno de 153 respondentes (28,28%), sendo: 24 enfermeiros, 51 fisioterapeutas e 78 psicólogos. Constatou-se que na maioria eram mulheres, solteiras, com idade de 31 a 40 anos e residentes na cidade de São Paulo. O perfil acadêmico revelou que mais da metade proveio de escolas privadas e que 70,59% (108) continuaram seus estudos. Profissionalmente, 91,50% (140) estavam empregados, 49,67% (76) trabalhando em instituições de natureza pública, assalariados e na maioria membros de equipe. Os psicólogos foram os que mais possuíam vínculos empregatícios informais, seguidos pelos fisioterapeutas. Apenas dois enfermeiros possuíam vínculos desse tipo. No que tange ao PAP, a maioria dos respondentes (92,15% (141)), considerou a formação recebida importante e muito importante para a realização das atividades realizadas e 96,73% (148) o recomendariam para um colega de profissão. Evidenciou-se que os resultados apontaram para um número expressivo de 37,25% (57) de respondentes que se encontra em instituições de natureza privada. As alegações para a não permanência no setor público pautaram-se na falta de concursos, poucas vagas e baixos salários. Desse modo, supõe-se que mesmo com a importância atribuída ao PAP e com a continuação dos estudos após a conclusão do Programa, o setor público vem perdendo espaço para o setor privado, no que tange à absorção e retenção de profissionais que ele mesmo financiou para aprimorar.
Título em inglês
The trajectory of the graduates of the Professional Improvement Program: who and where are the nurses, physiotherapists and psychologists of the years 1997 and 2002
Palavras-chave em inglês
Human resources in health
Labour market
Public health
Training in service
Resumo em inglês
The objective of this study was to examine the insertion into the labour market of ex scholarships of the Health Professional Practice Program - PAP, managed by the Administrative Development Foundation - Fundap, from the areas of nursing, physiotherapy and psychology, from the years 1997 and 2002. It is a description research, which is outlined methodological way through the characterization of socio-demographic profile of ex-scholarships, their academic and professional situation than to know the influence of the PAP in their professional activity. In a universe of 541 ex-scholarships returned to the return of 153 respondents (28.28%): 24 nurses, 51 physiotherapists and 78 psychologists. It appeared that the majority were women, singles, aged 31 to 40 years and residents in the city of Sao Paulo. The academic profile showed that more than half came from private schools and that 70.59% (108) continued their studies. Professionally, 91.50% (140) were employed, 49.67% (76) working in public institutions, employees and the majority of team members. The psychologists were those who had work link more informal, followed by physiotherapists. Only two nurses had such links. With respect to PAP, the majority of respondents (92.15% (141)), considered the training received important and very important to carry out the activities and 96.73% (148) to recommend to a colleague of profession. There was that the results pointed to a number of 37.25% (57) of respondents is in private institutions of nature. The argument for not stay in the public sector refered to the lack of contests, few vacancies and low wages. Thus, it seems that even with the importance attached to the PAP and the continuation of studies after completion of the programme, the public sector is losing space for the private sector, with regard to the absorption and retention of professionals that it even financed to improve.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CCMSANCHA2008.pdf (2.48 Mbytes)
Data de Publicação
2008-10-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.