• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2003.tde-22092003-154353
Documento
Autor
Nome completo
Leticia Lima Trindade
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Lefevre, Fernando (Presidente)
Bicudo Pereira, Isabel Maria Teixeira
Morrone, Luiz Carlos
Título em português
"Representações sociais sobre programas de saúde dos trabalhadores em gráficas no município de São Paulo"
Palavras-chave em português
gráfica ocupacional
indústrias
pequena empresa
representação social
risco
saúde ocupacional
Resumo em português
Objetivos. Buscou-se analisar as ações de saúde dos trabalhadores desenvolvidas em gráficas com base nas representações sociais de proprietários e trabalhadores, assim como identificar a adequação dos Programas de Controle Médico e Saúde Ocupacional (PCMSOs) às realidades e necessidades das pequenas empresas do setor gráfico. Método. Em um estudo multicasos exploratório-descritivo, utilizou-se abordagem qualitativa através de entrevistas. Foram avaliadas 20 empresas de maio a setembro de 2002 onde exerciam atividades um total de 11 a 46 trabalhadores por empresa. Foram entrevistados 1 proprietário e 2 trabalhadores de cada gráfica selecionada. Realizou-se análise documental através dos PCMSOs, da correlação com o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e da análise observacional. As entrevistas foram decompostas pela metodologia do discurso do sujeito coletivo. Resultados. No discurso dos atores sociais existe a idéia da empresa ser uma extensão da família. Destacam a obrigatoriedade da realização dos exames, prevenção de doenças e acidentes e a redução de ausentismo como benefícios advindos do PCMSO. No discurso de alguns proprietários observa-se ausência de comprometimento com as ações de saúde sobressaindo as idéias centrais da inexistência de risco ocupacional, do programa não trazer benefícios e de ser inadequado a realidade. Usa-se gasolina ou querosene para limpeza de rolaria do maquinário e chão em 63% das gráficas. Conclusões. As ações de saúde dos trabalhadores efetivadas nas gráficas do município de São Paulo não contemplam em sua maioria as expectativas dos trabalhadores e proprietários destas pequenas empresas.
Título em inglês
Social representations of occupational health programs for printing industry workers in the city of São Paulo.
Palavras-chave em inglês
occupational health
printing
small business
small company
social representation.
Resumo em inglês
Objectives. We aimed at analyzing health procedures followed by workers in small printing industries according to social representations of owners and workers, as well as identifying how programs of occupational health and medical control (PCMSOs) are suitable to the realities and needs of the small printing industry companies. Methods. Exploratory, descriptive, multiple-site study. A qualitative inquiry was used on interviews. Twenty industries were examined between May and September/2002, where the number of workers were between 11 to 46. One owner and two workers of each printing industry were interviewed. Documental analyses were made by using PCMSOs, correlation with environmental risks prevention program (PPRA) and observational analysis. The interviews were studied by using the collective subjected discourse. Results. According to the social actors discourse, there is the idea that the company is like a family extension. They emphasize the compulsory need of medical exams, prevention of diseases and accidents, and also the reduction of workers on leave as a benefit from PCMSOs. In the speeches of some owners there is evidence of their lack of engagement with health procedures and emphasis on the idea that there are no occupational hazards, as well as the view of PCMSO being unsuitable to their reality. The use of gasoline and kerosene as cleaning products for machines and floor was noticed in 63% of the printing industries. Conclusions. The workers health procedures in small printing companies that have been done at São Paulo City do not correspond, in general, to the expectations of both the workers and their employers.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
anexo.pdf (132.15 Kbytes)
Anexos.pdf (489.51 Kbytes)
Desenvolvimento.pdf (302.96 Kbytes)
Tabelas.pdf (98.90 Kbytes)
Data de Publicação
2004-03-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.