• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2018.tde-17012018-175618
Documento
Autor
Nome completo
Stela Maria Ouvinhas Rossetini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1994
Orientador
Banca examinadora
Siqueira, Arnaldo Augusto Franco de (Presidente)
Demartini, Zeila de Brito Fabri
Gatti, Bernardete Angelina
Souza, Jose Maria Pacheco de
Westphal, Marcia Faria
Título em português
Modelo de crenças de saúde (MCS) na prevenção do câncer cérvico-uterino: estudo em mulheres que frequentam serviços de saúde em São Jose dos Campos-SP, 1989
Palavras-chave em português
Câncer Cérvico-Uterino
Crenças em Saúde
Prevenção de Doenças
Resumo em português
Foi desenvolvido um questionário para utilização, na prática, do Modelo de Crenças de Saúde (MCS) usando informações tanto populares como médicas sobre a prevenção do câncer cérvico-uterino. As crençaas foram identificadas pelos quatro componentes principais do MCS (percepção da suscetibilidade e da gravidade da doença e de beneficios e de barreiras à ação preventiva), e foram calculadas medidas individuais para cada componente do MCS, a conduta preventiva anterior e os conhecimentos do exame de Papanicolaou e de câncer cérvico-uterino. O instrumento foi elaborado em cinco etapas e a análise estatística incluiu a descrição de cada questio, associações entre conduta e cada componente do MCS e entre conduta e conhecimento da doença e do exame de Papanicolaou. O estudo foi realizado com entrevistas de 300 mulheres numa cidade do interior do Brasil. Os resultados indicaram que os componentes do MCS estavam ligados fracamente à conduta preventiva, mas o componente suscetibilidade evidenciou menor variação e maior relação com a conduta. Apesar do MCS não se apresentar como um forte preditor de conduta, foi confirmado seu uso para explicar a conduta. Os resultados estatísticos são apresentados de forma descritiva. Algumas crenças e conflitos entre crenças puderam ser facilmente identificados e discutidos. Foram propostas sugestões para programas de educação relativos à prevenção do câncer cérvico-uterino e para uso do MCS na avaliação de mudanças de conduta preventiva da população nos programas educacionais.
Título em inglês
Health beliefs model (MCS) in the prevention of cervical-uterine cancer: study in women attending health services in São José dos Campos-SP, 1989
Palavras-chave em inglês
Cervical-Uterine Cancer
Disease Prevention
Health Beliefs
Resumo em inglês
A questionnaire was developed wich allows the translation of the Health Belief Hodel to practice, using both, popular and medical informations in cervical cancer prevention. Belief identification have been limited to the four major dimensions of the HBH (perceptions of susceptibility, seriousness, barriers and benefits), and individual measures were calculated for each HBH dimensions, the retrospective preventive behavior and knowledge of cervical smear and cervical cancer. Instrument refinement occurred in five stages and the descriptive statistical anal~sis included each question description, and relationship between each HBM dimension and preventive behavior, and between kncwledge and behavior. The study was performed by interviews with 300 women in a inside, country city in Brazil. The results are indicating that the HBM components were weakly related with the preventive behavior, but susceptibility showed lower variation and were more closer to behavior. In spite that the HBM was not a strcnger predictor of preventive behavior, its capacity to explain behaviors was confirmed. Descriptive statistics was used to present results. Some beliefs and belief conflicts were easily identified and discussed. Sugestions were offered for programing health education in cervical cancer prevention and for use the HBM descriptive data to evaluate education impact in preventive behavior changes in a population.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-01-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.