• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2015.tde-28042015-132823
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Eduardo Matos dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Nardocci, Adelaide Cassia (Presidente)
Olympio, Kelly Polido Kaneshiro
Roubicek, Deborah Arnsdorff
Título em português
Priorização de fármacos em água destinada ao consumo humano baseada em avaliação da toxicidade e do comportamento ambiental por  meio de modelos computacionais (in silico) para fins de gestão ambiental
Palavras-chave em português
Comportamento Ambiental
Contaminação Ambiental
Fármacos
Índice de Prioridade
Modelos in Silico
PBT
Toxicidade
Resumo em português
Introdução: É cada vez mais preocupante a escassez de água e a qualidade dos recursos hídricos. Nas últimas décadas diversos estudos têm apontado a presença de fármacos em água destinada ao consumo humano, caracterizando a existência de rotas de exposição que podem representar riscos para a saúde humana e meio ambiente. Devido a escassez de dados sobre o comportamento ambiental e toxicidade na exposição crônica a baixas doses a fármacos, sua ocorrência em água é uma preocupação para comunidade científica, reguladores e população. Diversos estudos recentes têm sugerido critérios para a definição de fármacos prioritários, ou seja, abordagens com componentes ou fatores que atribuem grau de relevância aos contaminantes. Devido aos altos custos e necessidade de testes adicionais, uma das alternativas propostas para avaliação do comportamento ambiental e toxicidade têm sido os modelos in silico. Objetivos: Estudar o comportamento ambiental e o potencial de toxicidade de ingredientes farmacêuticos ativos(IFAs) para fins de identificação de contaminantes prioritários por meio da aplicação de ferramentas computacionais e modelos in silico. Métodos: Foram selecionados fármacos considerados relevantes para o Brasil conforme critérios de inclusão específicos. Para os fármacos selecionados, foram realizadas buscas de dados experimentais em bases de dados de agências internacionais e predições de propriedades físico-químicas, transporte e mobilidade no ambiente, persistência, bioacumulação e toxicidade, através de modelos in silico e ferramentas desenvolvidas pela USEPA e OECD: EPISuite (v 4.1, EPA, 2011), PBT Profiler (EPA, v.2.0, 2012) TEST© - Toxicity Estimation Software Tool (v.4.1, EPA, 2012) e QSAR Toolbox (v.3.2, OECD de 2013). Foi utilizado o método de priorização do software ToxPi GUI (Carolina Center for Computational Toxicology/Universidade da Carolina do Norte), para obtenção de um Índice de Prioridade Toxicológica (Toxicological Priority Index-ToxPi) e definição dos agentes prioritários com base nos resultados das predições e dados da literatura Resultados: Foram obtidos dados e predições de propriedades físico-químicas, transporte e mobilidade no ambiente, persistência, bioacumulação e toxicidade para os 39 IFAs selecionados. Com base nestes dados, foi obtido um perfil de priorização baseado no ToxPi. Conclusão: Fármacos de diferentes classes podem apresentar características físico-químicas e de comportamento ambiental que lhes conferem alto potencial de exposição ambiental, e apesar do uso seguro nas condições posológicas, há diversos ingredientes ativos com potencial de toxicidade e que podem representar alta preocupação em exposições crônicas As ferramentas computacionais podem ser uma importante ferramenta para avaliação do comportamento ambiental e da toxicidade e identificação preliminar de agentes prioritários.
Título em inglês
Prioritization of pharmaceuticals in water intended for human consumption based on toxicity and environmental fate assessment by in silico models for environmental management purposes
Palavras-chave em inglês
Environmental Contamination
Environmental Fate
In Silico Models
PBT
Pharmaceuticals
Priority Index
Toxicity
Resumo em inglês
Introduction: It is a subject of more concern the shortage of water and quality of water sources. For the past decades a variety of studies have pointed the presence of pharmaceuticals in water intended for human consumption, characterizing routes of human and environmental exposure over potential health risks. Due to lack of environmental fate and toxicity data on chronic exposure to low doses of pharmaceuticals, their occurrence in water worries the scientific community, regulators and population. Many recent studies have suggested criteria for the definition of prioritary pharmaceuticals, i.e. approaches of components and factors that attach the relevance of contaminants. Also due to high costs and the necessity for additional tests, one of the alternatives suggested for the assessment of environmental fate and toxicity are in silico models. Objective: To study the environmental fate and the potential of toxicity in active pharmaceutical ingredients (API) in order to identify the prioritary contaminants through the application of computational tools and in silico models. Methods: Pharmaceuticals considered relevant to Brazil were selected according to specific inclusion criteria. For selected pharmaceuticals, experimental data searches were made in databases of international agencies and predictions of physicochemical, transport and mobility properties in the environment, persistence, bioaccumulation and toxicity, through in silico models and tools developed by the USEPA and OECD: EPISuiteTM (v 4.1, EPA, 2011), PBT Profiler (EPA, v.2.0, 2012) TEST© Toxicity Estimation Software Tool (v.4.1, EPA, 2012) and QSAR Toolbox (v.3.2, OECD, 2013). The priorization method of software ToxPi GUI (Carolina Center for Computational Toxicology/University of North Carolina) was used in order to obtain a Toxicological Priority index - ToxPi and a definition of prioritary agents based on results of the predictions and data from literature. Results: Data and predictions of physicochemical, transport and mobility properties in the environment, persistence, bioaccumulation and toxicity were obtained to the 39 selected APIs. It was obtained a profile of priorization based on ToxPi with these data. Conclusion: Different classes of pharmaceuticals may have physicochemical and environmental fate properties that give them high potential of environmental exposure, and in spite of the safe use in posological conditions, there are several active ingredients with toxicity potential that may represent high concern in chronic exposures. The computational tools may be an important tool for environmental fate and toxicity assessments in order to identify preliminary prioritary agents.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-07-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.