• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2003.tde-20032004-083408
Documento
Autor
Nome completo
Daniela Sanches Tavares
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Paraguay, Ana Isabel Bruzzi Bezerra (Presidente)
Oliveira, Denize Cristina de
Sato, Leny
Título em português
"O sofrimento no trabalho entre servidores públicos: uma análise psicossocial do contexto de trabalho em um Tribunal Judiciário Federal"
Palavras-chave em português
Saúde do Trabalhador Sofrimento no trabalho Representações Sociais Psi
Resumo em português
Objetivo. Descrever e analisar a representação social do sofrimento no trabalho entre um grupo de servidores de um Tribunal Judiciário Federal. Metodologia. Com base em estudo exploratório, construiu-se o roteiro de entrevista semi-estruturada, abordando os seguintes principais tópicos: a) caracterização profissional; b) descrição do trabalho; c) sofrimento no trabalho -como o define, explica e sente; d) expectativas profissionais. Foram entrevistadas 37 pessoas, dentre as quais dirigentes e servidores de 15 setores. Resultados. A representação social do sofrimento no trabalho foi organizada em 3 agrupamentos de sentido: 1) Elementos constitutivos: injustiça no ambiente de trabalho, volume cumulativo de trabalho, não reconhecimento pelo trabalho, falta de autonomia, estagnação profissional (angústia da 'estaca-zero'), opressão por parte de superiores; 2) Elementos moderadores: critérios explícitos de concessão de gratificações, relações sociais positivas no ambiente de trabalho, aprendizado no trabalho, gerenciamento adequado do volume de trabalho por parte de dirigentes, estratégias de enfrentamento (distanciamento afetivo das causas dos processos, descomprometimento com o trabalho, busca de outras oportunidades dentro da instituição por meio de contatos pessoais, estudar para ingressar em carreiras jurídicas como a magistratura, investir afetiva e intelectualmente em dimensões da vida extra-trabalho); 3) Expressões do sofrimento: medo, sentimento de auto-desvalorização, desesperança e desalento, contaminação do pensamento e do sono por conteúdos do trabalho, adoecimentos somato-psicológicos. Considerações finais. Os resultados deste estudo evidenciam que as categorias do sofrimento no trabalho mantêm relação com a frustração das necessidades humanas e das expectativas profissionais dos servidores. Foi enfatizada a importância do conhecimento prático para as ações de promoção de saúde no trabalho.
Título em inglês
Suffering at work among public workers: a psychosocial analysis of the labor context in a Federal Judicial Court.
Palavras-chave em inglês
Workers’ Health Suffering at Work Social Representations Social Psycho
Resumo em inglês
Objective. To describe and analyze the social representation of suffering at work among a group of employees at a Federal Judicial court. Methodology. Based on an exploratory survey, a semi-structured interview script was drafted so as to broach the following key issues: a) professional description; b) job description; c) suffering at work - how does the worker define it, explain it and feel it; d) professional expectations. A total of 37 people were interviewed, including managers and workers from 15 sectors. Results. The social representation of suffering at work was organized into 3 meaning clusters: 1) Defining features: unfairness in the workplace, cumulative workload, lack of recognition for work performed, lack of autonomy, professional stagnation ('square one' anguish), overbearing bosses; 2) Mitigating features: explicit criteria for awarding gratifications, positive social relations in the workplace, learning on the job, adequate workload management by bosses, coping strategies (affective distancing from the causes of the processes, lack of commitment to the work, pursuit of other opportunities within the institution through personal contacts, studying so as to embark on legal careers such becoming a judge, affective and intellectual engagement in outside-work dimensions of life); 3) Expressions of suffering: fear, low feeling of self-worth, despair and hopelessness, contamination of thoughts and sleep by work contents, psychosomatic ailments. Final comments. The results of this study show that the categories of suffering at work are related to frustration of human needs and workers’ professional expectations. Emphasis is given to the importance of practical knowledge for carrying out health-promotion actions in the workplace.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Disserta__oCompleta.pdf (408.68 Kbytes)
Data de Publicação
2004-03-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.