• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2008.tde-16102008-101146
Documento
Autor
Nome completo
Berenice Edna Bullentini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Souza, Jose Maria Pacheco de (Presidente)
Jorge, Mônica Inêz Elias
Rondo, Patricia Helen de Carvalho
Título em português
Obesidade centralizada e stress psicossocial em mulheres de um município da grande São Paulo
Palavras-chave em português
Circunferência da cintura (CC)
Obesidade centralizada
Razão cintura-quadril (RCQ)
Stress psicossocial
Resumo em português
Objetivo. Ao mesmo tempo em que a obesidade aumenta no mundo todo e se torna cada vez mais um problema de Saúde Pública, o stress aumenta no cotidiano das pessoas e na busca pela sobrevivência. Verificar a possível associação entre prevalências de obesidade centralizada e indicadores de stress é o objetivo desse trabalho. Métodos. Utilizam-se dados de um estudo transversal, com informações de 298 mulheres de 20 a 59 anos, moradoras de um município da Grande São Paulo, as quais responderam questionários especialmente elaborados para avaliar o stress psicológico. O diagnóstico de obesidade centralizada foi feito através da medida da circunferência da cintura (CC) e da razão cinturaquadril (RCQ). O stress psicológico foi medido em escores atribuídos às respostas dos questionários e classificado em 3 categorias: isento, resistência e exaustão. A análise estatística foi realizada mediante dois modelos de regressão linear generalizada múltipla entre a variável resposta obesidade centralizada em duas categorias (sim, não) e o stress psicológico em três fases (isento, resistência e exaustão), controlando-se as variáveis demográficas: idade e escolaridade. Resultados. As prevalências de obesidade centralizada foram semelhantes nos dois modelos, respectivamente 40,6 % e 42% para CC e RCQ. As prevalências de stress psicológico foram 61,7% e 8,4% para as fases resistência e exaustão. As associações entre a categoria sim foram positivas e significantes, respectivamente para CC e RCQ (RP 1,51, P 0,028 e RP 1,52, P 0,022) com o stress na fase de exaustão, com o aumento da idade (RP 1,02, P 0,001 e RP 1,01, P 0,002) e com baixa escolaridade (RP 0,67, P 0,030 e RP 0,59, P 0,005). O teste de tendência foi positivo (P 0,029) para a categoria sim do RCQ e aumento das categorias de stress. Conclusões. A fase de exaustão do stress mostrou associação positiva e significante com a obesidade centralizada nos dois modelos estudados, CC e RCQ. O teste significante de tendência com a RCQ sugere efeito gradativo das fases do stress sobre a obesidade centralizada. São necessários, no entanto, outros estudos que comprovem a associação da obesidade centralizada com o stress subdividido em categorias.
Título em inglês
Abdominal obesity and psychosocial stress on women from one cty of the great São Paulo
Palavras-chave em inglês
Abdominal obesity
Psychosocial stress
Waist circumference (WC)
Waist-hip reason (WHR)
Resumo em inglês
Objective. When observing modern life nowadays we find out that, at the same time that obesity increases all around the world and becomes a real concern to public health authorities, we also see stress proliferating in peoples everyday life, specially in the fight for survival. The purpose of this work is to verify the association between prevalence of abdominal obesity and stress indicators. Methods. This work uses given data of a transversal study, containing information of 298 women aged between 20 and 59, inhabitants of the Great São Paulo, who had been submitted to questionnaires especially formulated to evaluate psychological stress. The diagnosis of abdominal obesity was made using two models: measuring Waist Circumference (WC) and Waist - Hip ratio (WHR). Psychological stress was measured in scores attributed to answers of the questionnaires and classified in 3 categories: Exempt, Resistance and Exhaustion. The statistics analysis were carried through two models of multiple generalized linear regression between the variable which is the answer- abdominal obesity focused in two categories (Yes, No) and psychological stress focused in three categories (Exempt, Resistance, Exhaustion) maintaining under control the demographic variables such as age and scholarship. Results. The results referring to the prevalence of abdominal obesity were similar in the two models showing respectively 40.6% and 42% for WC and WHR. The results on the prevalence of psychological stress were 61.7% and 8.4% respectively for the phase of Resistance and the phase of Exhaustion. The associations in the Yes category were classified as being positive and significant, for WC and WHR respectively, Prevalence Ratio PR 1,51, significancy P 0,028 and PR 1,52, P 0,022 for the stress in the phase of Exhaustion, when considered also an increase in age (PR 1,02, P 0,001 and PR 1,01, P 0,002) and a decrease in the level of education (PR 0,67, P 0,030 and PR 0,59, P 0,005) The trend analysis was positive (P 0,029) for the increase of the WHR and the categories of stress. Conclusions. The phase of Exhaustion of Stress showed positive and significant association with the Abdominal Obesity in the two models, WC and WHR. The positive results in the trend tests with the WHR suggest that abdominal obesity may be gradually affected by the phases of stress. Nevertheless, there is the need of further investigation to confirm the association between abdominal obesity and the various categories of stress.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
BereniceBullentini.pdf (653.65 Kbytes)
Data de Publicação
2008-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.