• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Cassia Maria Lobanco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Bastos, Deborah Helena Markowicz (Presidente)
Philippi, Sonia Tucunduva
Sanches, Cristiane Bonaldi Cano
Título em português
Rotulagem nutricional de alimentos salgados e doces consumidos por crianças e adolescentes
Palavras-chave em português
Adolescentes
Crianças
Legislação
Produtos industrializados
Rotulagem Nutricional
Resumo em português
Introdução: O consumidor tem o direito a informações sobre a composição nutricional dos alimentos industrializados, possibilitando escolhas saudáveis. Para isto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária torna obrigatória a rotulagem nutricional dos alimentos comercializados. Objetivo: Avaliar a conformidade dos dados nutricionais presentes em rótulos de alguns alimentos embalados, comumente consumidos pelo público infantil, com o seu valor experimental, obtido através de análises por métodos oficiais e, desta forma, inferir a qualidade da informação disponível ao consumidor. Métodos: Foi feita a comparação dos dados declarados em rótulos de alimentos com os obtidos no laboratório. Foram selecionados alguns alimentos embalados consumidos pelo publico infantil, como salgadinhos de milho e de trigo de sabores e formas variadas, alguns tipos de batata frita, amendoim, biscoitos recheados, wafers, chocolates recheados ao leite e bombons de chocolate ao leite recheados. Foram avaliados os teores de proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, fibra alimentar e sódio, utilizando os métodos descritos nas "Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz". O valor de carboidratos foi calculado pela diferença entre 100 e a soma da umidade, cinzas, protídios, gorduras totais e fibra alimentar, conforme a Resolução no 360/2003 da ANVISA. O valor calórico foi calculado utilizando-se os fatores de Atwater. Os dados foram tratados estatisticamente pela distribuição de freqüência percentual e foi calculado um Intervalo de Condenação a partir destes resultados. Resultados: O Intervalo de Condenação para o teor de proteína declarado na rotulagem nutricional variou de 0 a 50% sendo o maior índice para batata frita. Para o teor de carboidratos variou de 0 a 40%, sendo maiores para o amendoim e o salgadinho de milho. Quanto às gorduras saturadas, observou-se um Intervalo de Condenação entre 12 a 41%, sendo maior para a batata frita, amendoim e salgadinho de milho. Para o teor de fibra alimentar, variou de 8 a 69%. O Intervalo de Condenação para o teor de gorduras totais variou de 0 a 85% sendo que o maior índice observado foi para o salgadinho de milho. Quanto ao teor de sódio variou entre 4 e 72%. Para os produtos doces o Intervalo de Condenação do teor de gorduras totais variou entre 0 e 75%, sendo maior para o bombom recheado. O teor de gorduras saturadas a variação foi entre 0 e 52% sendo maior para o biscoito recheado, enquanto que, para o teor de fibra alimentar, foi entre 0 e 36% sendo a maior taxa para o biscoito recheado. O Intervalo de Condenação do teor de proteína variou entre 10 e 40%, sendo maior para o bombom recheado. Conclusão: Dentre os produtos analisados a batata frita, o salgadinho de milho e o amendoim tiveram a maior contribuição de condenações para parâmetros de teor de proteínas, carboidratos, fibra alimentar e ácidos graxos saturados, destacando-se como índices mais altos os teores de ácidos graxos saturados e de fibra alimentar. Quanto aos produtos doces o bombom recheado, o biscoito recheado e o wafer foram os que apresentaram maior Intervalo de Condenação para gordura total, gordura saturada e fibra alimentar. Os resultados permitem inferir que as informações na rotulagem nutricional nos produtos destinados ao público infantil e adolescentes não estão adequadas
Título em inglês
Nutritional labeling of sweet and salted foods consumed by children and adolescents
Palavras-chave em inglês
Adolescents
Children
Industrialized products
Legislation
Nutritional Labeling
Resumo em inglês
The consumers have the right to informations about both the characteristics and the nutritional composition of the foods they buy, allowing them for healthy choices. Therefore, the Sanitary Inspection National Agency (ANVISA) makes nutritional labeling of the commercialized foods obligatory. Must be informed, among the nutritional informations, the following nutrients rates: carbohydrates, proteins, total fats, saturated fats, trans fats, sodium, alimentary fibers, and caloric value. Objective: The purpose of this work was to evaluate the conformity of nutritional data present in the labels of some packed foods, normally consumed by children, its experimental value being obtained by means of analyses by official methods, leading to an evaluation of the quality of the information available to the consumer. Methods: The data declared in foods labels were compared with those obtained in the laboratory. Some packed foods consumed by children were choose, like corn and wheat products of different flavors and forms, some types of potato chips, peanuts, filled biscuits, wafer biscuts, and filled milk chocolate, both in bars and in bonbons. The rates of proteins, total fats, saturated fats, alimentary fibers and sodium were evaluated utilizing the methods described in the "Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz". The value for carbohydrates was calculated by the difference between 100 and total amount of humidity, ash, proteins, total fats and alimentary fibers, according to the Resolution 360 of ANVISA. The caloric value was calculated utilizing the Atwater factors. The data were treated statistically by the distribution of percent frequency. Results: The non-compliance of the protein rates declared on the nutritional labeling oscillated between 0 to 50%, with the highest index in the potato chips, that of carbohydrates varied between 0 and 40%, with the highest indexes found in peanuts and wheat snacks, that of saturated fat, 12 to 41%, the highest indexes being found in potato chips, peanuts and corn snacks, whilst fiber presented non-compliance going from 8 to 69%, whereby all products did not comply, total fats, 0 to 85%, the highest index found in the corn snacks. About the sodium, the disapproval interval oscillated between 12 and 72%. With regard to the sweet products, the condemnation interval for total fats oscillated from 0 to 75%, the highest percent rate being found in the chocolate bonbons. Saturated fats presented a disapproval interval between 0 to 52%, the widest one found in the filled biscuits. As for fibers, the disapproval interval went from 0 to 36%, the highest percent rate being found in the chocolate bonbons. The protein disapproval interval oscillated from 10 to 40%, the highest being in the filled milk chocolate bars and in the bonbons. Conclusion: Among the analyzed products, potato chips, corn snacks, and peanuts presented the highest disapproval rates by the parameters of proteins, carbohydrates, fiber, and saturated fat, where the rates of saturated fat acids and fiber stood out. Among the sweet products, chocolate bonbons, filled biscuits and wafer biscuits were the most condemned according to the parameters of total fats, saturated fats and fiber, leading to a preoccupation about the daily ingestion of these products by children and adolescents
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CassiaLobanco.pdf (834.04 Kbytes)
Data de Publicação
2008-05-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.