• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2005.tde-22042007-220301
Documento
Autor
Nome completo
Fabiana Ramos Martin de Freitas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Waldman, Eliseu Alves (Presidente)
Camacho, Luiz Antonio Bastos
Oselka, Gabriel Wolf
Título em português
Vigilância de eventos adversos pós-vacina DPT e preditores de gravidade: Estado de São Paulo, 1984-2001
Palavras-chave em português
Eventos adversos
Vacina DPT
Vacinas
Vigilância
Resumo em português
Objetivo: Descrever os eventos adversos pós-vacina DPT (EAPV-DPT) notificados no Estado de São Paulo entre 1984 a 2001; identificar preditores de gravidade desses eventos; avaliar o Sistema de Vigilância de Eventos Adversos Pós-Vacina DPT (SVEAPV-DPT).Métodos: Estudo descritivo e exploratório de preditores de gravidade. A definição de caso adotada é do SVEAPV, sendo este também a fonte dos dados. A avaliação do SVEAPV-DPT foi efetuada segundo metodologia proposta pelo Center for Disease Control and Prevention. Para identificação dos preditores usou-se a regressão logística não-condicional.Resultados: Foram identificados 6266 casos, dos quais 53% eram graves, 29,5% foram hospitalizados; os eventos mais freqüentes foram: febre<39,5ºC, episódio hipotônico-hiporresponsivo, reação local e convulsão. Em cerca de 75% dos casos o evento ocorreu nas primeiras seis horas após a vacinação. Mostraram-se independentemente associadas à gravidade: o intervalo de tempo inferior a uma hora entre a aplicação da vacina e o evento (OR=2,1), primeira dose aplicada (OR=5,8), antecedentes neurológicos pessoais (OR=2,2) e familiares (OR=5,3). O sistema passivo de EAPV é simples, flexível, de baixa sensibilidade, porém útil, descrevendo diferentes tipos de EAPV, identificando lotes mais reatogênicos e oferecendo subsídios para a elaboração de normas técnicas.Conclusões: Apesar das limitações, os sistemas passivos de VEAPV constituem o principal instrumento para estudar a segurança de vacinas no período pós-licença, sendo porém recomendável a incorporação de novas metodologias, entre elas a de municípios e unidades sentinelas. Além disso, é recomendável a inclusão na pauta de discussão das revisões periódicas do calendário de imunizações, a introdução da vacina DPT acelular.
Título em inglês
DPT post vaccine adverse events surveillance and seriousness predictors: State of São Paulo , 1984-2001
Palavras-chave em inglês
Adverse events
DPT vaccine
Vaccines
Vigilance
Resumo em inglês
Objective: Describe the DPT post vaccine adverse events (DPT- PVAE) notified in the state of São Paulo between 1984 and 2001; identify seriousness predictors of these events; evaluate the DPT Post Vaccine Adverse Events Vigilance System (DPT- PVAEVS).Methods: Descriptive and exploratory study of seriousness predictors. The case definition adopted was that of the PVAEVS, being it the data source as well. The evaluation of the DPT- PVAEVS was conducted according to the methodology proposed by the Centers for Disease Control and Prevention. To identify the predictors, non-conditional logistical regression was used.Results: 6266 cases were identified, of which 53% were serious, 29,5% were hospitalized; the most frequent events were: fever <39,5ºC, hypotonic-hyporresponsive episode, local reaction and convulsion. In around 75% of the cases, the event occurred during the first six hours after vaccination. They were show to be independently associated to the gravity: the time interval inferior to one hour between the application of the vaccine and the event (OR=2,1), first dose administered (OR=5,8), personal (OR=2,2) and family (OR=5,3) neurological history. The PVAE passive system is simple, flexible, of low sensitivity, yet useful describing different types of PVAE, identifying reatogenic lots and offering subsidies to the elaboration of technical norms.Conclusions: Despite the limitations, the PVAE passive systems constitute the main instrument to study the safety of vaccines during the post license period. Nevertheless, the incorporation of new technologies is advisable, among which are municipalities and sentinel units. Besides this, it is advisable to include the introduction of the acellular DPT vaccine as a discussion point of the periodic reviews of the immunization calendar.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-05-18
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • FREITAS, F. R. M., et al. Eventos adversos pós-vacina contra a difteria, coqueluche e tétano e fatores associados à sua gravidade [doi:10.1590/S0034-89102007000600019]. Revista de Saúde Pública (USP. Impresso) [online], 2007, vol. 41, p. 1032-1041.
  • FREITAS, Fabiana Ramos Martins de, et al. Eventos adversos pós-vacina contra a difteria, coqueluche e tétano e fatores associados à sua gravidade [doi:10.1590/S0034-89102007000600019]. Revista de Saúde Pública [online], 2007, vol. 41, n. 6, p. 1032-1041.
  • WALDMAN, E. A., et al. Vigilância de eventos adversos pós-vacinação e segurança de programas de imunização [doi:10.1590/S0034-89102011000100020]. Revista de Saúde Pública (USP. Impresso) [online], 2011, vol. 45, p. 173-184.
  • FREITAS, F. R. M., et al. Vigilância de Eventos Adversos Pós-Vacina Contra a Difteria, Coqueluche e Tétano no Estado de São Paulo. Características e Fatores Associados à sua Gravidade. In XVIII Congresso Mundial de Epidemiologia e VII Congresso Brasileiro de Epidemiologia, Porto Alegre - RGS, 2008. Revista Brasileira de Epidemiologia.São Paulo : ABRASCO, 2008. Resumo.
  • WALDMAN, E. A., e FREITAS, F. R. M. A vigilância epidemiológica e sua interface com as práticas da vigilância sanitária. In Ediná Alves Costa. Vigilância Sanitária Desvendando o Enigma. Organizador. Salvador - Bahia : Editora da Universidade Federal da Bahia, 2008{Volume}, p. 135-148.http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-22042007-220301/
  • WALDMAN, E. A., SATO, H. K., e FREITAS, F. R. M. Epidemiologia Aplicada à Vacinação. In Farhat CK, et al. Imunizações: Fundamentos e Prática. Organizador.5. São Paulo : Atheneu, 2008{Volume}. cap. 1, p. 53-67.http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6132/tde-22042007-220301/
  • Menção Honrosa-Prêmio de Incentivo ao Desenvolvimento e à Aplicação da Epidemiologia no SUS - 2006, conferida a Dissertação "Vigilância de Eventos Adversos Pós-Vacina DPT e Preditores de Gravidade" - Orientador da Dissertação agraciada pela Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde
  • Menção Honrosa-Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS, conferida a Dissertação "Vigilância de Eventos Adversos Pós-Vacina DPT e Preditores de Gravidade. Est de São Paulo, 1984 2002"" - Orientador da Dissertação premiada pela Secretaria de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.