• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2014.tde-14012015-090317
Documento
Autor
Nome completo
Aretha de Fatima do Amaral Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Silva, Zilda Pereira da (Presidente)
Melo, Celia Regina Maganha e
Prado, Marlí de Fátima
Título em português
Avaliação da qualidade da codificação atribuída aos diagnósticos nas internações em um hospital de pequeno porte no Vale do Paraíba
Palavras-chave em português
Codificação
Diagnóstico
Informação em Morbidade
Qualidade da Informação
Resumo em português
Introdução: A qualidade da informação é um assunto muito complexo, cheio de meandros pelo fato de lidar com um número extremamente grande de variáveis, por essa razão é preciso investir em sistemas de informações gerenciais, implementar o processo de mudança organizacional e capacitar as pessoas para adaptação às novas realidades. Há grande necessidade de veracidade e exatidão nos registros de saúde para embasamento de estudos epidemiológicos, desenvolvimento de políticas de saúde e estratégias de prevenção e promoção da saúde. Dados incorretos trazem prejuizos do planejamento à execução da atenção. Método: Estudo longitudinal, qualitativo, retrospectivo para a análise da qualidade das codificações atribuidas aos 1194 diagósticos em prontuários de clínica médica, cirúrgica e UTI de um hospital de pequeno porte no Vale do Paraíba. Resultados: Foram consultados 1.194 prontuários, foram identificados: 465 diagnósticos sem a codificação atribuida (38,94 por cento ). Após a correção do banco de dados, realizada por um codificador treinado, 511 das 729 (70,10 por cento ) codificações estavam adequadas, 68 (9,33 por cento ) diagnósticos continham uma codificação completamente diferente da correta, 82 (11,24 por cento ) codificações estavam apenas com a sub categoria incorreta e 68 (9,33 por cento ) continham apenas o capítulo adequado. Conclusão: A qualidade de informação no que diz respeito à codificação diagnóstica tem um índice de concordância de 70,10 por cento e de discordância de 29,90 por cento . Falhas no fluxo administrativo, o despreparo das equipes operacionais para lançar as informações adequadamente no sistema integrado do Hospital e a ausência de um profissional codificador treinado para tal atividade são pontos fracos encontrados e que podem ter contribuido para uma taxa de não preenchimento dos códigos elevada e que modificou alguns grupos de patologias ditos como principais e também a ordem de representatividade destes nos rankings epidemiológicos.
Título em inglês
Coding quality assessment attributed to diagnoses of hospitalizations occurred in a small hospital in the Vale do Paraíba
Palavras-chave em inglês
Coding
Diagnosis
Information on Morbidity
Quality of Information
Resumo em inglês
Introduction: The quality of information is a very complex subject, full of intricacies because dealing with an extremely large number of variables, therefore we must invest in management information systems, implement organizational change process and enable people to adaptat to new realities. There is great need for truthfulness and accuracy in health records for basis of epidemiological studies, health policy development and strategies for prevention and health promotion. Incorrect data bring losses from planning to implementation of the attention. Method: Longitudinal study, qualitative, retrospective to examine the quality of coding assigned to 1.194 diagnoses to general medical records, surgical and ICU of a small hospital in the Vale do Paraíba. Results: 1.194 records were consulted, were identified: 465 diagnoses without the assigned encoding (38.94 per cent ). After the database correction, performed by a trained coder, 511 of 729 (70.10 per cent ) encodings were appropriate, 68 (9.33 per cent ) diagnoses contained a completely different coding from the correct, 82 (11.24 per cent ) encodings were only with the subcategory incorrect and 68 (9.33 per cent ) contained only the appropriate chapter. Conclusions: quality information with respect to the diagnostic code has a concordance rate of 70.10 per cent and 29.90 per cent of mismatch. Flaws in the administrative flow, the unpreparedness of the operational teams to launch the information properly in the integrated system of the Hospital and the absence of a professional coder trained for such activity are found weaknesses that may have contributed to a high non-completion rate of Codes that modified some of the main groups of diseases and also the representation of the order of epidemiological rankings.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-01-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.