• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2018.tde-10072018-122912
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Placoná Diniz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Natal, Delsio (Presidente)
Arduino, Marylene de Brito
Barbosa, Gerson Laurindo
Chiaravalloti Neto, Francisco
Serpa, Ligia Leandro Nunes
Título em português
Vigilância entomológica de vetores de arbovírus na cidade de São Paulo: análise espaço temporal de criadouros, de acordo com fatores sazonais e socioeconômicos, no período de 2012 a 2016
Palavras-chave em português
Arboviroses
Criadouros
Dengue
Fatores Sazonais
Fatores Socioeconômicos
Potenciais Criadouros
Programa de Controle de Vetores
Vetores
Vigilância Entomológica
Resumo em português
Introdução: Conhecer e monitorar fatores associados a transmissão de arboviroses são um grande desafio para os gestores de saúde pública e também uma necessidade para regiões onde há registro da circulação de arbovírus e a presença de vetores. Objetivos: Identificar os principais grupos de recipientes que podem se tornar ou são criadouros de mosquitos vetores no Município de São Paulo e verificar se os mesmos sofrem influências de fatores sazonais e socioeconômicos em sua distribuição. Método: Foram levantados dados das inspeções realizadas nas atividades de vigilância e controle de Aedes aegypti no período de 2012-2016, por Supervisão Técnica de Saúde e para o município. Em seguida foram construídos grupos de recipientes para avaliar predominância nas diferentes condições de encontro (existente, com água, com larva). Os indicadores gerados foram utilizados para testar diferenças significativas das frequências entre as estações do ano e analisar correspondência entre incidência de casos dengue e predominância de grupos de criadouros. Posteriormente, foi realizada análise de agrupamento por fatores socioeconômicos para identificar diferenças na distribuição dos grupos de recipientes. Para as análises de variância foi utilizado o teste não paramétrico de Kruskal-Wallis. Resultados: O grupo de recipientes móveis foi o potencial criadouro mais frequente em todos os anos, seguido dos grupos planta e pneus. Móvel e planta foram os criadouros mais frequentes para o município. O grupo móveis, apesar de numeroso, não foi o mais colonizado. Por outro lado, os depósitos para armazenamento de água tiveram baixa frequência, porém alta proporção de colonização. A sazonalidade influenciou na distribuição de recipientes com água e com larva, sendo que as maiores frequências ocorreram no verão e outono. A proporção de imóveis tendo recipientes com água aumentou de acordo com o tempo, principalmente em 2015. O grupo que teve maior incremento do índice nesse período foi o de depósito não ligado à rede. Foram gerados cinco grupos de STS por condições socioeconômicas, nos quais houve diferenças no padrão de distribuição de potenciais criadouros e criadouros. Regiões com melhor condição socioeconômica apresentaram menor frequência dos indicadores, mas não necessariamente menor risco de transmissão de dengue no período avaliado. Conclusões: Os principais grupos de criadouros mais frequentes no Município de São Paulo dentro do período analisado foram os de menor tamanho, principalmente os do tipo móvel. Reservatórios de maior tamanho e destinados ao armazenamento de água demonstraram importância na proporção de colonização e tiveram sua frequência aumentada no período da crise hídrica do abastecimento. Fatores sazonais e condições socioeconômicas influenciaram a distribuição de criadouros em São Paulo. Para melhor direcionamento das ações de prevenção e controle de vetores, analises sistemáticas e continuas por regiões devem ser realizadas.
Título em inglês
Entomological surveillance of arbovirus vectors in the city of São Paulo: analysis of breeding sites, according to seasonal and socioeconomic factors, between 2012 and 2016
Palavras-chave em inglês
Arbovirus
Breeding Sites
Dengue
Entomological Surveillance
Potential Breeding Sites
Seasonal Factors
Socioeconomic Factors
Vector Control Program
Vectors
Resumo em inglês
Introduction: Knowing and controlling factors associated with arbovirus transmission is a major challenge for public health managers, but it is necessary for regions where arbovirus circulation and the presence of vectors are present. Objectives: To identify the main groups of containers that can become or are breeding sites of mosquito vectors in the São Paulo Municipality and verify if their distribution are influenced by seasonal and socioeconomic factors. Method: Data were collected from the inspections carried out in the surveillance and control activities of Ae. aegypti in the period 2012-2016, by Health Technical Supervision and county. Groups of containers were then created to evaluate predominance in the different checked conditions (existing, with water, with larvae). The generated indicators were used to test significant differences of the frequencies between the seasons of the year and to analyze correspondence between incidence of dengue cases and predominance of breeding sites groups. After, a socioeconomic grouping analysis was performed to identify differences in the distribution of groups of recipients. The Kruskal-Wallis non-parametric test was used for the variance analysis. Results: The group of mobile containers was the most frequent potential breeding site in all the years, followed by container plants and tires groups. Mobile and plant were the most frequent breeding sites for the county. The mobile group, although numerous, was not the most colonized. On the other hand, deposits for water storage had a low frequency, but a high proportion of colonization. Seasonality influenced the distribution of water and larvae containers, with the highest frequencies occurring in summer and fall. The proportion of buildings having containers with water increased over time, especially in 2015. The group that had the largest increase in the index in this period was the deposit not connected to the water supply network. Five Health Technical Supervision groups were generated by socioeconomic conditions, in which there were differences in the pattern of distribution of potential breeding sites and breeding sites for mosquitoes. Regions with better socioeconomic status had lower frequency of indicators, but not necessarily a lower risk of dengue transmission in the period evaluated. Conclusions: The main breeding sites groups most frequent in the city of São Paulo during the analyzed period were the smaller groups, mainly those of the mobile type. Larger reservoirs destined to water storage showed importance in the proportion of colonization and had their frequency increased in the period of the water supply crisis. Seasonal factors and socioeconomic conditions influenced the distribution of breeding sites in. To better target vector prevention and control actions, systematic and continuous analyzes by regions should be performed.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-08-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.