• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2006.tde-09012007-154520
Documento
Autor
Nome completo
Rosa Dalva Faustinone Bonciani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Laurenti, Ruy (Presidente)
Jorge, Maria Helena Prado de Mello
Litvoc, Julio
Spink, Mary Jane Paris
Tanaka, Ana Cristina D'Andretta
Título em português
Mortalidade materna: uma análise da utilização de listas de causas presumíveis
Palavras-chave em português
Atestado de óbito
Causa de morte
Comitê de mortalidade materna
Mortalidade materna
Resumo em português
Comitês de Mortalidade Materna, que não investigam todos os óbitos de mulheres de 10 a 49 anos, utilizam lista de causas presumíveis de morte materna para a busca ativa de causas maternas de óbito. Mediante dados do Comitê de Estudo e Prevenção da Mortalidade Materna, para o Município de São Paulo (CMMSP), e do “Estudo de mortalidade de mulheres de 10 a 49 anos, com ênfase na mortalidade materna”, realizado nas capitais de estados brasileiros e Distrito Federal (GPP), analisou-se a utilização da lista de causas presumíveis do Manual dos Comitês de Mortalidade Materna do Ministério da Saúde. Conforme investigação do CMMSP, em relação às causas maternas declaradas em 2001, houve um acréscimo de 72,7% de causas maternas. A análise dos dados com a utilização da lista mostrou que 39,4% eram causas maternas presumíveis e 33,3% não eram causas presumíveis. Entre as Declarações de Óbito (D.O.) originais do primeiro semestre de 2002, do estudo do GPP, em que causas maternas não estavam declaradas e se tornaram causas maternas, verificou-se que 52,6% eram presumíveis e 47,4% não eram presumíveis. Quanto à variável da D.O., que informa se a mulher estava grávida no momento da morte, ou esteve grávida nos doze meses que antecederam a morte, verificou-se a ausência de preenchimento dos campos 43 e 44, em mais de 50% das D.O. com outras causas declaradas e que se tornaram causas maternas, tanto na investigação do CMMSP quanto na do GPP. Concluiu-se que os Comitês de Prevenção da Mortalidade Materna deveriam investigar todas as mortes de mulheres de 10 a 49 anos.
Título em inglês
Maternal mortality: an analysis of the utilization of a list of presumable causes
Palavras-chave em inglês
Cause of Death
Committee of Maternal Mortality
Death Certificates
Maternal Mortality
Resumo em inglês
Committees of Maternal Mortality, which do not investigate all the deaths of women between 10 and 49 years old, use a list of presumable causes of maternal death for the active search of maternal causes of death. Based on the data from the Committee of Studies and Prevention of Maternal Mortality for the Municipality of São Paulo (CMMSP) and on the “Study of mortality of women between 10 and 49 years old with an emphasis on maternal mortality”, developed for the Brazilian state capitals and the Federal District (GPP), the utilization of the list of presumable causes from the Health Ministry Manual of the Committees of Maternal Mortality was analyzed. According to the CMMSP data, there was an increase of 72,7% of maternal causes in relation to the declared maternal causes in 2001. The analysis of data with the use of the list showed that 39,4% were presumable maternal causes and 33,3% were not presumable causes. Among the maternal causes which were not declared in the original Death Certificates of the GPP Study for the first semester of 2002, it was verified that 52,6% were presumable and 47,4% were not presumable. As to the pregnancy variable of Death Certificates, it was verified the absence of information in the form in more than 50% of the Certificates with other causes declared and that were maternal causes in the CMMSP and in the GPP investigation. The conclusion is that the Committees of Prevention of Maternal Mortality should investigate all the deaths of women in ages between 10 to 49 years old.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MortalidadeMaterna.pdf (446.52 Kbytes)
Data de Publicação
2007-01-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.