• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.1989.tde-06012014-142830
Documento
Autor
Nome completo
Augusto Hasiak Santo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1989
Orientador
Banca examinadora
Laurenti, Ruy (Presidente)
Becker, Roberto Augusto
Cortez Junior, Lupercio de Souza
Jorge, Maria Helena Prado de Mello
Novaes, Hillegonda Maria Dutilh
Título em português
Causas múltiplas de morte: formas de apresentação e métodos de análise
Palavras-chave em português
Causas múltiplas de morte
Controle de qualidade
Estatística vital
Mortalidade
Processamento automático de causas de morte
Resumo em português
RESUMO As informações sobre a mortalidade são tradicionalmente uma importante fonte de dados para estudos epidemiológicos, demográficos e para o planejamento em saúde. As estatísticas de mortalidade por causa são usualmente apresentadas segundo a causa básica de morte; a cada óbito corresponde uma só causa. Este método tem sofrido criticas devido a algumas de suas limitações, principalmente em relação às doenças crônicas quando, geralmente, estão presentes várias causas no momento da morte e apenas a básica é selecionada. As estatísticas de mortalidade segundo as causas múltiplas de morte se apresentam como um método alternativo para o estudo das causas de morte. A introdução dos computadores permitiu o desenvolvimento nos Estados Unidos de um sistema automático para classificar além da causa básica todos os demais diagnósticos mencionados nos atestados de óbito. Esse sistema, denominado ACME (Automated Classification of Medical Entities) amplia muito as possibilidades do uso das estatísticas de mortalidade e desde 1983 vem sendo utilizado no processamento de dados sobre os óbitos ocorridos no Estado de São Paulo. O presente trabalho discute a potencialidade do uso das causas múltiplas de morte para o estudo da mortalidade e apresenta algumas formas para a tabulação e a análise destas estatísticas exemplificadas com o arquivo de dados sobre os óbitos ocorridos em 1983 no Estado de São Paulo. Por meio da análise do número de diagnósticos informados na declaração de óbito mostrou-se um número médio maior dos mesmos em relação aos achados em trabalhos acadêmicos realizados com óbitos de períodos anteriores. 0 estudo das menções de todos os diagnósticos permitiu evidenciar a importância relativa maior de certas causas selecionadas como causa básica menos frequentemente. A análise das associações das causas de morte mostrou a importância do inter-relacionamento das doenças na determinação de morte e sugeriu outros usos das causas múltiplas. A distribuição conjunta das causas externas de morte com os dados sobre a natureza da lesão e a análise desta última segundo o sexo e a idade apresentam-se como nova perspectiva para a compreensão das mortes violentas. O levantamento e a discussão de questões metodológicas sugerem novas áreas de investigação para o estudo das causas múltiplas de morte
Título em inglês
Multiple causes of death: presentation forms and methods of analysis
Palavras-chave em inglês
Automated processing of causes of death
Mortality
Multiple-causes-of-death
Quality control
Vital statistics
Resumo em inglês
SUMMARY Informations about mortality are traditionally an important source of data for epidemiologic and demographic studies as well as for health planning. Mortality statistics based on causes have been derived from the underlying cause of death, implying that for each dead person only one cause is presented. These statistics have been criticised on account of their limitations, mainly when chronic diseases are considered and several causes are responsible for the death. Multiple cause mortality statistics represent an alternative method for the study of causes of death. The advent of computers made possible, in the United States, the development of an automated system for selecting the underlying cause of death as well as for coding all the reported conditions on the death certificate. This system, called ACME (Automated Classification of Medical Entities), greatly enlarges the possibilities of mortality statistics and it is used since 1983 to produce mortality data in the State of São Paulo. This thesis discusses the potential use of multiple cause of death for mortality studies and present some ways of its tabulations and analysis through examples which use the data file of death that occurred in 1983 in the State of São Paulo. The tabulation of the number of different diagnoses reported on the death certificate showed that its median number has increased when compared with the results of academic studies undertaken in other periods of time. The study of all mentions of the reported diagnoses depicted the greater importance of some causes of death infrequently selected as the underlying cause of death. The analysis of associations of causes of death revealed the importance of the combination of diseases to the determination of the death and allowed suggestions for other applications of multiple cause data. The cross tabulation of external causes of death with data related to the nature of injury and the analysis of the nature of injury by age and sex enhance new perspectives for the description and understanding of violent deaths. Methodological questions raised and discussed in this thesis suggest new areas of investigation for the study of multiple causes of death
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AugustoHasiak.pdf (90.75 Mbytes)
Data de Publicação
2014-01-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.