• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2004.tde-04032005-091946
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Roberto Urbinatti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Natal, Delsio (Presidente)
Gomes, Almerio de Castro
Lopes, José
Menezes, Regiane Maria Tironi de
Tubaki, Rosa Maria
Título em português
"Observações ecológicas de Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) em áreas de proteção ambiental e urbana da periferia na Grande São Paulo"
Palavras-chave em português
Aedes albopictus
imaturos
larvitrampa
ovitrampa
urbanização
vetor
Resumo em português
RESUMO Urbinatti PR. Observações ecológicas de Ae. albopictus (Diptera: Culicidae) em áreas de proteção ambiental e urbana na periferia da Grande São Paulo. São Paulo; 2004. [Tese de Doutorado – Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo]. Objetivos. Contribuir para o conhecimento da ecologia de uma população de Ae. albopictus em área de proteção ambiental e urbanizada. Métodos. Para avaliar aspectos da infestação desse culicídeo, escolheram-se duas áreas próximas, o Parque Ecológico do Tietê (PET), em área de proteção ambiental, (ambientes 1 e 2) e outra antrópica, Jardins São Francisco e Piratininga (ambientes 1 e 2), na Zona Leste da Capital. A primeira etapa da pesquisa foi desenvolvida no PET, de abril de 2001 a março de 2002 e a segunda foi nos Jardins São Francisco e Piratininga, de abril de 2002 a março de 2003. Com a finalidade de medir e comparar a infestação de Ae. albopictus entre os dois ambientes do PET e Jardins, utilizaram-se, 10 larvitrampas e 10 ovitrampas, sendo instaladas no peridomicílio e com monitoramento quinzenal no PET e a cada dez dias nos Jardins. Foram efetuadas coletas de amostras de água para análise de parâmetros físicos e químicos e de fauna associada. Resultados. Ae. albopictus foi à espécie mais freqüente em relação as demais coletadas, nos criadouros naturais e artificiais, correspondendo a 97,70 % e 92,50 % do total de imaturos, respectivamente no PET, Jardins São Francisco e Piratininga. Observou-se que os índices de densidade e positividade das ovitrampas e larvitrampas, no PET apresentaram valores elevados quando comparados aos Jardins São Francisco e Piratininga. Verificou-se correlação positiva significante entre a densidade de larvas e pupas de Ae. albopictus coletada em larvitrampas e as temperaturas ambiente e da água nos pneus nas duas áreas. Observou-se diferença estatisticamente significante entre a densidade de larvas de Ae. albopictus nas larvitrampas dos ambientes 1 e 2 do PET e Jardins, na presença e ausência de fauna associada.Conclusões. A presença freqüente de Ae. albopictus tanto em áreas de proteção ambiental como em alterada, reforça a evidência de sua ampla valência ecológica em colonizar ecótopos naturais e artificiais. Diante deste comportamento e aliado a competência e capacidade vetora, espera-se que os resultados dessa pesquisa possam fornecer informações que possibilitem subsidiar ações de controle caso esse mosquito represente ameaças à Saúde Pública. Descritores: Aedes albopictus, vetor, imaturos, ovitrampa, larvitrampa, urbanização
Título em inglês
Ecological observations of Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) in urban and preserved areas in the outskirts of Greater Sao Paulo.
Palavras-chave em inglês
Aedes albopictus
immature
larvitrap
ovitrap
urbanization
vector
Resumo em inglês
SUMMARY Urbinatti PR. Ecological observations of Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) in urban and preserved areas in the outskirts of Greater Sao Paulo. São Paulo; 2004. [Tese de Doutorado – Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo]. Objective. To contribute to the knowledge of the ecology of the Ae. albopictus population both in a protected and in an urban environment. Methods. Two different environments were chosen to evaluate aspects of the infestation of the East End of the city: a protected environment - the Parque Ecológico do Tietê (PET) divided into environments 1 and 2, and another anthropogenically altered one - the Jardins São Francisco and Piratininga, divided in the same way. The first step of the investigation was undertaken in PET between April 2001 and March 2002 and the second step in the Jardins, between April 2002 and March 2003. To measure and compare Ae. Albopictus infestation as between PET and Jardins, 10 larvitraps and 10 ovitraps were installed around a domiciliary area with monitoring every 15 days in PET and every 10 days in the Jardins. The analysis of water samples for their chemical and physical parameters and associated fauna was undertaken. Results. Ae. albopictus was the most frequently collected species, both in artificial and natural breeding sites, accounting for 97.70% and 92.50% of the total of immature specimens collected in PET and in the Jardins, respectively. As regards the positive rates of ovitraps and larvitraps, PET presented higher values than the Jardins. There was a significant correlation between larval and pupal densities in the larvitraps and the temperature of water in tires and sites and a significant difference between larval densities in the larvitraps of environments 1 and 2 in both PET and Jardins, as regards the presence and absence of associated fauna. Conclusions. The frequent presence of Ae. albopictus in protected areas and in altered ones reinforces the evidence of its ecological adaptability in the colonization of both natural and artificial environments. This behavior associated with its competence and vectorial capacity should contribute with information that will be useful for control actions if these insects come to represent a public health threat. Key words: Aedes albopictus, vector, immature, ovitrap, larvitrap, urbanization
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Urbinati.pdf (1,022.98 Kbytes)
Data de Publicação
2005-03-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.