• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2002.tde-02042009-112848
Documento
Autor
Nome completo
Heloisa Pagliaro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2002
Orientador
Banca examinadora
Levy, Maria Stella Ferreira (Presidente)
Baruzzi, Roberto Geraldo
Campanário, Paulo Roberto
Junqueira, Carmen Sylvia de Alvarenga
Morell, Maria Graciela Gonzalez Perez de
Título em português
A revolução demográfica dos povos indígenas do Brasil: a experiência dos Kaiabi do Parque Indígena do Xingu - Mato Grosso - 1970-1999
Palavras-chave em português
Demografia Indígena
Fecundidade
Índios da América do Sul
Kaiai
Povos Indígenas
Resumo em português
Objetivo. Nesta investigação, analisa-se a dinâmica demográfica dos índios Kaiabi do Parque Indígena do Xingu (PIX), Mato Grosso, Brasil, no período 1970-1999. Métodos. Análise transversal e longitudinal da dinâmica demográfica, com base em nas informações do registro de eventos vitais da população das aldeias Kaiabi do PIX, gerados pelo programa de saúde da UNIFESP no Xingu, apoiados por levantamento histórico e etnográfico. Resultados. O contato com a sociedade nacional, nas décadas de 1920 a 1950, na região do rio Teles Pires, deu origem à depopulação das aldeias por confrontos e epidemias e à migração de parte dos Kaiabi para o Xingu. Em 1970, havia 204 no Parque e em 1999, 758. O crescimento da população foi de 4,5% ao ano, a taxas bruta de natalidade é alta ( 53,7 por mil habitantes) e de mortalidade baixa (8,1 por mil habitantes). Na população, 56,2% são menores de 15 anos de idade, sendo a taxa de mortalidade infantil de 15,2 por mil nascimentos vivos, em razão de um programa de saúde indígena existente na área desde 1965. A recuperação demográfica desta população se assemelha a do conjunto da população do Xingu, também atendida pelo programa de saúde. Destaca-se a analise da fecundidade por coortes acompanhadas por períodos de 35 anos, e a importância da coleta sistemática de dados demográficos para populações indígenas.
Título em inglês
The demographic revolution of the Brazilian Indians: the experience of the Kaiabi a indigenous people of the Xingu river (Mato Grosso), 1970-1999
Palavras-chave em inglês
Demography of indigenous people
Fertility of Indigenous People
Kaiabi
Population Recovery of Indigenous People
South American Indians
Resumo em inglês
Objective. This study analyses the demographic dynamic of the Kaiabi a indigenous people of the Xingu river, Mato Grosso, Brazil, from 1970 to 1999. Methods. The demographic survey included cohort and period analyse, with vital statistics from the health service of the Xingu Indigenous Park. Results. Contact with Brazilian national society, established in the 1920 and 1950, in the Teles Pires river region, caused a population drop due to clashes and epidemics. In 1952, a part of the Kaiabi group start to migrate to the Xingu region where they live at present. In 1970 there where 204 individuals in the Xingu villages and in 1999, 758. The crude birth rate is higth (53,7 per thousand inhabitants) and the death crude rate low (8,1 per thousand inhabitants). The majority of the population is under 15 years of age (56,2%) and the infant mortality rate is low or moderate (15,2 per thousands live births ), considering indigenous communities on general, because a health indigenous program is installed on the area before 1965. The demographic recovery starts at 1975 and is similar to that others indigenous Xingu groups. The research highlights the importance of a analyse of fertility cohorts about 35 years.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-05-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.