• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Gilberto Hoffmann Marcon
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2017
Orientador
Banca examinadora
Furlan, Reinaldo (Presidente)
Moutinho, Luiz Damon Santos
Verissimo, Danilo Saretta
Título em português
A linguagem no campo do sentir: um objeto da psicologia à luz da filosofia de Merleau-Ponty
Palavras-chave em português
Expressividade
Fenomenologia
Linguagem
Merleau-Ponty
Subjetividade
Resumo em português
A linguagem constitui tema de grande interesse para um estudo compreensivo dos fenômenos subjetivos. Na psicologia e em outras ciências humanas, são várias as abordagens que historicamente se dirigiram aos fenômenos linguísticos como âmbito central no esforço de compreensão precisa daqueles. Na psicologia contemporânea, a linguagem permanece enquanto tema de estudo privilegiado pois abarca, ao mesmo tempo, a ordem da produção de sentidos individuais e intersubjetivos, além de se apresentar enquanto sistema cultural e historicamente instituído. Articula, desta forma, o individual e o social, fenômenos da ordem do particular que remontam a um contexto cultural de subjetivação. Como parte de um esforço para compreender o objeto de estudo da psicologia a partir da filosofia de Maurice Merleau-Ponty (1908 1961), propusemos que um estudo aprofundado da noção de linguagem que suas reflexões subsidiam poderá representar um passo relevante. Veremos que, já no debate com as ciências do comportamento e com a fisiologia clássica, nA Estrutura do Comportamento (1942), Merleau-Ponty realiza uma leitura de que, sem recorrer ao âmbito da consciência, é possível identificar um protótipo da atividade significativa já na relação do organismo vivo com seu meio. Posteriormente, ao voltar-se para a Fenomenologia da Percepção (1945), ponto central do projeto filosófico do autor, veremos de que maneira ele apresenta, em sua descrição da consciência perceptiva e da subjetividade corpórea, suas primeiras teses a respeito da linguagem, que têm como conceitos centrais o sentido gestual da fala e o caráter fundante da atividade expressiva em relação ao significado. Trata-se de propor que as operações de sentido se realizam através da própria expressão, e não que a expressão meramente traduz um sentido que lhe precede em pensamento. Acompanharemos os desenvolvimentos desta temática nos anos 1950, onde o diálogo com a linguística de Saussure dá novos contornos ao projeto de compreensão da linguagem, que vai do sentido gestual para o caráter diacrítico da língua enquanto sistema sedimentado através da fala.
Título em inglês
Language in the field of Feeling: an object of psychology in light of Merleau-Pontys philosophy
Palavras-chave em inglês
Expressivity
Language
Merleau-Ponty
Phenomenology
Subjectivity
Resumo em inglês
Language presents a theme of great importance to the comprehensive study of subjectivity phenomena. In psychology, as well as in other human sciences, there are several schools of thought that historically approached the linguistic phenomena as a central scope in the effort to comprehend the cultural processes of subjectivation. In contemporary psychology, language remains a privileged field of study as it encompasses, at the same time, the orders of production of individual and intersubjective meaning, as well as presenting itself as historically instituted. Therefore, it articulates the individual and social spheres, phenomena of the personal order that remounts to a cultural context of subjectivation. As part of a larger effort to comprehend the object of study of psychology from the point of view of Maurice Merleau-Pontys (1908 1961) philosophy, we proposed an in-depth study of the notion of language as made possible by his reflections. We will see that, already in the discussion with the behavioral sciences and with classical physiology, in The Structure of Behavior (1942), Merleau-Ponty points out that even without resorting to an account of consciousness it is already possible to identify a prototypic signification activity in the relation between the living organism and its environment. Subsequently, in turning to the Phenomenology of Perception (1945), a central point in the author's philosophical project, we will see how he presents, on his description of perceptual consciousness and of embodied subjectivity, his first thesis about language itself, that are organized around the gestural meaning of speech and on the founding character of expression in relation to meaning. He proposed that meaning operations are carried out through expression itself, opposing the idea that expression acts as a mere translation of a meaning that precedes it in thought. We accompany the development of this theme in the 1950s, where the dialogue with saussurean linguistics gives new outlines to the project of comprehending language, that develops from the gestural meaning to the diacritic character of language as a system sedimented through speech.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.