• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Cristiana Nelise de Paula Araujo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Webster, Clarissa Mendonça Corradi (Presidente)
Amorim, Ana Karenina de Melo Arraes
Lorenzi, Carla Guanaes
Vecchia, Marcelo Dalla
Título em português
Sentidos construídos com familiares de usuários de drogas sobre a internação involuntária ou compulsória
Palavras-chave em português
Hospitalização ; Família ; Usuários de drogas
Resumo em português
No Brasil, políticas de saúde que incluem o cuidado aos usuários de álcool e outras drogas são recentes. Apesar da existência de serviços comunitários, a internação dos usuários é algo muito frequente. Nos últimos anos, as modalidades de internação compulsória e involuntária passaram a ser aplicadas em larga escala, principalmente, por meio de solicitações dos familiares de pessoas com problemas relacionados ao uso de drogas. Estudos demonstram que há poucas evidências científicas acerca da efetividade de tais internações. O objetivo deste estudo foi compreender como os sentidos sobre a internação involuntária e/ou compulsória da pessoa que usa álcool e outras drogas foram construídos com seus familiares. Para tanto, foi realizado um estudo qualitativo, com referencial teórico construcionista social. O corpus foi composto por 15 entrevistas semiestruturadas feitas com familiares de usuário de drogas que foram, anteriormente, internados involuntariamente e/ou compulsoriamente. A técnica utilizada para a seleção destes participantes foi a bola de neve. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da FFCLRP-USP. Em primeiro lugar, foi realizada análise temática das entrevistas, considerando a construção dos sentidos dentro do contexto histórico-cultural, as experiências de vida e as interações sociais. A seguir, foi realizado um estudo de caso de uma das entrevistas realizadas, com o objetivo de analisar discursos envolvidos no processo de busca de internações involuntárias e compulsórias. Para isto, foi selecionada a entrevista de uma participante que havia solicitado 23 internações involuntárias e cinco compulsórias para seu filho. O corpus dessa análise consistiu na entrevista semiestruturada e notas de campo que foram elaboradas a partir das conversas com a participante. A partir da análise temática foram construídos quatro temas: (1) Sentidos sobre internações involuntárias e compulsórias, em que as internações foram construídas como formas de educar, cuidar e proteger o usuário dos perigos da rua, dos traficantes, de ser preso e de morrer, alcançar abstinência e alívio principalmente para os familiares. (2) Consequências do uso problemático de drogas, como relatos de mudanças negativas no comportamento do usuário, acúmulo de perdas na vida do usuário e a percepção de estigma. (3) Sentimentos da família, envolvendo culpa, desespero, frustração, vergonha, medo e desesperança diante do problema. (4) Tentativas mal sucedidas de resolver o problema, diante do desconhecimento de serviços ambulatoriais e do foco apenas na abstinência. A partir do estudo de caso, foram construídas três narrativas: (1) discurso individualista e discurso do déficit sobre seu filho que ao ser posicionado como alguém que é definido pelas suas falhas passa a ser internado repetidamente; (2) Discurso individualista e culpabilização da mãe uma vez que ela é descrita como superprotetora, inadequada e impotente; (3) Discurso alternativo baseado na perspectiva relacional que convidaria mãe e filho a se engajar em uma conversa colaborativa, criando um contexto onde novas formas de entendimento poderão surgir. Considera-se que para reduzir o número de reinternações dos usuários de drogas é necessário apoiar seus familiares por meio da ampliação da rede de cuidados, orientação sobre tratamentos ambulatoriais e acolhimento dos sentimentos e angústias da família.
Título em inglês
Meanings constructed with family members of drug users about involuntary or compulsory hospitalizations
Palavras-chave em inglês
Hospitalization ; Family ; Drug users
Resumo em inglês
In Brazil, the health policies that include care for alcohol and other drug users are recent. Despite the existence of community services, the drug users hospitalization is very frequent. Over the last years, compulsory and involuntary hospitalization has been applied on a large scale, especially, requested by families of people who consume alcohol and drugs. Studies shown few scientific evidences of the efficiency of those hospitalizations. This study aims to understand how the meanings about the compulsory or involuntary hospitalization of the person that uses alcohol and other drugs were constructed with the families. To achieve this, it has been a qualitative study, with social constructionist referential. The corpus consisted in 15 semistructured interviews conducted with the families of drug users that were previously taken by involuntary or compulsory hospitalization. The selection participant technique was made through snowball selection. The project was approved in the Ethical Committee of FCLRPUSP. In first place, it was made thematic analysis of interviews, considering the construction of meanings inside the historic-cultural context, their experiences of life, and their social interactions. In second place, a case study was made through one of the interviews conducted in order to analyze discourses involved in the seeking process of involuntary and compulsory hospitalizations. To achieve this, it was selected an interview with a participant who had requested 23 involuntary and five compulsory hospitalizations for her son. The corpus of analysis consisted by the full transcription of this interview and the field notes referring to it. Through the thematic analysis was constructed four themes: (1) Meanings about involuntary and compulsory hospitalization, in which the hospitalizations were construed such as education, care, abstinence, relief mainly for family members, protection from the dangers of the street, from drug dealers, police, and death. (2) Problematic drug uses consequences, such as reports of changes in the user behaviors, accumulation of losses in the drug users life, and the perceived stigma. (3) Feelings of the family, involving guilt, despair, frustration, shame and hopelessness in the face of this problem. (4) Attempts to help the family member, due to not knowing the community services for drug treatment and to focus only on abstinence. Through the discourses analysis, it were constructed three narratives: (1) individualistic discourse and deficit discourse that helped to position her son as somebody who is defined by his failures, and resulting in new hospitalizations. (2) Individualistic discourse and blaming the mother since she was described as overprotective, flawed, and powerless. (3) Alternative discourse based on the relational perspective that invited the mother and son to engage in a collaborative conversation, creating a context where new forms of understanding can emerge. In order to reduce the number of hospitalizations of drug users, it is necessary to support their relatives by publicizing services for community treatment, and helping the family to deal with distress.
 
Data de Publicação
2018-10-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.